A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

18/10/2014 11:22

Espaços em estacionamentos causam polêmica e exigem malabarismo extra

Filipe Prado
As vagas possuem as medidas padrões, mas motoristas afirmar que espaço para manobra é curto (Foto: Marcos Ermínio)As vagas possuem as medidas padrões, mas motoristas afirmar que espaço para manobra é curto (Foto: Marcos Ermínio)

Para dar conforto ao cliente, mercados e shoppings disponibilizam estacionamentos para os motoristas. Muitas vezes, em espaços compactos, os motoristas precisam “se virar” para conseguir encaixar os veículos em vagas com pouco espaço para manobras.

Veja Mais
Aos 56 anos, Márcia é parceira do filho do tênis de LED ao Pokémon Go
Papai é a estrela, mas Mamãe Noel pode fazer toda diferença no Natal

De acordo com o Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) as vagas de trânsito precisam ter a largura de 2,20 metros até 2,70 m, porém não há um padrão para o espaço para manobra e comprimento.

A largura da vaga, para os motoristas, não é o padrão que mais interessa. Com isso, o Campo Grande News percorreu alguns estacionamentos de supermercados, "atacarejos" e shoppings da Capital e mediu as vagas para entender o “sofrimento” dos condutores no momento da manobra.

Quatro metros e noventa centímetros. Este foi o tamanho médio do comprimento das vagas, sendo que o espaço para manobra variou de acordo com cada estacionamento. O analista de sistemas Marcelo Krakhecke, 42 anos, é um dos motoristas que perdem tempo ao estacionar o carro.

Além de pouco espaço para manobras, a falta de vagas também é algo recorrente. “Temos que ficar andando até achar. Também acho que deveria rever o tamanho das vagas, ia salvar nossas portas”, ironizou Marcelo.

O horário de pico dobra o nível de dificuldade para a realização da manobra. Os motoristas, muitas vezes estressados, perdem a paciência com a dificuldade do outro. “O espaço é apertado, então temos que ficar dando voltas até conseguir estacionar”, comentou a comerciante Tereza Rodrigues Oliveira, 53.

O proprietário rural Aparício Adames, 52, não precisar ir com frequência ao supermercado, porém sempre quando vai reclama dos estacionamentos. “Deveria ter mais espaços e um padrão ficaria bem melhor”, sugeriu.

Mas o espaço das manobras não é a única reclamação dos motoristas. Muitos condutores acabam “comendo faixa” e deixam as vagas mais apertadas e difíceis de estacionar. “Fica apertado, muito junto, não dá”, alegou Tereza.

“É muito difícil estacionar em alguns mercados, então eu acho um padrão para todos eles ficaria muito bom”, acrescentou Maria Nilze dos Santos, 50.

Os motoristas sofrem com pouca espaço para manobra, principalmente em horários de pico (Foto: Marcos Ermínio)Os motoristas sofrem com pouca espaço para manobra, principalmente em horários de pico (Foto: Marcos Ermínio)
Aparício sugeriu mais espaço e padrão para as vagas (Foto: Marcos Ermínio)Aparício sugeriu mais espaço e padrão para as vagas (Foto: Marcos Ermínio)
Alguns motoristas não respeitam a faixa e ocupam duas vagas (Foto: Marcos Ermínio)Alguns motoristas não respeitam a faixa e ocupam duas vagas (Foto: Marcos Ermínio)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.