A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

25/12/2013 09:37

Mesmo com ciclofaixa, ciclistas não frequentam Parque da Nações

Filipe Prado
Poucos ciclistas sabem da ciclofaixa dento do Parque das Nações Indígenas (Foto: João Garrigó)Poucos ciclistas sabem da ciclofaixa dento do Parque das Nações Indígenas (Foto: João Garrigó)

Além de pista de caminhada, o Parque das Nações Indígenas agora também está aberto para os ciclistas. Dos cinco quilômetros usados para o exercício, quatro são dedicados as bicicletas, mas muitos ciclistas ainda não sabem da novidade.

Veja Mais
Caligrafia da escola rendeu à Marystella a profissão de designer de lousas a giz
Luis ganhou o título de presidente e hoje é dono da própria cadeira no bar

As pessoas que vão até o parque caminhar ainda não estão acostumadas com a novidade, por isso acabam caminhando pela ciclofaixa. “Os pedestres não respeitam, eles andam na faixa. Eu sempre vejo isso por aqui”, relata Giovana Alle, 27 anos.

Mas muitos pedestres não veem os ciclistas como um transtorno para eles, como comentam as amigas Karina Sanchez, 23 anos, e Ana Gabriela de Lima, 19. “Eles não atrapalham, dá no mesmo”, observa Karina.

Airton, 59, e Aparecida Shimabukuro, 57, caminham há muito tempo no parque e percebem que alguns ciclistas já frequentam a área. “Não é sempre que vemos, mas quando estão aqui, respeitam bastante, sempre andam na faixa”, comenta Airton.

Para a família de ciclistas, Alexandre Basso, 42, Lia Mattos, 35, e Davi, 8, a iniciativa da ciclofaixa é muito boa, mas os pedestres tem que ficar mais atentos na hora da caminhada. “Alguns pedestres andam na ciclofaixa, isso pode ser perigoso para eles, mas muitas vezes isso acontece pela distração. Eles têm que prestar mais atenção”, critica Alexandre.

O presidente da Associação dos Ciclistas Amadores de Mato Grosso do Sul, Clemêncio Frutuoso Ribeiro, relata que os ciclistas ainda não estão sabendo da ciclofaixa no parque. “Eu não estou sabendo da criação, a maioria dos ciclistas não estão sabendo”, afirma.

As faixas estão em 4 dos 5 km de pista de caminhada (Foto: João Garrigó)As faixas estão em 4 dos 5 km de pista de caminhada (Foto: João Garrigó)
A família de ciclistas apoia a criação de ciclofaixas no parque (Foto: João Garrigó)A família de ciclistas apoia a criação de ciclofaixas no parque (Foto: João Garrigó)
Os pedestres ainda são a maioria a frequentar o parque (Foto: João Garrigó)Os pedestres ainda são a maioria a frequentar o parque (Foto: João Garrigó)



Eu frequento, mas em dias como hoje, 25/12, tem muita gente e é impressionante a falta de educação de boa parte do campograndense que sem bicicleta não respeita a faixa dos ciclistas. Muitos ainda ficam nervosos quando tocamos a campainha e pedimos licença, como se o errado fôssemos nós ciclistas andando na ciclovia. Ninguém para orientar e fiscalizar. Noção de cidadania zero desses indivíduos. Fora as crianças pequenas largadas pelos pais que andam de um lado para outro sem a atenção destes e cruzam a ciclovia o tempo todo. Ai vale mais a pena pedalar fora mesmo.
 
Ivan Sinigaglia em 25/12/2013 23:14:28
admiro muito o ex vereador ribeiro dizer que nao conhece a ciclofaixa... tem mais de ano que existe esse beneficio no parque das nações, mais que provado que ele é presidente da associação dos ciclistas, para tirar proveito eleitoral.
 
marcus matheus em 25/12/2013 16:44:18
Já esta na hora de pintar a marcação da ciclovia de novo, pois em algumas partes já estão sumindo as faixas. Quem não pedalou no Parque ainda, precisa conhecer, é muito legal!!!
 
marcelo cruz em 25/12/2013 11:38:05
E um absurdo o que fizeram com o parque ,implantar ciclovia em um lugar de caminhada e de lazer com a família e ainda aqueles shows que acontecem no parque deviam ir lá para o morenão que e um local mais apropriado !
 
Necime lauro peres em 25/12/2013 11:12:56
A ciclofaixa do Parque das Nações existe desde 2011 e é uma conquista para os que usam a bicicleta como laser. Sempre pedalo por lá e vejo famílias inteiras com suas bicicletas aproveitando o lugar. A harmonia entre pedestres e ciclistas, cada qual não invadindo o espaço do outro, certamente virá com o tempo, afinal não estamos acostumados a compartilhar o trânsito (mesmo nos lugares de laser).
Acho estranho o presidente da Associação dos Ciclistas Amadores de Mato Grosso do Sul ainda não a conhecer. Senhor Ribeiro, os ciclistas a conhecem sim!!
Para quem ainda não experimentou a ciclofaixa do parque, apareça com sua bike e curta pedalar num clima tranquilo, familiar e junto à natureza.
Elijane Coelho - Sopa de Pedra Cicloaventuras
 
Elijane Coelho em 25/12/2013 10:08:51
Deixa como está. Aquela ciclovia é somente para lazer.
 
Paulo Cunha em 25/12/2013 09:53:31
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.