A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

27/03/2014 16:08

O dia em que o pantaneiro se “vingou” da operadora de telemarketing

Ângela Kempfer
Anderson em dia de pescaria no Pantanal.Anderson em dia de pescaria no Pantanal.

Não foi uma vingança inédita, mas a gravação é hilária. De um lado, operadora de telemarketing tenta vender cartão de crédito. Do outro, um sul-mato-grossense com o vocabulário pantaneiro revida com um texto inesperado, planejado depois de semanas de tormento.

Veja Mais
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980
Super-heroi, Pedro precisa de ajuda para continuar salvando a alegria da família

Anderson Mattos é dono de uma pousada em Porto Murtinho, a 431 quilômetros de Campo Grande. Todos os dias, às 13 horas, alguém interrompia o descanso pós-almoço com uma ligação. “Foram 8 vezes”, reclama.

Indignado com a situação, decidiu virar o jogo. Da última vez em que atendeu ao telefonema, esperou a mulher do outro lado da linha oferecer os serviços e em seguida passou a vender o próprio peixe: um pacote turístico do Rancho do Mandiocão, com 5 dias de pescaria, incluindo isca e bebida.

A operadora, que se identifica como Elsa, fica desconcertada, acaba entrando na conversa e desliga dizendo que retornaria em outro momento. O fim é previsível, nunca mais alguém do telemarketing ligou. “Foi espontâneo, porque faz algum tempo que eu vinha recebendo estas ligações desagradáveis”, conta o empresário de 30 anos.

Para ele, tanta insistência não adianta, é um tiro no pé. “Eu acho que as pessoas seguras dificilmente irão dar atenção ou até mesmo perder o único tempo que tem de descanso para escutar propostas para endividar a gente”, argumenta.
Sobre a opção pelo bom humor, ele lembra que “os operadores não têm culpa e devem ser tratados educadamente.”

Contando, não dá para passar exatamente o quanto o resultado ficou engraçado. Então, escute:




Um dia um individuo, creio que é do presidio me ligou falando que eu tinha ganhado R$20,000 e tinha q fazer um deposito de R$ 400 p/ ter a liberação, ai neste momento Eu que comecei a passar trote no cara, pensa em uma cara que ficou bravo comigo, Eu ficava fazendo voz de pessoa bem simples do "Mato" foi muito ilírio, nunca mais me ligou kkkkkk
 
Ricardo Raul em 28/03/2014 10:52:22
Ficou um show....Idéia boa para quando ligarem oferecendo cartão.rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
 
GILBERTO P PEREIRA em 27/03/2014 17:44:13
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Excelente ideia. Vou fazer isso na próxima vez em que esse pessoal chato da Vivo me ligar.
 
Nelson Arruda Conche em 27/03/2014 16:59:21
Adorei kkkkkkkkkkkkkkk
 
Kamila Santos em 27/03/2014 16:33:46
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.