A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

28/08/2014 10:35

Morador coloca a mão no bolso para reformar parquinho de praça onde brincou

Aline Araújo
Emerson sonha em concluir a reforma do parquinho, mas falta dinheiro para retirar peças da oficina.(Foto: Marcelo Victor)Emerson sonha em concluir a reforma do parquinho, mas falta dinheiro para retirar peças da oficina.(Foto: Marcelo Victor)

Cansado de esperar pelo poder público, o funcionário público Emerson Nantes Souza, de 41 anos, resolveu tirar do próprio bolso o dinheiro para começar a arrumar o parquinho da praça do bairro Jóquei Clube, na rua Bom Sucesso, em Campo Grande.

Veja Mais
No Tiradentes, brasão do Chapecoense surge na rua como uma homenagem do bairro
Com quadros de amigos e fotos do passado, casa de Isac é pura recordação

Os brinquedos já estavam deteriorados pelo tempo e ele decidiu que iria dar um jeito, para que outras crianças pudessem usufruir daquele espaço, como ele fez.

A Associação de Moradores do bairro autorizou a reforma e Emerson resolveu contratar um profissional para dar inicio ao trabalho. Mandou para a restauração um escorregador, um gira-gira, quatro balanços e quatro gangorras. A conta ficou em R$2.8 mil e a montagem deve consumir outros R$ 100,00.

O problema é que Emerson ainda não conseguiu juntar a quantia toda e pagou apenas o sinal de R$ 280,00. “Achei que conseguiria algum apoio de político, como é época de eleição, mas não consegui nada”, reclama.

 

Como estavam os brinquedos antes da reforma. (Foto: Arquivo pessoal)Como estavam os brinquedos antes da reforma. (Foto: Arquivo pessoal)
As gangorras estavam quebradas. (Foto: Arquivo pessoal)As gangorras estavam quebradas. (Foto: Arquivo pessoal)

Emerson mora no bairro há 39 anos e diz ter amor incondicional pelo espaço onde cresceu.

Com a dívida, ele procura pessoas dispostas a ajudar a concluir a reforma do parque. “O serralheiro já está querendo liberar o espaço na oficina dele e eu ainda não tenho como pagar, estou procurando ajuda, mas se não conseguir vou parcelar e ir pagando aos pouco com o meu salario mesmo. Não vou deixar as crianças sem parquinho” afirma.

Quem está junto com ele na empreitada de melhorar a praça e também já tirou dinheiro do bolso por isso é o cabeleireiro Cicero França, de 42 anos, que tem um salão em frente à praça.

Ele mora há 22 anos no bairro e junto com Emerson já plantou até árvores para fazer sombra e garantir o tereré das tardes. Também mandou trocar a areia das quadras de vôlei algumas vezes.

“Se nós não fazemos, ninguém faz e as crianças ficam sem ter como brincar. Com a pracinha, pelo menos as mães tem a certeza de onde estão”, defende Cicero. 

Se você quer ajudar o Emerson e o Cicero a reformar o parquinho da praça o telefone para contato é (67) 9111-8111.

Emerson em meio aos brinquedos reformados ainda na oficina. (Foto: Marcelo Victor)Emerson em meio aos brinquedos reformados ainda na oficina. (Foto: Marcelo Victor)



Alô Senhores POLÍTICOS... Eu apenas como cidadão, já me sinto envergonhado de não poder ir lá ajudar esse Srº, se eu fosse POLÍTICO, abandonaria o ofício... que vergonha, país onde a pessoa pode passar fome, pode estar à beira da sepultura, mas tem que enfiar 40% de tudo o que vai comprar no cofre do governo e se quiser um parquinho pra criança tem que fazer, tirar da boca, se não puder deslocar 10 ou 15 km?
 
elias antonio pereira em 28/08/2014 08:14:22
Parabés a iniciativa do Emerson, diversas pessoas tem colaborado de alguma forma c a recuperação, manutenção e melhorias na praça do Joquei Clube, afinal nós e nossos filhos gostamos muito de usufruir da mesma, entrarei em contato com o Emerson para de alguma forma ajuda-lo nesta empreitada, acredito que muitos o farão, pena que o nome da rua esta incorreto e o fone dele está incompleto, mesmo assim valeu a materia.
Mauricio Tomé.
 
Mauricio Ezaques Tomé em 28/08/2014 08:08:47
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.