A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

02/06/2015 06:12

Fotógrafa registra no hospital o momento mais emocionante de um casamento

Paula Maciulevicius
É o amor em todas as formas, independente da situação, legenda fotógrafa. (Foto: Amanda Huçalo Fotografias)"É o amor em todas as formas, independente da situação", legenda fotógrafa. (Foto: Amanda Huçalo Fotografias)

No dia do casamento, o noivo mudou os rumos e cenários da sessão de fotos que Amanda Huçalo tinha em mente para um casamento. Sul-mato-grossense nascida em Naviraí, a fotógrafa atende o estado natal e o vizinho e foi lá em Rondonópolis que ela retratou o amor, mesmo em uma situação difícil.

Veja Mais
Despedida dominou a web na semana em que todo mundo coloriu de verde o coração
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980

"O Danilo me ligou e disse que o pai tinha sofrido um acidente no dia do seu casamento e que queria sair da cerimônia para ir até o hospital fazer uma foto com o pai que não estaria presente na cerimonia... Essa fotografia vale todos os dias da minha profissão, tudo o que sempre trabalhei duro e com amor, essa foto retrata o amor mesmo em uma situação tão difícil", descreve a fotógrafa.

Seu Miguel, o pai do noivo, arrumava o triciclo, na manhã do último sábado, que levaria o mais novo casal até a entrada da festa. Um acidente ao ligar a chave o levou para a emergência do hospital e comprometeu sua presença num dos momentos mais importantes da vida do filho, o "sim" no altar. 

"Ele quebrou o fêmur e um dedo, também arrancou uma parte do cotovelo. O filho dele passou lá antes de ir para a igreja e depois com a noiva. Foi muito emocionante, o pai dele pediu perdão pelo acidente que aconteceu, disse que queria muito ter participado do casamento e que dava a benção". 

Para o noivo, pai era a peça principal do dia e o que faltou no banco da igreja. (Foto: Amanda Huçalo Fotografias)Para o noivo, pai era a peça principal do dia e o que faltou no banco da igreja. (Foto: Amanda Huçalo Fotografias)
O beijo do casal Valdinesa e Danilo, seu Miguel só vai ver pelas fotografias. (Foto: Amanda Huçalo Fotografias)O beijo do casal Valdinesa e Danilo, seu Miguel só vai ver pelas fotografias. (Foto: Amanda Huçalo Fotografias)

Para o noivo, depois dele, o pai era a peça principal do dia. "A gente entrou no quarto e ele estava dormindo. Tinha acabado de tomar remédio, pedimos para a enfermeira o acordar para que ele não assustasse. Quando ele viu, começou a chorar. Disse que a noiva estava linda e o Danilo deu um beijo na testa dele", conta Amanda.

Há seis anos trabalhando com fotografia, nos últimos três Amanda resolveu expandir os horizontes. O mercado na região de Dourados, segundo ela, estava um pouco saturado e Rondonópolis foi uma oportunidade de mostrar a fotografia como arte, a que sai do estúdio para o espontâneo, podendo usar como cenário até um hospital.

"Nunca tinha acontecido isso. Quando não tem o pai presente é porque já é falecido. Mas esse, eu vou me lembrar para sempre", resume.

Seu Miguel dividia o quarto com mais três pacientes, por isso o cumprimento foi rápido e o equipamento de iluminação nem chegou a ser colocado para o registro. "O que a foto me diz? É o amor em todas as formas, independente da situação. O beijo do pai e ele entendendo que tinha tudo para dar errado e mesmo assim ele estava ali naquele momento..." descreve Amanda.

O casal Danilo e Valdinesa vive em Rondonópolis e já tem junto quase três anos de relação entre namoro, noivado e os preparativos para o casamento.

"Não tem nem o que falar, eu fiquei muito triste com isso, praticamente acabou meu dia. Eu não sabia que iniciativa tomar e não dava para adiar, cancelar... Mas eu falei para ele: pai, pode ter certeza que eu vou ser o homem que o senhor me ensinou. Era uma conquista que ele sempre quis, sempre sonhou comigo. A gente foi pra cerimônia religiosa, pra festa e fez o nosso melhor", sustenta o noivo, Danilo Martins de Oliveira, de 25 anos.

Seu Miguel dividia o quarto com mais três pacientes, por isso o cumprimento foi rápido e o equipamento de iluminação nem chegou a ser colocado para o registro. (Foto: Amanda Huçalo Fotografias)Seu Miguel dividia o quarto com mais três pacientes, por isso o cumprimento foi rápido e o equipamento de iluminação nem chegou a ser colocado para o registro. (Foto: Amanda Huçalo Fotografias)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.