A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

18/11/2012 11:06

Por Natal solidário, jovens fazem feira da pechincha no Lageado

Mariana Lopes e Paula Vitorino
Claças jeans e sapatos por apenas R$ 1 cada  (Foto: Rodrigo Pazinato)Claças jeans e sapatos por apenas R$ 1 cada (Foto: Rodrigo Pazinato)

Um varal de roupas e um gesto nobre. Para garantir a festa de natal de mais de 600 crianças, jovens do Movimento Cursilhista de Cristandade de Campo Grande montaram neste domingo uma feira da pechincha em três pontos do bairro Lageado.

Veja Mais
Com quadros de amigos e fotos do passado, casa de Isac é pura recordação
A pé, Tulia faz percurso de 10 km até biblioteca onde aprendeu a ser feliz

Logo cedo, a movimentação nas comunidades São Paulo Apóstolo e Santo Afonso, chamou a atenção dos moradores, que ficaram felizes com a oportunidade de comprar roupas e sapatos por preço bem irrisórios. A cada 10 peças, o “cliente” pagava somente R$ 2.

Negócio bom para quem vende e para quem compra. “O dinheiro arrecadado hoje será revertido para ação de natal que faremos no dia 2 de dezembro, aqui no bairro, para as famílias das crianças que são atendidas na comunidade São Paulo Apóstolo”, explica a estudante Wânia Canuto, 28 anos, umas das integrantes do grupo de jovens.

Com as mãos cheias, a dona de casa Ângela Maria de Souza, 39 anos, já havia separado as 10 peças, a maioria para os filhos. “Vou aproveitar que dá para levar bastante e vou fazer uma limpa no guarda-roupas dele, para doar. Tem gente aqui no bairro que não tem condição nem de comprar aqui, que é bem barato”, comenta.

Com mais de duas mil peças espalhadas pelo salão comunitário do bairro, os moradores tinham opção de sobra para escolher. A dona de casa Epifânia Cristaldo Garcia, 62 anos, por exemplo, remexia os montes de roupas em busca de blusas e calça social. “Mas se eu gostar, eu levo. o preço está bom e dá para levar muita roupa. Melhor do que comprar tudo novo e ter que fazer prestação para pagar”, compara.

Para outra integrante do grupo, a turismóloga Giovanka de Senna, 28 anos, essa é vantagem da feira, dar opção às pessoas. “O preço é simbólico, e além de ser mais valorizado por quem compra, a pessoa ainda tem opção de escolher o que levar, diferente de quando é doação”, observa a jovem.

Ângela lavava roupas para os filhos, já pensando em doar as que eles têm (Foto: Rodrigo Pazinato)Ângela lavava roupas para os filhos, já pensando em doar as que eles têm (Foto: Rodrigo Pazinato)

A manhã deste domingo no bairro Lageado foi marcada pela boa ação, que ganhou vários sentidos e era possível ver nos olhos de todos, desde quem ajudou a organizar a feira a quem simplesmente passava por lá e resolver ir às compras.

A funcionária pública Elizabeth Vilhalba, 42 anos, aproveitou para incrementar o guarda-roupa, mas também se mostrou bem ciente do que a feira representava. “É bom para todo mundo. Ajuda o pessoal do bairro, porque pode comprar por preço bem acessível. Ajuda o grupo a arrecadar o dinheiro que vai ajudar as crianças. É muito bom”, destaca ela, com um ar satisfeito de quem contribui para um mundo melhor.

A festa do dia 2 de dezembro, no Lageado, faz parte da campanha “Eu Faço Um Natal + Feliz”, que está na sexta edição. A comemoração natalina terá café da manhã, almoço e atividades recreativas.

No total, a campanha realiza ação de natal em 10 entidades carentes de Campo Grande, Quem tiver interesse em ajudar com doações, pode ligar no telefone 8409-1055, falar com Aikel.




Muito bom fazer o bem. "Fazer o bem, sem olhar a quem..."
 
Fernanda Martins em 18/11/2012 20:42:59
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.