A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

08/11/2015 07:34

Com toalha arco-íris, piquenique reunirá famílias feitas de toda forma de amor

Adriano Fernandes
O encontro pretende reunir pesquisadores, acadêmicos e apoiadores do conceito de que família vai muito além do tradicional, formado por: mãe, pai e filhos.(Foto: Gerson Walber)O encontro pretende reunir pesquisadores, acadêmicos e apoiadores do conceito de que família vai muito além do tradicional, formado por: mãe, pai e filhos.(Foto: Gerson Walber)

No próximo dia 13, os arredores do restaurante universitário da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) vão servir para o primeiro “Piquenique da Tradicional da Família Brasileira”. Na verdade, o nome é puro sarcasmo. O encontro pretende reunir pesquisadores, acadêmicos e apoiadores do conceito de que família vai muito além da tradição de mãe, pai e filhos.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

O evento é uma iniciativa do Impróprias (Grupo de Pesquisa em Gênero, Sexualidade e Diferenças) e LEVS (Laboratório de Estudos sobre Violência, Gênero e Sexualidade), ambos referência no estudo da identidade de gênero e orientação sexual, em Campo Grande.

Um dos organizadores do piquenique, o professor do curso de Ciências Sociais, Tiago Duque, explica que o encontro, pretende tornar acessível uma discução que já é abordada nos grupos de pesquisa da universidade. “A proposta é reunir os estudantes de diversos cursos da UFMS, de outras faculdades e quem tenha interesse em se informar mais sobre o assunto".

Além de Tiago Duque, compõem o projeto os também professores Guilherme Passamani e Aparecido Francisco dos Reis.(Foto: Gerson Walber)Além de Tiago Duque, compõem o projeto os também professores Guilherme Passamani e Aparecido Francisco dos Reis.(Foto: Gerson Walber)

Será um manifesto ao ar livre contra o “Estatuto da Família”, projeto aprovado em comissão especial da Câmara dos Deputados e que configura família exclusivamente a união entre homem e mulher.

“Nossa intenção é ocupar os espaços da cidade universitária, que são públicos, para que mesmo de forma lúdica possamos problematizar e discutir essa situação”, acrescenta.

A temática, também é inspirada no Dzi Croquettes, grupo de teatro e dança brasileiro da década de 70, pioneiros nas discussões de gênero, contracultura e rompimento de padrões por meio da arte. 

“As pessoas podem participar, da forma que se sentirem bem. Vestidas com os que lhes agrada, abertas à discussão e ao fortalecimento, tanto político, quanto teórico sobre as temáticas da sexualidade na sociedade”, diz o professor.

Além de Tiago, participam do projeto os também professores Guilherme Passamani e Aparecido Francisco dos Reis, ambos doutores e pesquisadores dos estudos de gênero e sexualidade na UFMS.

O evento é um aquecimento para a 14° Parada da Diversidade e Cidadania LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis), que ocorrerá no dia 14 de novembro.

O Piquinique da Tradicional Família Brasileira ocorrerá na sexta-feira, dia 13, a partir das 10h, em frente ao Restaurante Universitário da UFMS. Os participantes podem levar comidas e bebidas, para serem compartilhados. Mais informações, no link do evento.

Curta a página do Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.