A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

25/10/2014 17:30

Parada da Diversidade reúne 30 mil pessoas no centro da Capital

Alan Diógenes e Luciana Brazil
Grupo de amigas a espera dos shows na Praça do Rádio Clube, no centro da Capital. (Foto: Marcelo Calazans)Grupo de amigas a espera dos shows na Praça do Rádio Clube, no centro da Capital. (Foto: Marcelo Calazans)

A 13ª Parada da Cidadania LGBT agita o Centro de Campo Grande na tarde deste sábado (25). Cerca de 30 mil pessoas são esperadas no evento que teve início na Praça Ary Coelho. No final, após uma passeata pelas ruas da área central, o evento termina na Praça do Rádio Clube onde terá show com diversas bandas e apresentações artísticas.

Veja Mais
No Tiradentes, brasão do Chapecoense surge na rua como uma homenagem do bairro
Com quadros de amigos e fotos do passado, casa de Isac é pura recordação

funcionária pública Ylka de Oliveira Freitas, de 45 anos, foi prestigiar o evento com as duas filhas, de 11 e 16 anos. Ela é casada e heterossexual, mas quis levar as filhas para entenderam que ser homossexual é um fato comum e natural, ainda mais nos tempos modernos. “Tem muita gente que acha que isso aqui é baixaria, mas vivendo em mundo moderno temos que entender que isso é normal”, comentou.

Questionada sobre qual seria sua reação se umas das filhas fosse homossexual, ela disse que no começo seria difícil aceitar, mas depois de algum tempo, tudo seria natural. “Não vou mentir, quando é com a gente a coisa muda de figura, mas como eu já venho tentando participar dessas ações eu aceitaria. Conversaria com minhas filhas sobre as dificuldades que elas poderiam enfrentariam”, explicou.

Já a secretaria Simone Breve, 41 anos, Simone, falou que se sua filha de 16 anos fosse homossexual ela aceitaria sem problemas. “Fui mãe solteira a maior parte da minha vida e sei como é enfrentar o preconceito,mas conseguiu vencer e hoje ajudo quem sofre isso. Se fosse na minha casa eu aceitaria normalmente, não importa o que a pessoa é, vai continuar sendo da minha família, a gente tem que aceitar”, destacou.

A filha de Simone, Barbarah Marques afirmou que se sua mãe fosse iria gostar do fato. “Meus tios que são mais modernos aceitaram numa boa, mas meus avós achariam estranho”, finalizou.

A partir das 18 horas haverá apresentações na Praça do Rádio Clube com o DJ Lu Brasil, drag queen Rafa Spears, grupo de dança Código de Rua, DJ Fabricío Esobar, cantor Tony Massa e banda, grupo Dança Chama, grupo Lotu’s, drag queen Emanuelle Fernandes e DJ Marquinhos Espinosa.

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.