A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

30/10/2015 06:12

Marcas nas mãos são o orgulho do senhor que há 30 anos produz tacos de sinuca

Adriano Fernandes
A vocação para trabalhar com madeira, seu Onivercidio Pereira de Souza, de 58 anos, diz ter trazido de berço. (Foto: Gerson Walber)A vocação para trabalhar com madeira, seu Onivercidio Pereira de Souza, de 58 anos, diz ter trazido de berço. (Foto: Gerson Walber)

A vocação para trabalhar com madeira, Onivercidio Pereira de Souza, de 58 anos, diz ter trazido de berço. O tempo também contribuiu no aperfeiçoamento das técnicas de marcenaria, quando ainda trabalhava com a confecção de móveis em Bandeirantes, cidade distante 70 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Caligrafia da escola rendeu à Marystella a profissão de designer de lousas a giz
Luis ganhou o título de presidente e hoje é dono da própria cadeira no bar

Mas foi a partir do ano de 1986, já morando na Capital, que ele se especializou no que faz até hoje: “Sou o único especialista na produção de tacos de sinuca, do Estado”, garante

Nas mãos, ele carrega as marcas de quem, desde criança, viu no trabalho manual uma distração, mesmo antes disso se tornar uma renda. “Olha as mãos do peão. Toda calejada. Criança pobre, antigamente, já se virava como podia. Eu pegava a madeira e fazia meus brinquedos, caminhão, carrinho. Tudo a mão...”, ele relata.

Onivercidio conta que a mudança para Campo Grande foi por necessidade mesmo. Aqui, trabalhou por dois anos como funcionário em uma marcenaria, até surgir a oportunidade de começar outro projeto, de forma independente, nos fundos de casa.

Cada taco, é produzido da junção de, no mínimo, dois tipos de madeira.(Foto: Gerson Walber)Cada taco, é produzido da junção de, no mínimo, dois tipos de madeira.(Foto: Gerson Walber)

“Um dia, um antigo cliente, de onde eu trabalhei, me pediu para consertar um dos tacos dele”, explica. Os primeiros trabalhos, ele não nega, foram feitos na intuição mesmo, com capricho e paciência. “Eu sempre tive facilidade pra aprender, então comecei a produzir tacos de sinuca e não parei mais”, acrescenta.

Na primeira residência, no Bairro Marabá, Onivercidio dividiu espaço com a marcenaria por dez anos. Até se mudar para um novo endereço e montar o "Bilhar e Tacos Campo Grande". O nome, no entanto, nem se quer existe no galpão simples do Bairro Morada Verde, na saída para Cuiabá.

“Meus clientes são fixos e o cuidado na hora de preparar cada taco foi o que fidelizou eles. A qualidade do meu trabalho fez eu ficar conhecido no meio, sem nenhum tipo de divulgação. E eu não paro um segundo, toda hora chega um cliente. Tem dias que saio daqui dez horas da noite”, conta.

O senhor, de nome curioso, ainda detalha que cada taco é feito de acordo com o peso e a medida que os clientes pedem. E o cuidado na produção é minucioso. Em média, cada taco é feito da junção de dois tipos de madeira, em sua maioria, ipê ou marfim. No torno, o material é laminado e passa por processos curiosos.

O senhor, de nome curioso, trabalha também com a produção de mesas de sinuca.(Foto:Gerson Walber)O senhor, de nome curioso, trabalha também com a produção de mesas de sinuca.(Foto:Gerson Walber)

“A variação das cores no cabo do taco é toda da própria madeira, sem nenhum tipo de pintura ou verniz especial. Eu que determino manualmente, o desenho...”, explica o senhor. Por fim, com o auxilio de uma flanela, até talco é usado. “É pra garantir que ele fique liso e aparente ser um tipo de madeira só”, justifica.

Todo o cuidado com os detalhes exige tempo. Em média, cada taco leva dois dias para ficar pronto, mas o resultado é impecável.

Onivercidio produz também mesas de sinuca, mas o carro-chefe é mesmo a confecção ou consertos de tacos. O valor de cada um varia de R$ 170,00 a R$ 350,00 dependendo do modelo. Seus principais clientes são admiradores da sinuca, ou praticantes profissionais do esporte.

De planos para o futuro, o marceneiro pretende montar um bilhar pequeno, junto do filho Alessandro, de 24 anos. “Nada muito grandioso, para não atrapalhar o trabalho na marcenaria. Esse é o meu trabalho, trabalhei minha vida toda com isso e não pretendo parar tão cedo”, conclui.

O Bilhar e Tacos Campo Grande, funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 18h e aos sábados, das 07h30 às 13h. Os telefones para contato são pelo 3351-9187 e 9244-8351.

Todo o cuidado com os detalhes exige tempo. Em média, cada taco leva dois dias para ficar pronto. (Foto: Gerson Walber)Todo o cuidado com os detalhes exige tempo. Em média, cada taco leva dois dias para ficar pronto. (Foto: Gerson Walber)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.