A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

21/01/2014 06:19

Mãe cria página no Facebook em mais uma tentativa de superar a morte do filho

Ângela Kempfer
Murilo e a mãe Denise.Murilo e a mãe Denise.

São duas fotos postadas por dia no Facebook, mas poderiam ser 10 ou 12, caso Denise Paco atendesse a própria vontade, sem pensar no que isso significa. A dor de perder um filho aos 19 anos ela não consegue definir. “Nunca que vão conseguir dar nome pra isso”, comenta. Mas a saudade fica evidente na página criada no dia 15 de janeiro de 2014, 1 ano e 4 meses depois do acidente de carro que matou Murilo.

Veja Mais
A pé, Tulia faz percurso de 10 km até biblioteca onde aprendeu a ser feliz
Passada "nuvem negra" que trouxe o câncer, rosa tatuada no braço une 4 mulheres

“Saudade é solidão acompanhada, é quando o amor ainda não foi embora, mas o amado já...” resume, usando a poesia. Tem sido meses complicados, de um sofrimento que muda os contornos, mas não diminui, diz Denise. Por isso, ela decidiu compartilhar o que sente com quem estiver disposto a ler, no Facebook.

Na página “Meu filho Murilo, saudade eterna”, a mãe fala sobre a perda, exibe imagens de quando o filho era criança, depois de adulto, lança frases como se ele pudesse ouvir e assim vai passando os dias com a lembrança.

O psicanalista dela não aprovou em nada a ideia, mas Denise resolveu que vai sofrer o quanto precisar. ”Eu vivia para ele, meu único filho. Não tem tempo que diminua, mas vou superando por etapas”, comenta a mulher de 49 anos, que mora em Itaporã.

Foi em uma estrada de terra do município, a 227 quilômetros de Campo Grande, que Murilo Paco Velozo morreu. Ele dirigia o carro quando voltava de um aniversário. Em uma das curvas, perdeu o controle do veículo. Dos 3 jovens dentro do carro, só Murilo não resistiu aos ferimentos.

“Quando você recebe uma notícia dessas, sei lá, não tem como explicar. Sou católica, me apeguei a Deus e busquei a terapia”, lembra Denise.

Uma das fotos postadas no Facebook.Uma das fotos postadas no Facebook.

Ela estava já separada do ex-marido há 8 anos quando Murilo morreu. Em 2013 se casou de novo e há 4 meses voltou a trabalhar como inspetora de alunos. Mas só um ano depois da morte conseguiu reduzir as fotos espalhadas pela casa, com todas as fases da vida do filho, em porta-retratos e paredes. Agora, o Facebook é o álbum.

No coração há contradições, um conflito entre o que Denise é e como quer ser. “Só retornei ao trabalho quando senti que estava preparada, não me forço a nada. Faço o que tenho vontade, como a página no Facebook. Só não faço tudo, como postar 12 fotos por dia, porque sei que não é normal. Mas eu tenho vontade.”

No ano passado, o caso da mãe que entrou na Justiça para que o Facebook excluísse o perfil da filha morta ganhou repercussão, mas Denise diz nunca ter se importado com isso. “Eu acompanhava a vida toda dele, reclamava quando ele postava alguma coisa que eu achava imprópria. Então ele me bloqueou. Comecei a usar o da minha mãe, e ele bloqueou também. Depois, quando o Murilo morreu, os amigos me mostravam. Hoje não me importo que continue lá.”

Os livros de auto-ajuda que agora a acompanham, tem frases compartilhadas na rede social. São lições que serviram para Denise e que ela tem a necessidade de levar a outras pessoas com a mesma dor. “Evito ir aos velórios, mas quando quem morreu é jovem, eu faço questão de ir e tentar confortar”.

No Facebook, os amigos respondem, tentam confortar, lembram de Murilo, mas isso parece importar menos. “O que eu quero mesmo é desabafar. Nada apaga, mas ajuda a viver”, avisa.

Denise agora lembra do filho em álbuns virtuais.Denise agora lembra do filho em álbuns virtuais.



