A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

29/10/2015 06:12

Me leva? Perguntou a amiga e juntas as duas viajaram Portugal fotografando

Paula Maciulevicius
Larissa e Ana Carolina em Montemor - O novo. (Foto: Larissa Pulchério)Larissa e Ana Carolina em Montemor - O novo. (Foto: Larissa Pulchério)

Larissa e Ana Carolina. Amigas de uma década que eternizaram o que é a amizade e a fotografia quando se juntam em uma viagem de dois meses clicando em Portugal. Larissa é daqui, desocupou o apartamento que alugava em São Paulo e em 20 dias levantou a grana suficiente para viajar. Ana Carolina é "portuga", filha de mãe portuguesa reveza entre um ano e outro as idas para visitá-la.

Veja Mais
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980
Super-heroi, Pedro precisa de ajuda para continuar salvando a alegria da família

O sorriso das meninas juntas e as imagens capturadas foi o que levou o Lado B a querer viajar junto com elas também. Larissa já voltou. Ana Carolina parece que só o ano que vem e quem sabe desse material todo saia uma exposição ou até um livro.

A ideia veio daquela frase que todo mundo fala para quem está arrumando as malas. "Me leva?" Foi assim mesmo que Larissa Pulchério, de 27 anos, pediu 'carona' à amiga. Arquiteta e fotógrafa, ela morava até pouco tempo na capital paulista, mas estava em Campo Grande à frente de alguns trabalhos por aqui. 

Montemor, as ruas de uma cidade histórica. (Foto: Larissa Pulchério)Montemor, as ruas de uma cidade histórica. (Foto: Larissa Pulchério)

"Ela falou 'vamos?' E no outro dia disse que tinha falado com a mãe e estava tudo certo", conta Larissa. Em 20 dias ela juntou cerca de R$ 5 mil reais suficientes para custear a viagem que dispensava hospedagem e boa parte da alimentação.

Ana Carolina, conhecida entre os amigos como "Portuga", quando volta à terra da mãe nunca leva ninguém, porque aproveita o tempo para viver uma realidade diferente da que toca aqui no Brasil. "É como se fosse um refúgio... Dessa vez era minha vez de vir a Portugal então resolvi chamar uma amiga que gostava de fotografar. Queria mostra um pouco de um país que eu vivi a minha infância", explica.

Com um dia de diferença, elas chegaram no vilarejo de Grândola que fica no Alentejo, onde mora Maria do Rosário, mãe de Ana Carolina. Carol primeiro, Larissa depois. Que Portugal é um país rico em história, Larissa, a amiga já sabia, mas a surpresa foi descobrir in loco que Alentejo tem uma imensa costa com quilômetros de praias de tirar o fôlego de qualquer fotógrafo. "Partilhei e contemplei muitos cenários lindos dignos de um registro com Larissa", diz Ana Carolina.

Nos quase dois meses clicando elas conheceram Grândola, Lisboa, Évora, Melides, Setubal, Montemor, Santiago do Cacem, Porto Covo, Viana do Castelo, entre outras cidades da região central de Portugal. Na aventura, também participaram do concurso fotográfico "Turismo em Montemor-o-novo", da cidade de Montemor. Larissa teve uma das duas fotos selecionadas e ficou em segundo lugar no voto popular. Ao lado de Rosário, a mãe da amiga, o registro vai espelhar uma exposição.

O castelo de Montemor. (Foto: Larissa Pulchério)O castelo de Montemor. (Foto: Larissa Pulchério)
(Foto: Larissa Pulchério)(Foto: Larissa Pulchério)

"Fiquei encantada, é um patrimônio histórico mundial", descreve Larissa sobre os lugares por onde passou. Historicamente então? Nem se fala. A viagem foi aprendizado na "prática". "Foi o país que colonizou a gente, tem toda uma história lá e eu vivi a rotina dos nativos, fiquei na casa, foi uma experiência maravilhosa. A melhor viagem da minha vida", diz.

Em relação à fotografia, treinar ao lado de Ana Carolina fez com que as amigas entendessem cada vez mais dos equipamentos e treinasse também os olhos fotografando como turista, mas com olhos de nativo. A bagagem que elas trazem consigo não cabe em palavras, então deixamos as fotos falarem por si só. "A Ana ficava numa ponta, eu na outra e a gente falava 'espera aí, espera aí' até acertar o foco", recorda Larissa.

Ana completa por outro ângulo descrevendo que fotografar em conjunto é sempre um mistério. "Por mais que você esteja fotografando exatamente o mesmo cenário, o olhar nunca é igual. Então é uma descoberta olhar o que a outra pessoa registrou. Uma revelação".

E a amizade? Viajar juntas transformou as duas em irmãs. Larissa "morou", ainda que por dois meses com a amiga. Dividiu a mesma mãe, os cenários e o aprendizado.

Quero que a Larissa saiba que foi uma felicidade ter ela como minha parceira de viagem. "Diria que somos mais que amigas, a gente virou irmã. A convivência, a afinidade... E a gente tem uma liberdade muito legal uma com a outra", resume Larissa.

"Viajar com uma amiga é sempre bom, ainda mais quando você compartilha momentos que viveu com alguém que considera de coração é sempre o máximo dos máximos. Quero que a Larissa saiba que foi uma felicidade ter ela como minha parceira de viagem", finaliza a Portuga. Felicidade muito bem retratada nas imagens.

(Foto: Larissa Pulchério)(Foto: Larissa Pulchério)
(Foto: Larissa Pulchério)(Foto: Larissa Pulchério)
Moinhos em Santa Margarida da Serra. (Foto: Ana Carolina Fonseca)Moinhos em Santa Margarida da Serra. (Foto: Ana Carolina Fonseca)
(Foto: Ana Carolina Fonseca)(Foto: Ana Carolina Fonseca)
(Foto: Ana Carolina Fonseca)(Foto: Ana Carolina Fonseca)
Alcacer do Sal. (Foto: Ana Carolina Fonseca)Alcacer do Sal. (Foto: Ana Carolina Fonseca)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.