A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

28/09/2016 08:08

Em casa, 1º aninho de Isabella mostra como eram as festas nos anos 80

Paula Maciulevicius
Na casa da avó, a parede de tijolinho ganhava decoração e balões. E na mesa, até copo fazia parte do embelezamento. (Foto: Arquivo Pessoal)Na casa da avó, a parede de tijolinho ganhava decoração e balões. E na mesa, até copo fazia parte do embelezamento. (Foto: Arquivo Pessoal)

O álbum de fotos de Isabella, Heloísa e Isadora mostram em detalhes como eram os aniversários nos anos 80 e começo da década de 90. Em 1985, a primogênita do trio completava 1 aninho com uma festa que muita gente vai se lembrar como era: em casa, com bolo feito pela tia, decoração alugada – novidade para a época – bexigas que todo mundo enchia, junto dos brigadeiros que a família enrolava. Aliás, a festa começava desde ali, nos preparativos.

Veja Mais
Casal queria poetizar início, mas soube rimar como ninguém o "fim" do amor
Monogâmico ou não, gays e lésbicas querem o direito de viver a afetividade

“Minha mãe me contou que no meu aniversário, estava começando essa moda de decoração de festa, que o meu foi um dos primeiros assim”, conta a antropóloga Isabella Banducci Amizo, hoje com 32 anos.

À época, as lojas começaram a oferecer os temas para aluguel. Moranguinho e Xuxa eram as opções disparadas. “E não tinha buffet como tem hoje, se encomendava salgadinho, mas fazia tudo em casa”, recorda.

O sorriso de quem sentiu saudades das boas festas que teve na infância. (Foto: Fernando Antunes)O sorriso de quem sentiu saudades das boas festas que teve na infância. (Foto: Fernando Antunes)

A festa foi na casa da avó, onde a parede de tijolinhos ganhou balões. Na foto, Isabella no colo dos pais, está ao lado dos primos, da avó e bisavó e da tia Maria, a boleira da família. “E você lembra daqueles copinhos de gelatina com uma velinha assim? Como tinham nos aniversários”, completa.

As lembranças dela vem também das festinhas das irmãs que estão resumidas nos álbuns que ficam na sala de casa. Heloísa, a do meio, hoje mora na Itália e Isadora, a caçulinha, em Brasília, mas quando as três se reúnem, o baú onde estão guardadas as fotos, se abre para lembrar as alegrias do passado.

“Esse é o da Helô e repara, na mesa está escrito o nome dela com os brigadeiros”, observa Isabella.

De família festeira, de aniversário a Ano Novo, o que não faltava era animação e música. “E é uma coisa super marcante, que todos os primos vinham, e eu lembro disso, dessa expectativa de comprar ingrediente para fazer brigadeiro, porque virava um evento antes da festa”.

Passados os anos, a moda de ser Xuxa veio com tudo, inclusive nas botinhas brancas das convidadas. E cada um que chegava para a festa, deixava o presente na cama da aniversariante, dentro do quarto.

No aniversário da irmã Heloísa, apelido era escrito com brigadeiro. (Foto: Arquivo Pessoal)No aniversário da irmã Heloísa, apelido era escrito com brigadeiro. (Foto: Arquivo Pessoal)

Os bolos quando não eram confeitados pela tia Maria, eram aqueles enroladinhos em papel alumínio que ficavam dentro da decoração. E abrir o álbum é - para quem observa - ouvir um diálogo da Isabella de agora, com a pequenina que comemorou aniversários assim, com balões e decoração, até os 10 anos.

"Se você parar pra pensar, eram festas muito cheias de detalhes. Olha só? Balinha de coco que comprava e enrolava tudo em casa, mas não eram festas caras", compara a antropóloga. Além da decoração nostálgica, as fotos trazem à tona as danças que as crianças comandavam e também as brincadeiras. "Tinha gincana mesmo, dança da cadeira, correr com ovo na colher, tudo isso fazia parte da festa. Olha, só lembrança boa, só coisa gostosa de lembrar e acho que é justamente por causa disso, era uma festa muito de família", analisa.

Da parte da mãe, todas as fotos mostram a união entre as gerações. "Você vê na mesma foto: eu, mãe, avó e bisavó. Todo mundo participava do processo e tudo primo... Era aquele momento em que a família que sempre estava junto, ficava junto numa festa, você tinha até aquilo de escolher a roupa que ia usar, sair para comprar, era tudo especial", recorda. 

O aniversário de Isabella é em janeiro e até hoje ela comemora com os primos. Claro que em menores proporções, mas nunca deixa passar batido. "Sempre faz, nem que seja um bolinho em casa e vem toda a família, isso que eu acho importante e nossa, eu morro de saudades..."

Só no final da entrevista é que ela se deu conta de que por ter nascido no dia 3 de janeiro, as festas eram só com os primos, porque os amiguinhos estavam sempre viajando. Parabéns na escola então? Isabella nunca teve, mas valoriza muito cada soprada de velinhas no bolo feito pela tia Maria. 

Quer abrir seu álbum de aniversário pra gente? Manda uma mensagem no Lado B

Com as festinhas em casa, os presentes ficavam em cima da cama. (Foto: Arquivo Pessoal)Com as festinhas em casa, os presentes ficavam em cima da cama. (Foto: Arquivo Pessoal)
Álbum com todas as recordações está sempre fácil, para Isabella dar uma olhadinha. (Foto: Fernando Antunes)Álbum com todas as recordações está sempre fácil, para Isabella dar uma olhadinha. (Foto: Fernando Antunes)
As dancinhas da época combinam com o visual das meninas mais velhas: bustiê e bota branca igual a da Xuxa. (Foto: Arquivo Pessoal)As dancinhas da época combinam com o visual das meninas mais velhas: bustiê e bota branca igual a da Xuxa. (Foto: Arquivo Pessoal)
No aniversário da caçulinha Isadora, decoração era de gnomos, toda colorida.  (Foto: Arquivo Pessoal)No aniversário da caçulinha Isadora, decoração era de gnomos, toda colorida. (Foto: Arquivo Pessoal)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.