A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

12/11/2013 06:55

Aulas de "Stiletto" exigem salto alto e ensinam a dançar como a musa Beyoncé

Anny Malagolini
Aulas de Stiletto exigem salto alto e ensinam a dançar como a musa Beyoncé

Nada de sapatilhas, o sapato da vez para a dança exige salto, de preferência o agulha, como a diva Beyoncé. A modalidade que faz sucesso em clipes da musa, agora também ganhou aulas em Campo Grande. O "Stiletto Dance" exige equilíbro, preparo físico, mas em troca garante sensualidade.

Veja Mais
Guardiã de João, por uma semana repórter cuidou do Fusca sem freios de Júlia
Na novena que atrai milhares, até padre vai em busca de graça

A fórmula vem de espetáculos da Brodway, mas tem o toque urbano do hip-hop. Além de fazer as mulheres poderosas na pista, diminui a inibição e ensina de tabela até o “carão” da conquista. Mas também é uma forma de tonificar os glúteos e as pernas. 

“Postura, feminilidade, busca trazer de volta a sensualidade, de forma elegante”, esses alguns resultados que da prática do “Stiletto”, segundo o professor Edson Clair.

Os primeiros dias são na base do "meia ponta", com o calcanhar fora do chão. Então, quem não tem prática com o salto, não precisa se preocupar. “O aquecimento começa ensinando os alunos a se equilibrar sobre o salto”, explica o também bailarino Felipe Espíndola, de 26 anos, responsável por ensinar o Stiletto em Campo Grande.

Até alongamento é feito em cima do salto alto (Foto: Cleber Gellio)Até alongamento é feito em cima do salto alto (Foto: Cleber Gellio)

Em cima do salto grosso ou agulha, mesmo quem não sabe andar nas alturas vai aprender a dançar sobre eles, garante. A ideia é chegar ao ponto de "se achar" uma das dançarias do clipe da cantora Anitta, por exemplo.

A publicitária Giovanna Simoni, de 33 anos, aderiu ao street dance há 20 anos e agora entrou na nova moda, quase um contraponto à dança mais "bruta" de rua.

Giovanna conta que o salto alto é usado com frequência por ela, mas na hora de dançar... ”Tenho dificuldade para me equilibrar enquanto eu estou dançando”, assume.

Em um salto de 10 centímetros, outra aluna, a veterinária Adriana Gonçalves, de 28 anos, diz que viu na nova modalidade uma forma de melhorar na dança de salão, que pratica há um ano. "Mas também quero aumentar a feminilidade".

Apesar de ter o salto alto, o “Stiletto” não é só para as mulheres. Os homens que tiverem interesse também podem fazer as aulas.

Cássio, de 23 anos, é o único homem da turma e conta que decidiu aprender o “Stiletto” por curiosidade e também como uma forma de aumentar a linguagem corporal, já que gosta da dança de salão. “Acho que o salto prejudica, e quis ter essa noção”, comenta.

As aulas acontecem aos domingos, a partir das 16 horas, com duração de uma hora e meia. O estúdio fica na rua 13 de Maio, 1.575. A mensalidade custa R$ 50,00.

Especialistas no assunto dizem que dança pode queimar de 400 a 600 calorias por aula. No Youtube, há vários vídeos com exemplos de como a modalidade pode ser animada.




Muito obrigado pela reportagem e pelo espaço dedicado a essa nova modalidade de dança que chega a nossa cidade.O estúdio e questão é o Espaço Fnk, e o telefone: 3384 2283.
 
Edson Clair em 14/11/2013 11:29:58
Gostaria de fazer.Qual e o telefone para poder fazer a inscrição?
 
Fátima Rafael em 12/11/2013 19:32:12
Tem algum telefone para contato?? me interesso pelas aulas agradeço desde ja.
 
ELIS ANDRADE em 12/11/2013 15:15:10
Matéria muito interessante ainda mais para nós da área da Dança.
Estúdio muito bem conceituado não apenas no Estado, mas sim em todo Território Brasileiro, porém a imprensa só falhou no vídeo postado junto com a matéria.
Faltou um salto alto nas meninas do vídeo, o que pede na matéria, por exemplo, a matéria foi feita no estúdio Funk-se. Poderia se ter feito um vídeo com bailarinas (os) do Estúdio que por sinal dançam muito, e o mesmo ser postado junto com a matéria.
Fica a dica para uma próxima matéria.
 
Luciano Cavanha em 12/11/2013 12:33:49
imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.