A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

07/02/2013 09:52

O “regime ditatorial” e as regras criadas pela dona do Clube da Amizade

Elverson Cardozo
Maria de Almeida Metello administra o clube de forma muito peculiar. (Foto: Rodrigo Pazinato)Maria de Almeida Metello administra o clube de forma muito peculiar. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Pode reclamar, bater o pé, falar mal, gritar, chorar, se indignar ou se esbanjar no desaforo. Não vai adiantar nada. A dona é ela. E é ela quem manda no pedaço. Se quer entrar ali, siga as regras. Simples assim.

Veja Mais
Uber multado, reajuste de ônibus e cidade sob chuva bateram recordes nas redes
Do Corinthians ao canteiro de obra, zagueiro que virou servente tem nova chance

Aos 79 anos, prestes a completar 8 décadas de vida, a proprietária do Clube da Amizade, salão de bailes localizado no Taveirópolis, em Campo Grande, Maria de Almeida Metello, continua exigente, mantendo a rédea curta.

No Clube que administra não é permitida a entrada de menores de idade. Ordem simples, plausível, que serve de exemplos para outros estabelecimentos. Mas há outras regras. Muitas, aliás.

Dona Maria não permite mulheres com barriga de fora, de minissaia ou transparência. O mínimo permitido são pelo menos três dedos acima do joelho. Se a saia for godê, tem que ser maior porque na hora de “rodar” o vento levanta. Não fica bem.

Quer dançar? Se divertir? Está permitido. É para isso que o Clube foi criado, mas nem pense em "extrapolar". Seguranças estão de prontidão para colocar os “ousados” do lado de fora. Basta um pedido.

Paquerar é liberado, mas tudo tem limite. Beijar? Só o “social”, diz a dona. Nada de “amassos”, beijos demorados e “lambeção na orelha”. “É proibido”, avisa, enfática. Na placa de entrada, tudo é explicado: "Não se proíbe no Clube carinho social. Proíbe sim pouca vergonha".

Com as mulheres, a briga maior “é com a danada da saia curta”. Vira e mexe tem confusão. “Mas elas sabem que não pode”, justifica. Algumas, conta, querendo bancar as espertas, entram de saia comprida ou calça e, no banheiro, se “libertam”.

Mas não adianta muita coisa. Logo as “danadinhas” são descobertas, levam um “pito” e são postas para fora. O mico e o sermão, no final das contas, não compensa o esforço.

Os homens são mais tranquilos. Costumam causar dor de cabeça quando estão “de fogo”, mas, neste caso, são identificados na portaria. Nem entram. Quando escapam, também não duram muito tempo.

Ninguém fica de fora das regras criadas por dona Maria, nem os parentes mais próximos. Há exceções, mas é preciso muita conversa.

O homens também estão na mira. Eles não podem, por exemplo, entrar de camisa regata. A “pouca roupa”, argumenta, só serve para mostrar os braços e ninguém deve ir a bailes com a intenção de mostrar o corpo. “Por que o homem quer dançar sem manga? Fica feio. Um baile feio”, ressaltou.

Avisos no Clube. (Foto: João Garrigó)Avisos no Clube. (Foto: João Garrigó)

Além disso, completou, cavalheiro que se preza anda “arrumadinho”, de social. Era assim antigamente, porque não pode ser agora? Mas dona Maria sabe que as coisas mudaram e é por isso que abriu mão de algumas regras e se tornou mais flexível.

Antes era pior. Tênis, chapéu e boné eram vetados, sem dó ou piedade do cabloco. Agora a casa já autoriza bonés, mas no dia do “baile do boné” ou nas segundas-feiras, quando o espaço recebe maior público.

Antes, quando o negócio era tocado em sociedade, as exigências estavam registradas no estatuto do estabelecimento. Depois que comprou o espaço, dona Maria afirma que não viu mais necessidade de deixar tudo no papel.

Mas as regras, claro, continuam. A diferença é que os avisos estão maiores, em letras garrafais, distribuídos em placas, posicionadas por todo lado.

O jeito peculiar de administrar o Clube já rendeu muito bate boca. O prejuízo financeiro é evidente. Nem a proprietária nega que perde clientes, mas ela não se incomoda com isso. Nem um pouco. Dia desses foi processada. “Mas o juiz me deu ganho de causa”, diz, com boca cheia.

Serviço - Conhece o Clube da Amizade? O espaço existe há 20 anos. Fica na avenida Tiradentes, 942, no Taveirópolis, em Campo Grande.

Os bailes acontecem na sexta, sábado e segunda. A entrada varia de R$ 10,00 a R$ 15,00. Outras informações pelo telefone (67) 3331-1977.




