A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

31/12/2015 06:34

Na volta do Casório do Ano, 2015 foi quando o Lado B subiu de vez ao altar

Paula Maciulevicius
Hélio e Luci se casaram no religioso dentro do Casório do Ano, em junho. (Foto: Marcos Ermínio)Hélio e Luci se casaram no religioso dentro do Casório do Ano, em junho. (Foto: Marcos Ermínio)

Depois de uma pausa, o Casório do Ano voltou a ser realizado. A festa junina do Campo Grande News aos leitores levou o Lado B ao altar, de vez. Desde que foi lançado, há quatro anos, o canal vem contando histórias de casamento.

Veja Mais
Ao ficar tetraplégico, ele achou a paz na fisioterapeuta que agora virou esposa
Nos fundos de casa, noivas dizem sim uma à outra em festa iluminada e romântica

De início, por reconhecer o mercado em volta do "sim", as reportagens entravam na editoria "Consumo". Com o passar dos buquês, fomos entendendo que se tratavam de matérias comportamentais, onde além do que se gasta, os casais levam para o altar o que eles são e o que sonham depois da troca de votos.

No Casório do Ano, tivemos a honra de casar, de verdade, Hélio Felix Pompeu, de 62 anos e Luci de Oliveira Pompeu, de 55. Depois de 35 anos juntos, ele tiveram a benção e o reconhecimento da união no religioso. Católicos, a cerimônia foi celebrada pelo padre da igreja Vétero-Católica, Jenner Ramão de Oliveira. O casal só havia passado a ser marido e mulher no civil. 

Dois anos atrás, depois de um coma de 12 dias, seu Hélio acordou e a primeira coisa que fez foi pedir a mulher em casamento, de novo. Honrando o nome "Casório do Ano", na terceira edição fizemos uma promoção, os casais que se inscrevessem para renovar os votos no casório, ganhariam um filme de até 8 minutos, com os melhores momentos da história deles, produzido pela Santo Antônio Filmes Casamenteiros, do filmmaker, Matheus Ragalzzi. A filha Luciane Pompeu inscreveu o casal premiado.

Diante do relato de coma e do pedido de casamento, mudamos os planos e trouxemos o padre para casá-los, no altar do Casório, Hélio e Luci. E o vídeo, a gente confere aqui: 

Mas não foi apenas essa história de amor que estampou o Lado B. Ao longo do ano foram bem mais que 50 reportagens que mostraram vários "sim".

Amigas de infância descobrem o amor adultas e no altar recomeçam vida a duas. (Foto: Wilson Jr)Amigas de infância descobrem o amor adultas e no altar recomeçam vida a duas. (Foto: Wilson Jr)

Elas cresceram juntas na vida e também no amor. Amigas desde a infância ainda na cidade de Paranaíba, Míriam e Ludmila estreitaram os laços na adolescência, mas foi na fase adulta que reconheceram uma na outra um sentimento ainda mais forte. Depois do término do casamento de Míriam, o qual Ludmila foi madrinha, a chef de cozinha se mudou para Campo Grande. Veja a matéria completa aqui.

Vídeo do 1º beijo no altar de casal de MS bate 1 milhão de visualizações. (Foto: Lusival Jr)Vídeo do 1º beijo no altar de casal de MS bate 1 milhão de visualizações. (Foto: Lusival Jr)

Em 8 minutos e 55 segundos, Amanda e Leonardo Secco, os dois de 23 anos, resumem a história de amor entre si e também a descoberta da fé. Evangélicos, eles protagonizaram em setembro de 2014 uma cena que em 2015 foi vista mais de 1 milhão de vezes: o tão esperado primeiro beijo que eles só trocaram no altar. O vídeo só foi divulgado em março deste ano e voltou a bombar e foi uma dos recordistas em acesso aqui

Cego desde os 6 anos, noivo guiado pela sobrinha vê futura esposa pelas mãos. (Foto: Deivison Pedrê)Cego desde os 6 anos, noivo guiado pela sobrinha "vê" futura esposa pelas mãos. (Foto: Deivison Pedrê)

Um casamento narrado. Desde a entrada do noivo, até a descrição do vestido da noiva. De óculos escuros e sendo guiado pela sobrinha, o advogado Bruno Duarte Mello, de 23 anos, chegou ao altar sob os carinhosos aplausos dos convidados. Cego desde os 6 anos de idade, foi pelo toque das mãos que Bruno descobriu a vida e também o amor por Juliana. Leia a matéria na íntegra aqui.

