A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

27/04/2016 16:12

Petição quer impedir que Bolsonaro vire "visitante ilustre" em Campo Grande

Naiane Mesquita
Jair Bolsonaro deve vir a Campo Grande em maio. (Foto: Agência Câmara)Jair Bolsonaro deve vir a Campo Grande em maio. (Foto: Agência Câmara)

Na onda das polêmicas, o vereador de Campo Grande Roberto Santos Durães (PSC), até pouco tempo integrante do Partido dos Trabalhadores (PT), decidiu apresentar uma proposta na Câmara para homenagear como visitante ilustre o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e o presidente do partido, o pastor Everaldo. Ambos devem estar na cidade em maio.

Veja Mais
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980
Super-heroi, Pedro precisa de ajuda para continuar salvando a alegria da família

Quase figura central dos noticiários durante a votação do impeachment, Jair Bolsonaro homenageou durante o seu voto o Coronel Ustra, chefe da unidade que foi palco de prisões e torturas de presos políticos, entre 1970 e 1974, época da ditadura no País. A lembrança trouxe à tona agressões promovidas por Ustra como introduzir ratos na vagina de presas políticas, inclusive, da presidente Dilma Roussef.

“É um ato político de respeito a uma pessoa do meu partido, como deram para a Dilma, Zé Dirceu, entre outros, porque eu não posso dar para o parceiro do meu partido, notoriamente uma pessoa pública. É uma questão de cortesia, de homenagear um migrande, uma autoridade constituída, companheiro de partido. Eu o visitei recentemente, saímos, ele me mostrou Brasília, sou genro de um colega de farda do pai dele, da época que serviu em Nioaque”, defende o vereador Durães.

Sobre as recentes declarações de Bolsonaro em homenagem a Ustra, o vereador vai além e se solidariza com o pensamento do deputado, seguindo o mesmo discurso. “Eu não me importo, ele fala há 18 anos o que ele quer falar, a opinião dele. Eu falo por mim e não por terceiros. O Ustra, era um Coronel, dentro das Forças Armadas, em uma época em que existia hierarquia, disciplina, sim senhor. Hoje o mundo civil não está acostumado com essas fraquezas de não ter disciplina. As pessoas defendem Fidel Castro e ele matou 2 mil pessoas. O lado de lá pode fazer tudo e o lado de cá não. Pode homenagem prostituta que encontrou Jesus e o Bolsonaro não”, acredita Durães, citando a homenagem da Câmara à ex-modelo e escritora, Andressa Urach.

Para o vereador, algumas pessoas não aguentam “gritinhos no ouvido”, em relação a tortura que possam ter sofrido durante a ditadura. “Houve excesso, claro, não é assim, eu apanhei, meu filho chorou na minha frente”, questiona.

Mesmo assim, Durães defende que seria capaz de homenagear também o maior desafeto de Bolsonaro, o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ). “Nem sei falar o nome dele direito. Eu assinaria se um colega viesse com a proposta, não suporto ele, nem o trabalho dele, mas sigo com a idea de ordem, de estrutura política da Câmara”, diz.

Petição – Em contrapartida ao discurso polêmico do vereador de Campo Grande, o advogado Leandro de Moura, 34 anos, decidiu criar uma petição contra a homenagem a Bolsonaro. Por enquanto, há 81 assinaturas, sendo que a expectativa é arrecadar 1 mil. Depois, o documento será entregue na Câmara de Vereadores do município. 

“Eu acho um absurdo, uma Câmara de Vereadores se prestar a um papel de homenagear alguém que tem todo esse histórico com o Bolsonaro, em vez de se preocupar com outras questões. Campo Grande está passando por inúmeros problemas de administração, está complicado, bairros abandonados, salários atrasados e de repente uma proposta descabida dessa”, afirma Leandro.

