A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

22/04/2016 06:25

Era só um passeio com meu cão, mas Testemunhas de Jeová cruzaram meu caminho

Mariana Monge
Era só um passeio com meu cão...Era só um passeio com meu cão...

Esses dias, quando eu passeava com o Gohan no bairro onde moro, no caminho fui "abordada" por duas mulheres. Muito simpáticas, elas elogiaram o meu cão, em seguida me entregaram um folder e me desejaram um bom dia (foi o máximo que conseguiram fazer, pois antes mesmo que terminassem de falar o Gohan já me puxava alucinadamente para continuar o percurso da nossa caminhada matinal e eu mal consegui responder à gentileza).

Veja Mais
A pé, Tulia faz percurso de 10 km até biblioteca onde aprendeu a ser feliz
Passada "nuvem negra" que trouxe o câncer, rosa tatuada no braço une 4 mulheres

Na quadra seguinte, reparei várias pessoas como elas, paradas em algum lugar conversando. Pimba! Caiu minha ficha... Eram elas... As famosas e tão caçoadas Testemunhas de Jeová! [Olha elaaaaaasssss]

Para a minha sorte, antes mesmo que meu cérebro pudesse processar qualquer tipo de julgamento, observei dois homens parados na calçada conversando com um gari, que falava, falava, falava... E, então, pensei: "de certo era isso que o gari precisava, alguém para lhe ouvir. Que bom que encontrou!"

E durante o resto do passeio com o Gohan, fui pensando sobre as tais Testemunhas de Jeová, que jamais me encucaram tanto... Percebi, naqueles 15 minutos de caminhada, que aquelas pessoas estavam gastando sola de sapato apenas para oferecer ouvidos e atenção a quem quisesse. E acreditem... Como tem gente por aí precisando disso.

Se não fosse a ânsia do meu cão em desbravar a quadra por onde ele passa todos os dias enlouquecidamente (afinal, é praticamente ele quem me leva para passear), talvez eu mesma tivesse engatado um belo papo com aquelas duas mulheres simpáticas e queridas. (Depois de 1 ano e meio morando em Belo Horizonte, aprendi com os mineiros a me socializar de uma forma diferente).

Em outro ponto do passeio, havia outras duas mulheres que interfonavam nos apartamentos perguntando a quem atendesse se tinham um minuto para ouvi-las. Consegui pegar a resposta somente de uma pessoa abordada (mais uma vez o Gohan me puxava e não me deixava prestar muita atenção no que acontecia). Bom, só sei que o morador mal deixou a mulher falar e desligou o interfone... “Tu tu tu tu tu” foi a melhor resposta que a pessoa do outro lado da linha conseguiu dar à dupla cheia de boa vontade.

Após toda esta sequência de cenas, voltei pra casa me questionando por que raios as pessoas implicam tanto com Testemunhas de Jeová? Chegando até a serem ríspidas e mal educadas com elas.

“Ah, Mariana, mas essas pessoas ficam tocando a campainha da nossa casa, parando a gente na rua, enchendo o saco, não quero saber disso”. Tudo bem, meu bem! Mas você não está com uma placa na testa informando: “Não quero papo, por isso não me perturbe!”

Há muita gente no mundo que precisa de atenção, de ouvidos que lhes ouçam e também que lhe digam uma palavra de esperança. Mas quem faz esse trabalho por aí, por puro altruísmo, não pode adivinhar quem está disposto ou não a receber isso.

Portanto, quando alguém vier lhe estender a mão, caso você não queira ou não precisa dela, seja no mínimo educado e generoso. Apenas devolva o sorriso e agradeça a gentileza. Ou, se não for muito, ouça o que a pessoa tem pra falar, pois, às vezes, ela escuta tanto, que talvez esteja também precisando de um pouco de ouvidos.

Percebo que, hoje em dia, a rotina nos rouba tanto o nosso tempo, que nem sequer conseguimos dar um “bom dia” decente às pessoas que passam por nós. E como nos tornamos intolerantes, não é mesmo?

Gastamos tanta energia denegrindo religiões, partidos e opiniões diferentes às nossas. Excluímos pessoas de nossas vidas por simplesmente pensarem diferente de nós. Gritamos, xingamos, ofendemos... Mas pregamos a paz e o amor! Percebem como isso é estranho?

Sou católica, sigo e acredito em uma doutrina, mas nem por isso considero que somente os católicos "vão para o céu". Por sinal, “nem toda boca que diz ‘Senhor, Senhor’ entrará no paraíso”. Na verdade, acho que toda esta separação (briga, concorrência, disputa) de religiões está bem distante do que Deus sonhou para todos nós.

Mariana Monge é jornalista e colaboradora do Lado B. Mais textos na página da autora.

Curta a página do Lado B no Facebook.




Conversamos com qualquer tipo de pessoa sem descrição ...pois a mensagem não é nossa e sim do criador Jeová Deus.
Gostamos de conversar com todos ...principalmente pessoas que apreciam o nosso trabalho ministerial de casa em casa ..ou nas ruas como você Mariana. Pergunte se e questione o porque ainda insistimos em fazer esse trabalho mesmo levando portada na cara,pessoas mal humoradas e afins. Uma testemunha de sua região pode responder a essas perguntas e demais que tiver em mente. Fique a vontade!
 
Cleber Lima em 06/08/2016 19:56:12
Parabéns pelo texto. Simples, direto, com educação e palavras agradáveis.
Todos nós somos livres para fazer escolhas, mas prisioneiros das consequências...
Hoje, independente de religião, a Bíblia Sagrada nos orienta a como agir como pai, mãe, filhos e dá consolo sobre problemas de fundo físico ou emocional.
Se nós decidimos ouvi-las, seremos muito beneficiados por ela.
Se decidimos ignorá-las, seremos responsáveis por nossa própria desgraça...
Deus nos fala através da Bíblia todos os dias... basta ouvi-la...
 