Oi Denise eu imagino a dor que você sente, que é a dor da perda de um ente querido e o amor de mãe só é inferior ao amor de Deus, Denise Deus te abençoe e ilumine o seu coração. Um abraço na família e um beijo no seu coração.
Ivan Santana (CISCO)
 
Ivan Santana em 23/01/2014 19:07:10
meu filho tem 8 anos e há um mes atras ele teve um grave problema de saude que os médicos me disseram mãe seu filho não reage! pensa...entrei em desespero meu unico filho e foi somente Deus que me deu forças para suportar tanto sofrimento e ter dado vida ao meu filho amado! Então tenha fé amiga que tudo será mais facíl e que Deus esteja sempre conosco!!!!
 
Rodineia sebastiana da cruz soares em 21/01/2014 23:14:35
Minha Amada Denise e outras mães em comum estado com a dor de Denise não a palavras para confortarem somente sua ações de bondade para com os outros lhe encheram de alegria a através do sorriso de gratidão deste ,vai sentir amenizar a dor que esta sentindo ,a um conselho de amiga leia o livro violetas na janela vai amar com certeza ,um grande abraço.
 
suzeli alves lima em 21/01/2014 20:39:24
sei bem como se sente tmbem so essa dor um ano e oito meses eu perdi meu filho querido com requintes de crueldade ficaram trés dias com meu filho torturaram mataram e queimaram meu filho com apenas 16 anos sofro noite e dia sei que meu Carlos Eduardo virou meu anjo da guarda em todas minhas orações peço a deus pelas mães que perderam seus filhos agora vou incluir vc tambem que sejamos forte nessa vida angustiante fique com deus
 
claudirene dos santos em 21/01/2014 19:15:59
Olá Denise sei que a dor da separação da carne dói muinto,mas pense que seu filho está nos braços do SR:Jesus,aguardando o grande dia,ele ja dorme no sr; se conforme amiga está melhor que nós,gostaria eu de estar em lugar dele,dia 17/11/2013 na saida de Aquidauna ms eu perdi dois sobrinhos um Pai de 43 anos e seu filinho de 5 um louco bateo de fronte com o carro dele ,era morador de Miranda,trabalhava no detran ,o nome dele no Facebook Nielson Dantas,vai ver o perfil dele é de cortar o coração o filinho fazendo 5 anos,mas é difícil a sua e a nossa dor,nós lembramos com muinta tristeza ,só DEUS para nos consolar,tenta fazer por não lembrar ,do Murilo quanto mais vc se recorda a dor aumenta e vc tem uma vida pela frente o Murilo ja cumprio a passagem dele aqui,DEUS abençõe ,
 
Emilia Puerta Dantas em 21/01/2014 17:08:15
os bons nunca morrem,apenas adormecem pra acordar num lugar bem melhor,onde nunca mais sofreremos a dor de perder qm a gente tanto ama!!!!! senti muito em não poder lhe retribuir o seu abraço d consolo!!! Deus t abnçoe ...
 
Régina Sandra Sampaio De Souza em 21/01/2014 15:47:52
Mãe, a vida não acaba aqui, ela continua sempre.Procure enviar a ele pensamentos de paz, de tranquilidade,desejando que ele se encontre em harmonia onde estiver.Desta forma, será mais facil para ambos superarem a imensa dor.Tenha certeza, um dia voces irão se rever.Poderão então estar na paz de Nosso Senhor Jesus Cristo, o meigo Rabí da Galiléia!
Por hora, infelizmente, a jornada da existência determinou que fosse assim a separação entre vocês.Separação momentanea diante do infinito tempo da existência.
Deus te dê forças.
 
ana lucia bittar em 21/01/2014 15:44:29
A dor, a saudade... não há como explicar, nem o tempo consegue apagar. Que Deus possa consolar todos teus dias neste plano.
 
Carlos Lamarca em 21/01/2014 14:37:36
Uma coisa que aprendi: " Não controlamos NADA." Muito menos as pessoas. O que podemos é sugerir; se nos for permitido, mas cabe ao outro(a) aceitar ou não a sugestão. Pode ser que já, já você aprenda a conviver com essa dor; mas esqueçer, a gente não esqueçe não.

Força !
 
José Lourenço em 21/01/2014 13:42:02
Que a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja contigo sempre e creia, Ele está.
 
walmir tornacioli em 21/01/2014 12:58:43
DENISE é difícil esse momento... a saudade é doida e traz uma grande tristeza... mas confie em Deus , ore muito.... Jesus nos confortar sempre.
 
