A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

26/07/2013 21:17

Douradenses encontram padre Marcelo e têm dificuldades com trânsito no Rio

Nyelder Rodrigues e Mariana Lopes, do Rio de Janeiro
Grupo não desanima, mesmo com caos no trânsito carioca (Foto: Mariana Lopes)Grupo não desanima, mesmo com caos no trânsito carioca (Foto: Mariana Lopes)

Ir ao Rio de Janeiro para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), e encontrar o padre Marcelo Rossi no voo. Foi isso o que aconteceu com a empresária Marluce Pamage, de 45 anos, nesta sexta-feira (26).

Veja Mais
Uber multado, reajuste de ônibus e cidade sob chuva bateram recordes nas redes
Do Corinthians ao canteiro de obra, zagueiro que virou servente tem nova chance

Ela e o marido, Marcos Pamage, de 46 anos, são os responsáveis pelo grupo de 16 membros da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Dourados, que foi a Cidade Maravilhosa para encontrar o Papa.

“A jornada começou ali, uma benção ter encontrado o padre Marcelo”, explica Marluce, acrescentando que o grupo se chama Ágape, justamente o nome de um livro de Marcelo Rossi. O grupo embarcou em Campo Grande.

Já em solo carioca, no aeroporto Santos Dumont, a informação recebida é que as ruas de Copacabana estão todas fechadas, impedindo que eles cheguem ao hotel reservado, justamente, naquele local.

Apesar do transtorno do trânsito, eles não perdem a animação. Como não há outro jeito, vão pegar um táxi para tentar chegar ao Botafogo, e de lá seguir a pé até o hotel, caminhando cerca de dois quilômetros.

De acordo com o taxista Sergio Lourenço, de 41 anos, a região de Copacabana também ficou fechada durante o réveillon, sendo o trânsito de veículos aberto apenas para moradores com comprovante de residência. Nas ruas do entorno, o trânsito está engarrafado.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.