Para o advogado, o trabalho de Bolsonaro é criar polêmica e não apresentar propostas. “Ele tece críticas, até hoje não teve um projeto aprovado. Não vale a pena, não contribui para o País. Não vejo porque a Câmara homenagear esse deputado, a meu ver vão fazer igual a ele, não produzirão nada que realmente tenha valor”, diz.

Independente da polêmica, para o doutor em Ciências Sociais, e professor da UFMS, Thiago Duque, essa homenagem evidencia algo bem mais grave atualmente, é o reflexo do despreparo na Câmara Municipal. “Há vereadores que são intelectualmente muito fracos, são ineficientes no quesito intelectual e moral. Por isso, usam de qualquer discurso para ganhar visibilidade, para aparecer na mídia.”

Na avaliação do sociólogo, é um equívoco pensar que homenagem a pessoas como Bolsonaro seja algo pensando no bem comum. “Nada é coletivo, tudo é muito egoísta. É muito mais uma estratégica política”.

Ele lembra que não é só uma questão de gostar ou não do deputado, mas de estar bem informado. A OAB do Rio de Janeiro já ingressou, inclusive, com um pedido de cassação do mandato e de abertura de processo penal contra o deputado federal por conta da homenagem ao torturador Ustra.

Por tudo isso, Thiago Duque acha que tal assunto nem deveria ser polêmica, porque é criminoso. “Não dá para defender perfis autoritários, fascista, ilegais. Eles afrontam a racionalidade e história democrática.”

Quem quiser assinar a petição pode entrar nesse link




Sou contra!!! Título de "visitante ilustre" para Bolsonaro??? É um absurdo! Tem que dar o título de CIDADÃO CAMPO GRANDENSE ao futuro Presidente do Brasil! Da-lhe Bolsomito!
 
Giulia d'Amore em 19/05/2016 21:45:01
Sou contra!!! Título de "visitante ilustre" para Bolsonaro??? É um absurdo! Tem que dar o título de CIDADÃO CAMPO GRANDENSE ao futuro Presidente do Brasil! Da-lhe Bolsomito!
 
Giulia d'Amore em 19/05/2016 21:44:27
PEC-5107/2007: Concede imunidade tributária à produção e comercialização de programas de computador.

Ah não, Bolsonaro! Agora você passou de TODOS os limites! Desumano achar que quem cria os programas de computador que EU USO não tem que pagar imposto! Tem sim!"
 
Dayse Cristina Neves de Carvalho em 29/04/2016 09:02:06
PL-5481/2009: Altera o inciso XIV da Lei nº 7.713, de 22 de dezembro de 1988, com a redação dada pela Lei nº 11.052, de 29 de dezembro de 2004, para incluir entre os rendimentos isentos do imposto de renda os proventos percebidos pelos portadores de Lúpus Eritematoso Sistêmico.

De novo essa história!?

PL-106/2007: Inclui como crime hediondo o roubo de veículos automotores.

Ah, que horrível! Deixa os caras roubarem o carro que a pessoa trabalhou pra caralho pra comprar, não precisa aumentar a pena não. Bolsonaro é um ser diabólico.
 
Dayse Cristina Neves de Carvalho em 29/04/2016 09:01:49
PL-5490/2014: Inclui parágrafo no art. 59 do Decreto-lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal) para aplicação de pena no caso em que o crime cometido com concursos de pessoas tenha participação de menor.

O cara maior de idade ludibriou um menor pra cometer crimes com eles? Ridículo o Bolsonaro tentar aumentar a pena desses caras.

PL-367/2011: Suspende o direito de dirigir do infrator que atingir quarenta pontos na Carteira Nacional de Habilitação, durante o período de doze meses.

Bolsonaro! Tem que deixar o cara dirigir meu, 40 pontinhos qq tem

 
Dayse Cristina Neves de Carvalho em 29/04/2016 09:01:22
PL-8176/2014: Acresce inciso ao § 2º do art. 121, do Decreto-Lei 2.848, de 7 de dezembro de 1940, que institui o Código Penal, e altera o inciso I do art. 1º da Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, tornando hediondos os crimes cometidos contra as vidas de servidores da segurança pública e seus familiares.

