A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

19/10/2014 08:45

Gringos já chegam à cidade pedindo hotel com piscina e não saem da água por nada

Aline Araújo
Nesse calor, turistas não abandonam piscina por nada. (Foto: Marcelo Calazans) Nesse calor, turistas não abandonam piscina por nada. (Foto: Marcelo Calazans)

Ao desembarcar no aeroporto de Campo Grande, é só entrar no táxi para a primeiro pedido sair como um S.O.S. "Um hotel com piscina, por favor", é a frase da maioria dos turistas. Quem chega, se assusta com a sensação térmica de 45°C. Se para quem mora aqui a situação está difícil, imagine para quem vem de fora.

Veja Mais
A pé, Tulia faz percurso de 10 km até biblioteca onde aprendeu a ser feliz
Passada "nuvem negra" que trouxe o câncer, rosa tatuada no braço une 4 mulheres

Cinco turistas que chegaram na sexta-feira, como o início de uma viagem ao Pantanal, desembarcaram implorando por uma piscina, de onde só pretendem sair direto para o ar condicionado.

O calor assustou o inglês Philig Hancock, de 23 anos. Ele está conhecendo o Brasil pela primeira vez e diz que de onde vem esse calor é o suficiente para ninguém fazer mais nada. Depois que se deparou com o "forno",  a vontade de conhecer melhor a cidade em um programa noturno também derreteu. Os planos se resumiram a ficar na beira da piscina do hotel e depois relaxar no quarto com ar condicionado.

O grupo de quatro franceses e um inglês também comprou um pacote de viagem para o Pantanal e de brinde levou a experiência do calorão. O casal Antoine Pouletty, de 29 anos, e Cotherine Louguet, de 30, se assustaram com a temperatura. Eles saíram do Rio de Janeiro e não imaginavam que em Campo Grande estaria mais quente ainda. “Agora a gente chegou ao Brasil”, brinca Catherine.

 

Valessa classificou o calor de Campo Grande como insuportável.  (Foto: Marcelo Calazans)Valessa classificou o calor de Campo Grande como insuportável. (Foto: Marcelo Calazans)

O sol não agradou nada quem tem a pele bem clara, como a da Anaelle Dombre, de 23 anos. Ela estava em Curitiba com a amiga Solenne Reard, de 19. Quando ficou sabendo que aqui a temperatura estava em 40°C, diz que quase desistiu da viagem. “Só vim mesmo porque queria muito conhecer o Pantanal”, afirmou Anaelle. Já Solenne, adorou o clima tropical.

Amanhã elas seguem viagem para Corumbá. Vão conhecer o sol do Pantanal, os animais e fazer os passeios em uma pousada no Passo do Lontra. Na segunda-feira a parada será em Bonito, para uma trégua nas águas do Rio Formoso . 

A catarinense Caroline Oliveira, de 34 anos, quase pediu socorro quando desceu do avião. “Só do avião até o hall do aeroporto já tá insuportável”, comenta. Ela veio a passeio com o marido e comenta que se o clima continuar assim, o jeito vai ser passar o dia no ar condicionado.

Com os termômetros marcando 40°C por aqui, quem saiu de Joenville, na serra catarinense, sente fácil a diferença. A estudante Valessa Walter, de 35 anos, mora há 3 anos em Campo Grande, mas ainda não se acostumou. “A gente vive bem melhor quando faz frio”, comenta. 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.