A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

11/08/2014 06:45

Aplicativo de segredos ainda é novidade na cidade, mas já tem usuários sem noção

Elverson Cardozo
Um exemplo de segredo compartilhado no App. (Foto: Marcelo Calazans)Um exemplo de segredo compartilhado no App. (Foto: Marcelo Calazans)

O aplicativo já causou reboliço em outras cidades do país, virou notícia com gente sofrendo difamação e prometendo processo, mas só agora é que os campo-grandensses estão descobrindo o Secret. Você, já ouviu falar? Disponível para celulares com plataformas Android e IOS, o Secret é um aplicativo que permite compartilhar, e também conferir, segredos de forma anônima entre amigos e desconhecidos que tenham o programa instalado.

Veja Mais
Aos 56 anos, Márcia é parceira do filho do tênis de LED ao Pokémon Go
Papai é a estrela, mas Mamãe Noel pode fazer toda diferença no Natal

O sistema, lançado em janeiro, nos Estados Unidos, foi criado pelos americanos David Bittow e Chrys Bader-Wechseler, ambos ex-funcionários do Google, e tem a proposta de ser um “túmulo” de segredos. Os textos publicados não revelam a identidade do autor e podem ser curtidos e comentados.

É a alternativa perfeita para aquela confissão que não dá para contar nem para o melhor amigo. Seria ótimo se fosse assim. O problema é que os brasileiros tem dado uma nova função ao App, usando-o como meio de difamação.
Muita gente tem compartilhado “segredos” e, inclusive, fotos de outros usuário, ao invés das próprias revelações. Tem sido comuns casos de racismo, bullying e homofobia, por exemplo.

O anonimato parece encorajar os inescrupulosos. Em Campo Grande, o programa ainda é novidade. Por aqui, os anônimos, salvos as devidas exceções, também estão fazendo a festa, aproveitando a máscara chamada Secret para, notadamente, difamar e destruir a reputação de algumas pessoas.

Detalhes sórdidos de uma relação sexual é só um dos exemplos. Há quem coloque, nome, sobrenome e até foto da vítima em questão. Outros, ao contrário, tem usado o App para automopromoção e como anúncio erótico.

Por outro lado, tem quem use o aplicativo corretamente, compartilhando segredos, alguns difíceis de acreditar, entre eles traições, declarações de amor, envolvimentos de homens casados, heterossexuais, como homossexuais, fetiches e por aí vai.

Aplicativo de segredos ainda é novidade na cidade, mas já tem usuários sem noção
Aplicativo de segredos ainda é novidade na cidade, mas já tem usuários sem noção
Aplicativo de segredos ainda é novidade na cidade, mas já tem usuários sem noção
Aplicativo de segredos ainda é novidade na cidade, mas já tem usuários sem noção

“Sou homem, tenho mina, mas sinto tesão em pés de outros homens”, disparou um. “Mesmo não falando contigo abro sua janela do Whatsapp para ver se está on”, escreveu outro.

Entre os segredos, uma constatação, o que também tem sido comum: “Tem gente que tem namorada e beija meninos”. Os mais cautelosos participam, mas não entram em polêmicas: “E o medo de postar qualquer coisa?”, questionaram.

Desconhecimento - Nas ruas, de todos os entrevistados pelo Lado B, ninguém sabia o que era Secret, mas bastou uma apresentação rápida do aplicativo para se interessarem pela nova “modinha”.

O estudante Thiago da Costa Alves, de 18 anos, não gostou da ideia. “As coisas erradas que você faz devem ser compartilhadas com alguém que você confia e não na rede. Alguém pode hackear”.

A recepcionista Andressa Jahn de Lima, de 21 anos, e a irmã, a estudante Amanda Carolina Jahn de Lima, 15, também acreditam que o Secret não é 100% seguro, mas instalariam o App sem problema.

Andressa gostou do aplicativo. “É um jeito de você falar as coisas que não tem coragem e não pode colocar no Facebook”, diz. (Foto: Marcelo Calazans)Andressa gostou do aplicativo. “É um jeito de você falar as coisas que não tem coragem e não pode colocar no Facebook”, diz. (Foto: Marcelo Calazans)

“É um jeito de você falar as coisas que não tem coragem e não pode colocar no Facebook”, opinia Andressa. “Você não coloca nome e nem foto. É uma forma de contar qualquer segredo”, completa a mãe das garotas, a enfermeira Janaina Jahn de Lima, de 37 anos.

“Mas está sendo usado para o bem e para o mal”, corrige a filha, Amanda. “Hoje em dia não dá para confiar em ninguém”, conclui.

Como denunciar – Os excessos podem ser denunciados utilizando um recurso do próprio aplicativo. É só “arrastar” a mensagem para a esquerda que as opções de compartilhar, assinar e denunciar aparecem na tela. Outro canal de contato com os desenvolvedores é pelo e-mail legal@secret.ly.

O Secret promete sigilo, mas os dados dos usuários ficam guardados nos servidores do aplicativo. Isso signigica que, mediante determinação da justiça, a empresa reponsável pelo desenvolvimento do sistema pode revelar a identidade de quem espalhou um segredo.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.