A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

17/05/2014 07:53

De graça, vendedora ensina inglês e espanhol na antiga rodoviária da cidade

Anny Malagolini
De graça, vendedora ensina inglês e espanhol na antiga rodoviária da cidade

A ideia de abrir um curso de idiomas, mas de graça, era um sonho da vendedora Luciana de Oliveira Matos, de 36 anos. Ela fez  aulas de inglês e espanhol e, depois de anos, resolveu passar adiante o conhecimento adquirido ainda na adolescência.

Veja Mais
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980
Super-heroi, Pedro precisa de ajuda para continuar salvando a alegria da família

Além de trabalhar no comércio, ela dá aulas particulares para crianças. Por isso, acha suficientemente preparada para ensinar agora idiomas. Ela decidiu ajudar por conta do preço, "fora da realidade" para muitas pessoas que querem aprender. Por isso, no lugar de cobrar R$ 300,00, como em muitas escolas, ela dá aulas de graça no prédio da antiga rodoviária de Campo Grande.

Tudo é feito de forma colaborativa. Os alunos não têm apostilas, por exemplo, basta levarem um caderno e uma caneta para participar. A sala de aula fica no piso superior da rodoviária, em espaço cedido todas às terças e quintas-feiras, das 19 às 20h30. Mesmo com o pouco número de aulas, ela afirma que o aluno consegue aprender. “Fica menos massante, e é o tempo que disponibilizo”.

Luciana explica que o curso é para iniciantes. A proposta é de que ocorra em três módulos, como primeiro pontapé. Mesmo assim, o objetivo é de que em um ano o aluno já compreenda o básico do outro idioma.

A professora avisa que como as aulas são informais, não serão emitidos certificados. “É apenas um iniciativa para que aprendam outras línguas, não é um curso de formação”, explica.

Hoje, as turmas somam 27 alunos, mas a primeira que acreditou na ideia foi a cozinheira Camila Santana, de 29 anos.

Ela conta que nos primeiros dias era a única pessoa da turma. Camila escolheu fazer aulas de espanhol e, sem saber nada, já arrisca formar algumas frases na outra língua.

As aulas começaram há três semanas, mas quem quiser ainda pode participar. É só comparecer ao prédio da antiga rodoviária da Capital nos horários das aulas. “É o primeiro mês, ainda dá pra acompanhar. É ainda experimental”, explica.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.