Selma Gomes em 16/05/2016 14:28:55
Jesus disse em Mateus 24 que os verdadeiros cristaos seriam odiados por todos por causa de seu nome. Entao já esperamos este resultado. Mais ele disse que quem perseverar nesta obra ate o fim será salvo. Ele nos comissionou a pregar as boas novas do Reino em toda terra. E nos prometeu que estaria conosco ate o fim. Esta é a maior prova de amor a Deus., obediencia a Cristo e amor pela pessoas. Mateus 24 : do 9 ao 14.

Gostei muito desta materia .
 
Altaira Félix em 23/04/2016 07:30:27
Exatamente como disse: "por puro altruísmo" ! Somos mães, pais, esposas, maridos, trabalhadores, e ainda assim voluntariamente temos o prazer de dar do nosso tempo para as pessoas em geral conforme exemplo e ordem do nosso senhor Jesus Cristo ( Mateus 28:19,20) Fico muito feliz em ler tão belas palavras, certamente foi muito feliz com seu texto. Caso você tenha qualquer dúvida sobre nossas crenças, temos um site que será capaz de saná-las, acesse JW.ORG . Forte abraço!!!
 
Helder Luana em 22/04/2016 19:12:21
Eu já fui Testemunha de Jeová, não sou mais. Porém admiro e se tinha algo que gostava ali era esse trabalho, porque tambem o enxergava dessa forma, nao era so proselitismo, eu queria conversar e dar ouvidos a quem precisava de uma conversa.....parabens pelo editorial, fantastico
 
Fabiano Diniz em 22/04/2016 18:48:34
Parabéns pela sensatez e suavidade do texto!
Compreendo a aversão de muitas pessoas ao trabalho que realizamos, mas a falta de educação de alguns é realmente lamentável.
Mas isso em nada afeta o amor que temos por tais pessoas e também pelo trabalho importante que fazemos.
 
Nilson Oliveira em 22/04/2016 17:19:57
Você faz um PÃO NUTRITIVO E SABOROSO e decide compartilhar com seus vizinhos. Faz esse pão com tempo e recursos próprios. Então, diariamente, os coloca em uma sacola e, de casa em casa, oferece aos seus queridos vizinhos DE GRAÇA!

Com o passar do tempo, seus vizinhos começam a se aborrecer com sua atitude. Eles passam a se sentir incomodados por você estar oferecendo aquilo e, em alguns casos, até maltratam você por isso, por estar oferecendo aquele pão nutritivo de graça.

Como você se sentiria? Desanimado? Quanto tempo você aguentaria continuar fazendo essa boa ação aos seus vizinhos?

Pois é. É por isso que passam diariamente as Testemunhas de Jeová, Porém JAMAIS DESISTEM! Desde 1879 até hoje!
Mesmo que suas vidas estejam em risco ou sejam tiradas (Basta ver "TRIÂNGULOS ROXOS").
 
Priscila em 22/04/2016 16:58:06
Você faz um PÃO NUTRITIVO E SABOROSO e decide compartilhar com seus vizinhos. Faz esse pão com tempo e recursos próprios. Então, diariamente, os coloca em uma sacola e, de casa em casa, oferece aos seus queridos vizinhos DE GRAÇA!

Com o passar do tempo, seus vizinhos começam a se aborrecer com sua atitude. Eles passam a se sentir incomodados por você estar oferecendo aquilo e, em alguns casos, até maltratam você por isso, por estar oferecendo aquele pão nutritivo de graça.

Como você se sentiria? Desanimado? Quanto tempo você aguentaria continuar fazendo essa boa ação aos seus vizinhos?

Pois é. É por isso que passam diariamente as Testemunhas de Jeová, Porém JAMAIS DESISTEM! Desde 1879 até hoje!
Mesmo que suas vidas estejam em risco ou sejam tiradas (Basta ver "TRIÂNGULOS ROXOS").
 
Priscila em 22/04/2016 16:57:37
Lindo posicionamento, parabéns!
Já se perguntou o porque das Testemunhas de Jeová insistirem tanto em serem ouvidas e fazem isso todos os dias em 240 países? Pergunte para uma delas, assim que tiver oportunidade.
Se puder veja mais informações no site www.jw.org
 
Cristiano Cochi em 22/04/2016 16:01:58
Texto muito bem elaborado, eu particularmente odeio ser abordado por pessoas na rua ou em casa, sou antissocial mesmo, mas nunca, nunca fui desrespeitoso ou grosseiro, sempre atendo com a maior educação, ainda que seja falsa, mas minha consciência não me permite ser mal educado com ninguém. Entendo quando as pessoas atendem mal, pois elas se sentem invadidas, às vezes as 8h da manhã de domingo. No sábado fui abordado por duas senhoras na calçada de casa, estava na maior correria pois estava mudando de casa e estava atarefadíssimo, minha primeira vontade foi ser deselegante (mal educado mesmo), mas não sou assim, sou falso,escutei o que elas tinham para me dizer, disse que leria o folheto, às vezes eu leio, eu disse que estava mudando, elas pediram desculpas e se foram.
 
MC em 22/04/2016 10:04:18
Parabéns pela matéria colocada de uma forma tão carinhosa Mariana !!!!!!!!!!
 
Luciene Diniz em 22/04/2016 09:32:24
Uma das melhores que já li no Lado B. Pela leveza e simplicidade para falar que uma coisa que faz parte do nosso dia a dia, muito legal!! :) Parabéns!! :)
 
Adriano Hany Reis Isoud em 22/04/2016 07:45:11
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.