Caro Senhor Rodney Silva, não julgue a quem vc não conhece.
Eu concordo com regras, e era sim frequentadora do baile, e parei der ir por conta de não concordar com a forma que ela age, humilhando pessoas e não por ela ter me passado pito.Isso chama-se posicionamento.
Tb concordo que se a pessoa não esta satisfeita que procure outro lugar, assim como eu e outras pessoas fizeram. As pessoas não podem ser vulgares, concordo plenamente, mas isso não dá direito a ninguém de humilhar como eu já vi. Todo mundo tem direito a opinar, já q é uma reportagem. O clube é muito bom, como já havia dito, assim como é cobrado respeito as donas deveriam agir da mesma forma com todos.
 
Vera Rufold em 08/02/2013 12:22:04
pracas do brasiu!!!!! muito engraçada a foto publicada!! olhem erros de português!!!
 
Mário Ribas em 07/02/2013 23:52:01
SIGUINTES = SEGUINTES
 
Fabio da Silva em 07/02/2013 23:14:46
Pra quem não gosta de agir comportadamente, sugiro os bailes funks, que ocorrem na Av .Duque de Caxias ( em frente a pista do aeroporto). La,´pra quem gosta de depravação ( bebedeira, muita gente fumando maconha, meninas com shorts 40 dedos acima do joelho e musica ruim (funk sacanagem) e muita briga com tiro) é um "excelente" local, sempre no domingo a noite a partir das 17:30 até a hora que policia chega, ai acaba....mas no outro domingo tá todo mundo de novo lá......rs...rs...rs....
 
carlos alberto em 07/02/2013 21:57:19
agradeço muito ao clube, pois graças a ele em 1998 que conheçi uma pessoa muito especial. hoje depois de 15 anos estou muito feliz com minha amada devo tudo ao clube obrigadoooo
 
adauto benicio de oliveira em 07/02/2013 21:19:37
Eu concordo em continuar sempre com as regras...pois o clube é um ambiente familiar..aconchegante e de respeito..minha vó lutou muito para realizar esse sonho..tem muitos frequentadores que gostam do clube porque não tem brigas..as pessoas respeitam as regras e vêem bem vestidas, um respeita o outro..um ambiente tranquilo..e quem não gostar que vá em outros clubes..como diz o ditado: Os incomodados que se mudem.
Parabéns Vó a senhora merece..continue assim.
 
Priscyla Belote Metello em 07/02/2013 20:39:28
Estudei com o saudoso Ayrton, filho da dona Maria e do sr. Gonçalo Metello, seu falecido marido. Sou baileiro mas nunca frequentei o Clube da Amizade, mas tenho conhecimento das duras regras que foram baixadas naquele local de diversão, e certamente com o objetivo de preservar o ambiente respeitoso e familiar que tem levado inúmeras "pessoas de bem" para lá se confraternizarem. Parabéns!
 
oscar mendes em 07/02/2013 17:37:54
PARABÉNS...
A EDUCAÇÃO ENTRA EM QUALQUER LUGAR...
CONTINUE ASSIM DONA MARIA E SENHORA SÓ TEM A GANHAR...
ABRAÇO...
 
waldecy b. rocha em 07/02/2013 17:37:50
A Dona Maria esta absolutamente certa. A casa e dela e ela dita as regras e quem não gostar não e obrigado a frequentar.Admiro pessoas que não tem postura e quer impor a sua falta de educação num espaço que tem suas determinações. E por isso que muitas casas noturnas de Campo-Grande abrem e fecham numa velocidade. Parabens Dona Maria.
 
Janio Santos Pereira em 07/02/2013 17:35:45
Qual clube da capital resistiu 20 anos com a mesma administração e qualidade de serviço?
Parabéns a D. Maria.
Quanto ao infeliz comentário da Sra. V.R. denota-se claramente que a Sra. era frequentadora que ia ao clube para descumprir as simples exigências da proprietária. Isso não é ditadura, são regras, e como tal devem ser seguidas. Se não quer segui-las, não vá ao clube...
Tem um monte de boate na cidade, onde a "pegação" é liberada, as vezes, até obrigatória.
 
Rodney OSilva em 07/02/2013 15:46:31
Parabéns ao clube da amizade! Sou frequentador assíduo às segundas-feiras... não perco um baile com o Eco de jeito algum...hshsshshshs. Lugar muito bom para se frequentar. Eu indico.
 
Marcos Batista em 07/02/2013 15:29:26
Adoro os bailes no clube, pelo ambiente respeitador e principalmente quando toca Marlon Maciel com seu grupo!! SHOOOOW DE BOLA
 
Maria Casagrande em 07/02/2013 14:00:38
Esse é o charme e o diferencial do clube, com muitos clientes assíduos.Espero ainda por muitos anos poder dançar tranquilamente no clube, que é do coração dos baileiros de alma que frequentam o lugar.
 