Tenho vergonha do Bolsonaro! Agravar a pena de quem mata policial e a família do policial não é justo!

PL-5398/2014: Aumenta a pena para os crimes de estupro e estupro de vulnerável, exige que o condenado por esses crimes conclua tratamento químico voluntário para inibição do desejo sexual como requisito para obtenção de livramento condicional e progressão de regime.

Não acredito que ele quer aumentar a pena pra estupro!!! Isso é ridículo! A pena pra estupro tem que ser maior!
 
Dayse Cristina Neves de Carvalho em 29/04/2016 09:00:26
PL-7473/2014: Altera a redação do inciso XIV, do artigo 6º, da Lei nº 7.713, de 22 de novembro de 1998, que altera a legislação do imposto de renda e dá outras providências, para incluir os portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica - DPOC - enfisema pulmonar, no rol de isentos de tributação.

Ah não, Bolsonaro! Você é ridículo! Quem tem DPOC e enfisema pulmonar tem que pagar imposto sim!
 
Dayse Cristina Neves de Carvalho em 29/04/2016 08:59:03
E''PL-7104/2014 e PL-7105/2014: Acresce inciso ao art. 23, do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940, que institui o Código Penal, para não caracterizar como crime atos de defesa no interior de domicílio contra pessoa não autorizada a entrar e Modifica as redações do parágrafo único do art. 23 e do art. 25, do Decreto-Lei 2.848, de 7 de dezembro de 1940, que institui o Código Penal, para não caracterizar como crime atos de legítima defesa própria e de terceiros.

Como que alguém pode ser tão malvado a ponto de achar que as pessoas têm o direito de se defender?????
 
Dayse Cristina Neves de Carvalho em 29/04/2016 08:57:20
Teve projeto aprovado na verdade Sr Advogado...


Projeto de Lei nº 8.176/2014, de autoria do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). Torna hediondo assassinato de policiais,
e também assassinar cônjuge, companheiro ou familiares até terceiro grau desses agentes, quando o crime for motivado pelo parentesco.
http://extra.globo.com/casos-de-policia/aprovado-projeto-que-torna-hediondo-crime-contra-policiais-15710421.html#ixzz47B6sZgRN

Mais não teve mais projetos aprovados por que ele é um cara MUUUITO MAL sabe?
como por exemplo...

Vou citar em vários comentário por que não cabe em 1 só!
 
Felipe Machado em 28/04/2016 22:37:26
O Prof. Dr. Thiago Duque diz que “Há vereadores que são intelectualmente muito fracos, são ineficientes no quesito intelectual e moral...". Ou seja, alguns eleitores intelectualmente muito fracos, sem moral e mal informados votaram em vereadores despreparados. E eu sou um desses eleitores. E sou apoiador do Bolsonaro, É importante dizer que também sou professor da UFMS, com doutorado em Estatística. Provo a quem quiser que não sou "intelectualmente fraco" e muito menos sem moral. E, provando por A mais B, derrubo todos os argumentos do Prof. Dr. Thiago Duque. Por favor, não desmereça nós cidadãos, eleitores e vereadores só por termos idéias diferentes. Eu peço por favor e depois digo obrigado à garçonete que me serve o cafezinho, pois somos igualmente cidadãos. O Lula não faz isso.
 
Luiz Antonio de Freitas em 27/04/2016 22:00:09
Bolsonaro,sempre falando a verdade na cara dessa esquerda imunda :) ,

Vai ter homenagem sim e se chorar, vai ter escola com o nome do Ustra também, quando o Bolsonaro for presidente B|
 
Renan em 27/04/2016 19:01:00
E aqui uma petição a favor do bolsonaro https://secure.avaaz.org/po/petition/Vereadores_de_Campo_Grande_SIM_a_homenagem_a_Bolsonaro/?cOgxEkb
 
Luis em 27/04/2016 17:40:40
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.