A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

17/09/2016 08:00

Ao lado do neto, avó comemora 65 anos viajando de avião de pela primeira vez

Thailla Torres
Apesar do medo, o momento lá em cima foi cheio amor e um brilho no olhar de quem adorou a aventura. (Foto: Arquivo Pessoal) Apesar do medo, o momento lá em cima foi cheio amor e um brilho no olhar de quem adorou a aventura. (Foto: Arquivo Pessoal)

Na comemoração de 65 anos, os parabéns para dona Amália Guedes Alcântara foram no céu. Ela nunca tinha saído de Mato Grosso do Sul e ganhou de presente do neto caçula uma viagem para São Paulo e a experiência de voar de avião pela primeira vez. Apesar do medo, o momento lá em cima foi cheio amor e um brilho no olhar de quem adorou a aventura.

Veja Mais
Caligrafia da escola rendeu à Marystella a profissão de designer de lousas a giz
Luis ganhou o título de presidente e hoje é dono da própria cadeira no bar

Com voz tímida, dona Amália resume a emoção. “Foi a primeira vez, fiquei muito feliz, nunca tinha voado e agora tô aí andando de avião”, relata.

O gesto do professor Eduardo Alcântara, de 26 anos, veio em um dia ainda mais especial. Ele faz aniversário no mesmo dia da avó. Como em anos anteriores, a data não poderia ser longe dela, mas precisava ser diferente. “Quando a gente é jovem, carrega na mente a facilidade das coisas e acha que é normal qualquer um viajar ou voar de avião. Mas crescendo, percebi que isso não fazia parte da vida de algumas pessoas”, descreve o neto.

Sempre viajando para os lugares que desejava e contando com o apoio da avó, foi na experiência que ele percebeu que poderia fazer do aniversário um momento para deixar na memória.

Amália nasceu em Ponta Porã e mora há 15 anos em Campo Grande. Aposentada, o único passeio que foge da rotina é por alguns lugares da cidade.

“Meus avós sempre foram humildes, não tinham de condições de ir para muito longe. Cresceram em uma vida simples e eu vi que podia proporcionar esse momento para ela. Pode ser algo simples para algumas pessoas, mas para mim foi muito importante conseguir proporcionar isso para ela. Foi um presente para nós dois”, descreve Eduardo.

Ver a cidade do alto, deixou Amália encantada. (Foto: Arquivo Pessoal)Ver a cidade do alto, deixou Amália encantada. (Foto: Arquivo Pessoal)

A ansiedade começou logo que o neto contou sobre a viagem. “Um dias antes, ela já estava animada e ao mesmo tempo nervosa, não sabia como tudo ia ser. E por incrível que pareça, ela se saiu muito bem e adorou”, descreve.

Na hora da decolagem, o medo tomou conta. Mas o carinho da filha e de Eduardo trouxeram a calma. “Eu disse que seria só um friozinho na barriga até estabilizar lá em cima. Ela quis olhar pela janelinha, fiz questão que ela sentasse ao lado. Apesar do enjoo, ela ficou muito bem e sorriu quando viu a cidade lá de cima. Eu fiquei emocionado de ver ela feliz”, comemora.

Para que a viagem fosse ainda mais perfeita, Eduardo pensou em tudo. “Vamos passar 3 dias em São Paulo. Logo quando chegamos, foi o momento de ir às compras e conhecer alguns pontos turísticos da cidade. No fim de semana vai ser um momento de cultura”, conta.

Professor de arte e ator, o teatro sempre fez parte da vida de Eduardo e foi um dos motivos para levar Amália a um musical, também pela primeira vez. “Ela sempre me acompanhou e me viu envolvido com o teatro. Viu peças em Campo Grande, foi comigo que ela foi ao teatro pela primeira vez. Mas agora vamos ao espetáculo Wicked e também vou levá-la à Bienal de Arte. Tenho certeza que vai se incrível”, acredita.

Curta o Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.