Jane Souza em 07/02/2013 13:53:56
Eu ja frequentei esse clube algum tempo e o que essa senhora faz, realmente é uma ditadura.
Ja presenciei muitos absurdos, algumas atitudes concordei, outros nao.
Com certeza o clube é dela, e ela faz as regras, mas tb tem que respeitar o direito das pessoas.
Eu concordo totalmente que as pessoas nao devam usar roupas muito curtas, e ter uma atitude decente independente do lugar, mas cada um é cada um...e se for pra barrar que seja na portaria do clube, e nao humilhando as pessoas como eu já vi ela fazendo no microfone...dando verdadeiros "pitos".
Nao tenho nada contra o clube, mas deixei de frequentar, assim como varias pessoas que eu conheco, por nao concordar com essas atitudes.
O clube realmente é muito bom, mas acho que deveriam ter uma pouco mais de traquejo no tratamento.
 
Vera Rufold em 07/02/2013 12:21:08
ELA ESTÁ CERTÍSSIMA.. PARABÉNS!!!
 
WAL FIORI em 07/02/2013 11:45:50
to de acordo, a regra é do clube, cada um no seu quadrado se nao gostar tem mtas utras opções na cidade, esse baile só existe ainda por causa dessas regras, se não já tinha caido no esquecimento como ttos outros.
 
neiva picoline em 07/02/2013 11:35:57
São essas regras que sempre fizeram o Clube da Amizade ser um lugar de respeito e
existir "ha tanto tempo". Já visitei esse clube com várias autoridades. Tenho amigo que encontrou a "sua cara metade alí" e vivem felizes até hoje. Me mostre "outro lugar" que tenha sobrevivido por tanto tempo em MS ?????? Salve/salve Dona Maria Metello.
 
roberto higa em 07/02/2013 11:31:27
Morei bem próximo ao Clube da Amizade por vários anos, nunca tive problemas, sequer com os frequentadores.

Parabéns a Dona Maria pelo espaço e ao Campo Grande News pela reportagem!

Cordial abraço a todos
 
Daniel Santos em 07/02/2013 11:14:44
Parabéns a Dona do Clube Amizade, alguns valores nunca deveriam se perder no tempo, mulheres e homens tem que saber a diferença entre diversão e depravação, um baile bonito sempre terá pessoas que se respeitam em 1º lugar.
 
Sirley Batista Gasques Correa em 07/02/2013 11:13:28
Nunca frequentei este clube, mas minha mãe sim.
Sempre achei essas regras muito bem pontuadas, são excelentes para manter o público satisfeito e principalmente, nivelado.
E no fim das contas, a casa é dela e quem manda é ela. Não adianta processar, ela não é obrigada a tolerar ninguém só porque está pagando.
Pra fim de conversa: Boné, chapéu e regata, deixa em casa né?!
 
Eder Lima em 07/02/2013 11:03:36
Concordo plenamente com na Dona Maria, pois quem gosta de dançar vai lá pra isso e não pra ficar de palhaçada. Já é difícil encontrar um bom lugar pra se dançar em Campo Grande, por isso deve-se conservar os poucos que temos. Já fui lá algumas vezes e é muito bom.
 
Luis Carlos Espíndola em 07/02/2013 10:54:30
SOU UM BAILEIRO DE ALMA,SIM E PRECISO MANTER A ORDEM,POREM ESTA SENHORA CHEIA DE BOAS INTENÇÕES, PELO ZELO DA MORAL,PRECISA DE UMA CONSULTORIA, PARA AJUDA LA, POIS QUANDO SE ABRE UM EMPREENDIMENTO OS CLIENTES SÃO SEU BEM MAIS VALIOSO,POIS SEM ELES NÃO EXISTIRIA ..FCA A DICA
 
neto r freire em 07/02/2013 10:35:09
PARABÉNS...

EXEMPLO A SER SEGUIDO, POR MUITOS OUTROS LOCAIS EM CAMPO GRANDE - MS.
 
JOSI FRANCIS em 07/02/2013 10:23:15
Parabéns Clube da Amizade , uma organização tem um preço que se chama QUALIDADE.
sds, só precisa diversicar mais os conjuntos musicais, Campo Grande tem bastante conjuntos bons.....
 
Ado Filho em 07/02/2013 10:22:34
Conheço Dona Maria e a filha Mercês e vou ao clube há muito tempo! É muito bom, é a melhor pista de dança de Campo Grande. Ela tá certa em fazer exigências, senão vira bagunça! É um ambiente muito bom, aconchegante. Nunca ví brigas lá, antes disso acontecer, os seguranças agem! Parabéns ao clube da amizade por fazer nossos finais de semanas alegres. Adoroooooooooooooooooooooo!!!!
 
Juçara Rosa de Oliveira em 07/02/2013 10:17:11
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.