HELEN ROSE em 21/01/2014 11:48:54
Denise, que Deus Nosso Senhor possa confortar a dor que sentes. Não esqueça: Deus é o nosso refugio nas horas mais difíceis.
Tenha um dia abençoado.
 
maria luiza pessoa em 21/01/2014 11:42:29
... Perdermos alguém que amamos incomensuravelmente é um osso dificílimo de roer e mesmo que possam dizer que o tempo, muito tempo, cura tudo, essa é a larga teoria do que à prática vai uma larga e extensa defasagem.
Sinta-se solidarizada por tudo e em tudo e acredite que só mesmo Deus pode atenuar ou suportar a falta e fazer da resignação e da saudade o nosso dia à dia.
 
Lucia Maria Miranda em 21/01/2014 11:22:35
maezinha sua dor e saudades sao imensas certamente,so uma forca maior te ajuda a viver por aqui,mas pense nas mamaes que nunca puderam ter ser quer um bebe,na aridez de suas vidas.... seu anjo passou por aqui,e com certeza te esperara qdo chegar a hora,linda ideia de fazer um face para ele,repartir sua dor sempre ajuda e como eu,muitos por aqui querem participar,um gde beijo e seu menino esta com vc,apenas em um outro plano superior,nao lembre dele com tristeza e sim com muita alegria,pois ele se alegrara sempre mamae querida,bjusssss.
 
maria jussara fukagawa da silva em 21/01/2014 10:27:25
Olha penssa no previlegio de ter o Murilo com voce por 19 anos enquanto outras mães gostaria de ter tido a companhia dele e ñ teve. Acredito que foi pouco mas deve ter sido muito bom ter tido um filho tão lindo quanto ele, eu tambem perdi um irmão aos 19 anos pra um grave acidente talvez tenha sido a maior dor que um ser humano tenha passado mas hoje grassas a Deus já amenizou bem,por isso eu torso muito pra que a sua dor diminua dia pós dia, Deus te abençoe e te acaleta.
 
Neomiza Luiza Martins em 21/01/2014 10:09:23
Mae, nao e dificil dimensionar o sentimento que sentes em todos os momentos, isso porque, sou pai e tenho em mim que jamais nascemos para dizermos adeus a nossos filhos, a ordem das coisas esta invertida,mas lembre-se sempre, Deus so quer os bons ao lado dele, e esse menino lindo nao foge a regra. Essa atitude que estas fazendo e louvavel pois e um modo de estar em contato com ele, faca sempre o que o seu coração manda, se es feliz agindo assim, continues, e que Deus te ilumine sempre.
A dor e imensurável, mas a vontade de ve-lo ainda e maior.Deus te abençoe.
 
jose ailto de oliveira em 21/01/2014 09:59:39
Nossa sem palavras para descrever a dor que essa mãe sente, tenho um filho único de 19 anos e confesso que só de imaginar minha vida sem ele nesse plano espiritual , me doí a alma. Força e fé em Deus Denise, espero que Maria Santíssima te cubra com seu manto de mãe.
 
Luciene Lopes em 21/01/2014 09:58:50
querida mae sei o que e sentir essa dor ,perdi um sobrinho de 20 anos em um acidente a dor tbem e constante fica com deus.
 
maria andreia da silva de oliveira em 21/01/2014 09:47:50
Eu sei o que ela esta sentindo
tbem perdi meu único filho em novembro de 2013, com 23 anos de idade cursando o ultimo semestre na faculdade de Direito.
A dor , e a saudade é grande.Sinto falta de falar com ele , dar um beijo e dizer o quanto eu amo ele.
Por isso falo a essa mãe somente Deus,para confortar e ter a certeza que um dia vamos viver a vida eterna juntamente com os nossos ente queridos. Confia em Deus somente ele pode
Leodir Ribeiro
 
Leodir Ribeiro em 21/01/2014 09:36:48
QUERO SER AMIGA DELA FACEBOOK .


 
neuza da costa salomao em 21/01/2014 09:30:51
Não posso imaginar o que essa mãe esta passando pois é um sentimento que só ela pode descrever nesse momento,mas posso sentir o sofrimento dela através de suas palavras pois nem um pai ou mãe quer perder um filho, as ordens das coisas não deveria ser assim , tenho dois filhos pequenos abençoados por DEUS que para os quais tento demonstrar todos os dias o meu amor por eles,fiquei muito emocionado com a materia rogo a DEUS através de JESUS CRISTO que a conforte e de paz ao coração dessa mãe e tantas outras que perdem seus filhos seja qual for a maneira.
 