Do Vaticano, benção do papa chega no meio do casamento e emociona noivos. (Foto: Marcus Moriyama)Do Vaticano, benção do papa chega no meio do casamento e emociona noivos. (Foto: Marcus Moriyama)

Depois do "sim" dito no altar, das alianças e da troca de votos, a dama de honra levou até Luana e Eduardo uma emoção inesperada. No envelope, o brasão oficial do Vaticano já anunciava a importância do documento. Não muito frequente em casamentos da Capital, a benção apostólica em pergaminho chegou até as mãos do casal antes que a cerimônia terminasse, um presente da tia da noiva, vindo direto de Francisco. Veja a matéria na íntegra aqui.

Noivos que se conheceram trabalhando na cracolândia casam em cenário pantaneiro. (Foto: Mauro Dias Fotografia)Noivos que se conheceram trabalhando na cracolândia casam em cenário pantaneiro. (Foto: Mauro Dias Fotografia)

O Porto Geral em Corumbá, serviu de palco e altar para declarar Evandro e Mirian como marido e mulher. No último domingo, a paisagem pantaneira, cenário dos sonhos de menina da noiva, foi testemunha do compromisso dos dois firmado diante de 200 convidados, entre familiares e amigos. Leia a matéria na íntegra aqui.

Com bom humor, noivos se vestem de Shrek e Fiona para casamento à fantasia. (Foto: Arquivo Pessoal)Com bom humor, noivos se vestem de Shrek e Fiona para casamento à fantasia. (Foto: Arquivo Pessoal)

Raquel namora há seis anos Clayton. Os dois se conheceram na internet e quatro meses depois dividiam o mesmo teto. A paixão que começou como brincadeira em um bate papo na internet se transformou em história de amor duradoura e celebrada como casamento no dia 12 de setembro. Veja a matéria na íntegra aqui.

Padre e pastor dividem o altar para casamento entre católico e evangélica. (Foto: Marcos Ermínio)Padre e pastor dividem o altar para casamento entre católico e evangélica. (Foto: Marcos Ermínio)

Laura é evangélica e Paulo é católico. No dia 24 de outubro, no pôr do sol, os dois levaram o respeito que mantinham há 3 anos e 3 meses para o altar, em uma cerimônia ecumênica repleta de significado não só para o casal, mas para quem acompanhava o encontro e celebrava a união. Leia a matéria na íntegra aqui.

Vendada, noiva entra em rancho para casar de surpresa com cowboy. (Foto: Gerson Walber)Vendada, noiva entra em rancho para casar de surpresa com cowboy. (Foto: Gerson Walber)

Em plena terça-feira, a porteira do rancho se abriu e com os olhos vendados Graziela sentiu o buquê nas mãos, o flash das câmeras e o barulho da salva de palmas. Depois de quatro anos de namoro, um filho e uma lua de mel recente, no Rock in Rio, ela nunca imaginou que diante de 200 convidados seria pedida em casamento e mais, diria o "sim" a Cowboy, minutos antes de subir ao altar, numa cerimônia legitimamente country. Veja a matéria na íntegra aqui.

Casamento triplo custou R$ 10 mil, mas economia foi de menos para irmãs e prima. (Foto: Antonio Ferreira)Casamento triplo custou R$ 10 mil, mas economia foi de menos para irmãs e prima. (Foto: Antonio Ferreira)

O altar da Igreja São José, em Campo Grande, nunca esteve tão cheio. Eram seis noivos. Duas irmãs e uma prima que protagonizaram um casamento triplo. Proporcional ao número de noivas, era a chuva lá fora e a emoção das histórias de cada uma delas. A economia, claro, contou e muito. Igreja e festa dividido entre elas saiu por R$ 10 mil no total, mas as finanças ficavam atrás do amor e da cumplicidade que motivaram as três a dividirem o grande dia. Veja a matéria aqui.

Quem quer casar em 2016? (Foto: Marcos Ermínio)Quem quer casar em 2016? (Foto: Marcos Ermínio)

Os casamentos viraram notícia porque, acima de tudo, são a demonstração e o reconhecimento público do amor. Viraram notícia porque trazem à tona quem os noivos são, porque foram feitos em casa, porque são a cara de quem tem coragem de dizer sim, mesmo quando o mundo dá tudo para sair um "não".

O Lado B é declaradamente romântico. Acreditamos no amor, consideramos justa toda forma dele. E queremos pregar isso. Obrigada a cada casal que nos deixou contar suas histórias, a cada fotógrafo que nos cedeu as fotos de todos os casamentos de 2015, a cada leitor que enxergou, junto com a gente, que isso é pauta.

Por um 2016 de mais "sim", de mais beijos, de mais alianças. Que no ano que vem, você aí pegue o buquê que a gente joga daqui!

Curta o Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.