A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

23/05/2014 07:00

Concorrendo com o jogo da seleção, Dia dos Namorados pode ficar tenso

Paula Maciulevicius
Numa infeliz (?) coincidência, a abertura caiu justamente dia 12. Data nunca foi tão planejada como agora, só que não pelo Dia dos Namorados. (Foto: Marcelo Victor)Numa infeliz (?) coincidência, a abertura caiu justamente dia 12. Data nunca foi tão planejada como agora, só que não pelo Dia dos Namorados. (Foto: Marcelo Victor)

12 de junho de 2014. Entra em campo, de um lado, a Copa do Mundo e, do outro, o Dia dos Namorados. O mundial chega com a vantagem de ter o Brasil na estreia. Para fazer valer a data, os apaixonados terão de reforçar o ataque, ou então, entregar de vez o jogo e se render à televisão. Afinal, é a Copa do Mundo no Brasil.

Veja Mais
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980
Super-heroi, Pedro precisa de ajuda para continuar salvando a alegria da família

Numa infeliz (?) coincidência, a abertura caiu justamente dia 12. Data que nunca foi tão planejada como agora. Só que restaurantes e flores ficaram em segundo plano. Até mesmo quem não se importava muito com o futebol na TV vai tentar mexer no tempo. Adia, antecipa, ou comemora Copa e Dia dos Namorados tudo junto? Nos corações, o que vai predominar será o verde e amarelo?

Estagiário de Direito, Ângelo Lourenzo D'amico Bezerra, de 19 anos, começa a defesa. “Olha, sinceramente, eu não sou vidrado em jogo, mas... Mas é a Copa do Mundo”. Pronto, recado dado à namorada Kimberly Alves da Cunha, 18.

Casal Ângelo e Kimberly se acertaram. Primeiro o jogo, depois a comemoração. Não era este o plano dela. (Foto: Arquivo Pessoal)Casal Ângelo e Kimberly se acertaram. Primeiro o jogo, depois a comemoração. Não era este o plano dela. (Foto: Arquivo Pessoal)

“Eu não gostei. De início, eu não gostei. Eu tinha outros planos, não era ver o jogo”, resume. Ela, sabendo que o namorado deixa de escanteio o futebol, achou que nessa, sairia vitoriosa. “Eu fui perguntar o que a gente ia fazer no dia. Ele respondeu tem o jogo da Copa, não é? Para mim, ele nem ia assistir, mas falou que agora é diferente. Não é um jogo comum”, completa.

A saída para encerrar em empate foi ceder. Kimberly aceitou assistir o jogo e “depois fazer alguma coisa”, como o namorado propôs. Só que para isto, existem condições. “Eu vou planejar. Vamos fazer o que eu quero”, esclarece. Como argumento, Ângelo usa o horário em seu favor. “Eu falei para ela não se preocupar, quando eu falei do Dia dos Namorados, já disse que o horário não vai atrapalhar. O jogo é cedo, tem ainda 7h, 8h, 9h da noite para a gente sair”.

Tem muito namorado por aí que já marcou o churrasco, reservou o horário para os amigos, só não comunicou os planos à principal interessada. Para que ninguém perca os gols e a namorada, uma campanha publicitária está defendendo o movimento 11, para que o Dia dos Namorados seja antecipado.

Nessa onda o publicitário Jonhnes Carvalho, de 26 anos, resolveu transferir a comemoração. Os planos serão de jantar sushi na véspera do dia 12. “Ela ainda não está sabendo, mas depende do que for fazer dia 11, é mais legal. A data é simbólica mesmo”, comenta.

Para se prevenir do ‘não’ que pode vir do outro lado, o negócio vai ser caprichar. “Tem que ser mais convincente para antecipar a data e no dia do jogo, assistir junto, se possível”, alerta.

De comum acordo, Guilherme e a namorada anteciparam a data. Dia dos Namorados começa a partir da meia-noite. (Foto: Arquivo Pessoal)De comum acordo, Guilherme e a namorada anteciparam a data. Dia dos Namorados começa a partir da meia-noite. (Foto: Arquivo Pessoal)

De comum acordo, o estudante de Engenharia Guilherme Maier de Barros, de 22 anos e a namorada, chegaram à decisão de comemorar na madrugada. Fazendo valer o Dia dos Namorados a partir da meia-noite. “Falei para ela de passar da meia-noite, fazer o jantar como se fosse no dia. Ela gostou da ideia. Minha namorada é bem parceira, o que importa não é o dia, é estar comigo”, afirma. Como a comemoração dos meses de namoro sempre é da meia-noite em diante, a ‘transferência’ no calendário não trouxe transtorno algum.

Só que a coincidência das datas também pegou muita gente de surpresa. Quando a namorada falou do Dia dos Namorados, o desenvolvedor de sistemas Heitor Fernandes Neto, de 23 anos, nem se lembrou que as datas batiam. “Nem liguei uma coisa a outra. Só depois que fui ver. Ainda não falei do jogo, mas acho que ela vai ser parceira”, acredita.

Para a comemoração em si, Heitor não tem muita escapatória. “Vai ter evento na cidade e minha namorada convocou, mas é em horários distintos”, fala. O único problema aí será a moderação nos 90 minutos de Brasil em campo. “Tem que ser moderado, porque depois do jogo, senão estiver disposto para sair como deveria, ela vai ficar chateada”, admite.

No comércio, floriculturas já não esperam tanto envio de flores assim. A proprietária Sueli Ferreira Rosa já antecipou que as compras serão menores. “Porque vai cair dia da Copa, com certeza não vai dar o mesmo movimento. Vou comprar menos flores do que ano passado”, sustenta.

A vantagem é que a comerciante vai liberar os entregadores. “Na hora do jogo ninguém vai querer entregar. Todo mundo quer ver jogo. Nem vai dar certo, não vamos nem trabalhar com esse horário. Será até 12h, 13h”, resume.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.