Gilberto Anário dos Santos em 21/01/2014 09:23:56
DENISE ESSA MUSICA YO TE EXTRANHARE DO GRUPO TERCER CIELO TE FARA RECORDAR MOMENTOS COM TEU FILHO;E TE DARA FORÇAS;ESCUTE LA AMIGA E DEPOIS ME DIGA;TECER CIELO.MUSICA;YO TE EXTRANHARE
 
rejani rilke em 21/01/2014 09:00:16
QUERIDA DENISE;INFELIZMENTE AS VEZES PASSAMOS POR MOMENTOS RUINS;COMO ESSE EU SOU MAE D 1 MENINO DE 16 ANOS;NAO CONSIGO ME IMAGINAR SEM ELE JUNTO DE MIM;FORÇA AMIGA;MARIA A MAE DE JESUS TB SOFREU ASSIM COMO VC A PERDA DE SEU UNICO E AMADO FILHO;BUSCAI FORÇAS COM DEUS.ELE ESTA COM DEUS TE ASSEGURO;CUIDANDO DE VC AQUI NA TERRA;ABRAÇOS.
 
rejani rilke em 21/01/2014 08:53:46
Bom dia, há 8 anos passo pela mesma dor, meu Junior virou estrela e está me iluminando lá do céu. Com muita fé em Deus ainda vivo neste mundo, caso contrário, já teria feito algo que eu mesma desabonaria..... .mas a fé, me faz levar a vida para que ela não me leve.
 
Irene Roque Domingos Bianco em 21/01/2014 08:32:22
Diante de cada dia que Deus nos dá, não sabemos de seus propósitos, mas somente a certeza de que Ele é justo e não castiga ninguém. Somos merecedores de cada lágrima e cada sorriso. Tenhamos fé e a compreensão de que Deus conosco está e que o melhor remédio para essa dor que parece não passar é a oração.
 
Helga Silva Pereira em 21/01/2014 08:28:13
Agora nesse momento da minha filha está dormindo, eu aqui, sei que se eu for la no quarto, ela vai estar lá, dai me vem essas mães, que perderam seus filhos, eu fico tonto só em pensar numa situação dessas, não tem como medir , tenho certeza absoluta que a dor é imensurável. Peço a Deus que conforte seus corações queridas mães, eu Sou pai, mas certamente morreria em vida se isso acontecesse comigo...
 
Sergio Rosa em 21/01/2014 08:24:42
Não tem como superar isso, por mais que tente o amor é, e sempre será mais forte do que qualquer terapia que um psicanalista possa explicar. Acho que eles nem sabem o que é o amor, o melhor remédio é o tempo, somente ele fará superar toda essa tristeza e dor, quando amamos muito alguém, mais do que a nós mesmo, somente o tempo poderá fazer isso, mesmo que isso corroa por dentro todo o sentimento que há.
 
jose corsine em 21/01/2014 08:18:51
Mãezinha, consigo imaginar o tamanho da sua dor porque passei por isso, meu filho ia fazer 15 anos daí um mês.Foi há 09 anos,01 mês e 18 dias e parece que foi a alguns minutos atrás.Sua dor nunca irá passar, ela irá acalmar e será uma dor solitária porque com o passar do tempo irá ver que os outros, amigos familiares,todos continuarão sua vida normalmente e só você continuará com sua dor solitária.Terá dias que pensará que ele nem existiu na vida das outras pessoas. A realidade é que é sofrer muito, más muito mesmo, com a sensação de que tudo acabou para nós.Felicidade é algo que parece ser impossível novamente.Não vou pedir que Deus te auxilie porque perdi minha fé, apenas que você consiga sobreviver a sua tragédia que acho que é o que todos que passam por isso ficam tentando, sobreviver.
 
Maria Izildinha Fernandes Remijo em 21/01/2014 07:46:29
Bom dia!
É a maneira que ela encontrou para superar essa dor que eu imagino que é imensa,dar -se tempo ao tempo é o momento dela ,é a maneira que ela está vivendo o luto do filho,pensa gente único filho é muita dor e com certeza Deus está ao lado dando força pra ela
 
Regina Célia de Carvalho Sant´Anna em 21/01/2014 07:41:09
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.