A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

07/10/2013 06:41

Fã que é fã enfrenta o que for para mostrar admiração ao sertanejo de verdade

Milionário e José Rico estiveram na sexta em MS e agora podem cantar em Las Vegas

Graziela Rezende
Foto que fã tanto esperava saiu após horas de espera. Foto que fã tanto esperava saiu após horas de espera.

Com a desculpa de oferecer fazendas à venda no Estado, Mário Alexandre Kraemer, de 27 anos, conseguiu conversar e tirar fotos com os ídolos sertanejos. Eles não são galãs, não tem o hit do momento nas rádios, mas independente dos sucessos universitários de hoje, Milionário e José Rico ainda fazem um fã cruzar a cidade e ficar até às 4 horas da madrugada no saguão de um hotel, só para ganhar alguns minutos de atenção dos cantores.

Veja Mais
Despedida dominou a web na semana em que todo mundo coloriu de verde o coração
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980

 “Fui para o show e lá mesmo decidi acompanhá-los na saída, para ver se conseguiria tirar um foto no hall de entrada do hotel”, comenta o corretor de imóveis.

A tristeza bateu quando ele viu a extensa fila de carros, na saída do Parque do Peão, na última sexta (4), e constatou que seria difícil acompanhar os cantores. “Atravessei a cidade correndo, estava em alta velocidade na caminhonete. Porém, ao chegar no hotel, fiquei sabendo que fazia três minutos que eles tinham subido e me deu uma tristeza enorme”, relembra Kraemer.

Ainda pensando nos “poucos minutos que perdera” para a realização de um sonho, ele ficou no saguão, na companhia da noiva e de amigos. Em seguida, um músico da banda desceu, para fumar um cigarro e disse: “Não, fica tranqüilo que eles já estão descendo, vão embora hoje mesmo para um show em São Paulo”, era a esperança que faltava.

O sentimento foi tomado por emoção ao ver a dupla saindo do elevador. Um de cada vez, ele fez a foto que tanto queria. Mais ainda, conversou, “tietou” e ofereceu a fazenda para venda. “É uma dupla que vale a pena, exemplo para os cantores da nossa geração. Fiquei muito feliz, quase nem dormi direito”, comentou Mário Alexandre.

Fã se apresentou como corretor de imóveis para chegar perto da dupla.Fã se apresentou como corretor de imóveis para chegar perto da dupla.

Las Vegas - Aos 43 anos de carreira e na semana em que passou por Campo Grande, a dupla sertaneja Milionário e José Rico recebeu um convite que pode definitivamente fazer jus ao nome artístico: uma turnê em Las Vegas, a cidade americana de cenários imponentes, com 5 shows em cassinos e casas noturnas. O evento ainda está em fase de negociação, mas Marcos Januário de Matos, 46 anos, filho do Milionário, antecipa: “Eles querem mesmo é se divertir e ver o cancan das mulheres”.

Independente de onde passam, é nítido o número de fãs que a dupla tem. Na Capital, lugar onde eles garantem ao menos um show por ano, é certeza de “casa lotada”. “Eles são pessoas muito acessíveis, viajam conosco no ônibus, param no posto para conversar e dar autógrafos para as pessoas. Além disso, são muito profissionais, tanto que com um caderno e um violão, sai música boa a todo o momento”, afirma o músico Fernando Paglioni, 43 anos.

Há 12 anos, ele conta que trabalha com a dupla, tocando violão e viola, acompanhado de mais 31 pessoas, entre equipe técnica e dançarinos. “É uma equipe muito grande, que vive nesse ritmo. O descanso mesmo é na estrada, porque a noite outro show nos espera. São em média 18 por mês, sobrando pouco tempo para a família”, diz, há algumas semanas longe de casa.

No período de descanso, segundo Paglioni, que geralmente ocorre nos primeiros 2 meses do ano, cada um vai para o seu canto. “Eu vou para Dourado (SP) ficar com minha esposa e filhos. Já o Milionário mora com a família em Mogi Mirim (SP) e o José Rico em Americana (SP). Eles nos tratam com uma família, mas nessa folga é que cada um esquece do palco e acho que este é o segredo deles, que mantém o bom relacionamento por mais de 4 décadas”, avalia o músico.

Da mesma maneira pensa o filho do Milionário, que já dirigiu a carreta de som e iluminação para os pais, cantou junto e hoje possui a própria dupla. “Tenho inspiração total neles e peço aprovação em cada música antes de me apresentar com o companheiro de palco. Aliás, a dupla Marcos Paulo e Marcelo nasceu também dessa simplicidade”, comenta Marcos Januário.

Hoje, com a fama de “as gargantas de ouro do Brasil”, os “milionários” querem mais é continuar cantando. “Estamos já com shows marcados para Portugal no final do ano, acho que vai ser uma grande viagem”, diz Romeu Januário de Matos, o Milionário, 73 anos, com quem não possui 29 discos gravados desde 1973 e ainda contabiliza ao menos a venda de 35 milhões de exemplares.

A caminho de São Paulo para mais um show, o companheiro José Alves dos Santos, 68 anos, o José Rico, fala que após as viagens quer visitar a fazenda que adquiriu em Alcinópolis, a 402 quilômetros da Capital. “Estou há quatro meses sem fazer uma visita. E até penso em comprar uma próxima do Pantanal, mas falta tempo mesmo”, comenta o músico.

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.