A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

07/03/2013 08:17

Quais nomes envelheceram nos últimos 20 anos e quais estão na moda?

Anny Malagolini
Casal registra o filho Luis Henrique. (Fotos: Vanderlei Aparecido)Casal registra o filho "Luis Henrique". (Fotos: Vanderlei Aparecido)

Não é só a gente que envelhece, os nomes também. Mas só quem mais de 30 anos percebeu essas transformações recentes. Quando era criança, as amigas se chamavam Márcia, Sônia, Cláudia, Mônica...Hoje, não conheço qualquer criança que tenha um desses nomes.

Veja Mais
Casal queria poetizar início, mas soube rimar como ninguém o "fim" do amor
Monogâmico ou não, gays e lésbicas querem o direito de viver a afetividade

Márcia nos anos 70 era moda por causa da atriz Márcia Maria, estrela de novelas como "Os Deuses Estão Mortos", da Record. Sônia virou até clichê no Brasil com o sucesso de Sônia Braga um pouco mais tarde.

O músico Celso Petit, de 30 anos, é uma confirmação. O batismo foi homenagem ao tio, mas na época era até moderninho. Já agora, “é nome de velho né?”, comenta, ao confirmar que não conhece nenhuma pessoa com menos de 30 anos que leve o mesmo nome.

"Márcia" também se tornou ultrapassado entre as jovens dos anos 2000. A publicitária Márcia Sant’anna, de 23 anos, apesar do nome comum,  nunca conheceu uma xará mais nova que ela. A escolha, lembra, foi por pura falta de opção, conta. “Era para ser Cláudia, mas minha prima nasceu 15 dias antes e acabou levando o nome.

Ela também não gosta do primeiro nome, prefere o segundo, “Valéria”, mas agradece por não ter um nome diferente, “fico feliz porque não vou ser nenhuma vovó chamada Tiffany”.

Os nomes da vez agora são os que abusam de letras como Y e repetições como 2 Ls, lembra a tabeliã Cinthya Pereira dos Santos, um exemplo desta moda. “Os pais procuram registrar os filhos com nomes diferentes, e por isso gostam de inventar. Dois Ls, Y e a letra K, são as mais comuns para criar um nome diferente."

Cinthya sugere aos pais que antes de irem ao cartório fazer o registro, conversem entre eles, discutam o significado do nome que vai acompanhar o filho e também as combinações de sobrenomes. “É para o resto da vida, tem que ter critério, porque para trocar o nome é preciso de uma retificação judicial, e isso não é simples”, explica.

Para quem é fã de nomes “diferentes”, a decisão também não é só dos pais. Dependendo da escrita, o cartório cobra o significado. “Muitos aparecem com um punhado de vogais, que não emitem nenhum som entendível, ou aparecem com nomes de carro”.

A ideia era colocar o nome de Icaro, mas o pai, Marco Antonio da Senna, frentista, de 21 anos, foi contra a sugestão da esposa, Otacília Ferreira Lisboa Siva, 27 anos. Então tiveram de entrar em acordo e registraram o menino como Bruno Henrique, “é um nome forte”, argumenta a mãe. Sorte dele, porque se fosse uma menina iria se chamar: Mikaelly Mirelly. O nomes nada comum, pelo menos na escrita, tem a explicação simples “Tenho um filho que chama Matheus, e uma filha que se chama Gabrielly, para combinar”.

Renata é funcionária do cartório de registros civis há dois meses, e neste curto período já fez sua eleição entre os nomes mais registrados: Isabela e Vitor.

Para confirmar a preferência, o técnico de enfermagem, Mauricio Franco Fonseca, 28 anos, registrou a filha como Isabela. A escolha do nome não deu trabalho, já que é de antes da gestação, uma decisão da esposa, “Isabela é um nome simples, prezamos por isso, nada de nome americanizado”.

Na hora do registro também tem aqueles pais que pensam no futuro dos filhos, como a profissão e até a hora da chamada. Jéssica Rodrigues, 21 anos, não quis nada criativo, e tratou de colocar o nome da filha de Eduarda, nome anglo-saxônico que significa "guardiã da riqueza". “Quis algo simples, bem brasileiro”, explica a mãe.

Comerciários escolheu Clara, nome simples para a filha.Comerciários escolheu Clara, nome simples para a filha.



Quanto mais miserento, mais consoantes: LL, NN, TH, W, Y, PH. É o nomeais já vem com certificado de pobreza.
 
Lincoln Cortez em 13/03/2013 22:17:55
O meu parece estar um tanto na moda de uns tempos pra cá, sendo utilizado em novelas de uma emissora...mas confesso que gostava mais quando era um tanto quanto "exclusivo"! rsrs
As pessoas achavam diferente, mas bonito...sempre gostei!
 
Alexa Lopes em 08/03/2013 08:02:13
NINGUÉM EH MAIS CRIATIVO QUE O POVO CORUMBAENSE, ONDE EU TRABALHO FAZENDO CADASTRO, APARECE CADA NOME...E NA VERDADE EU ACHO HORRIVEL. NÃO SEI O QUE ESTE POVO TEM NA CABEÇA
 
maria helena fferreira em 08/03/2013 07:09:25
Os nomes precisam também sofre uma mudança, pois, eles servem para diferenciar as pessoas. Jah se todos com o mesmo nome?
 
José firmino em 07/03/2013 21:06:15
Tenho uma filha e tem 06 anos e chama-se Maria Fernanda. Nome forte,simples.
Nunca gostei de frescura....tipo Thelma com th....." a vida inteira a pessoa vai soletrar, meu Telma é com Th....affffff.....CHEGA DE FRESCURA... e vão pelo simples que é mais bonito,
 
Tânia Barbosa em 07/03/2013 20:29:20
kkkkkkkkkkkkk concordo com o ricardo rodrigues; rico põe nome simples nos filhos: Adilson, João Paulo, Ana Clara, etc... kkkkk
 
Adilson Neruda em 07/03/2013 20:09:23
E Maicon? My con em inglês (mesma pronúncia) quer dizer "minha vagina".
 
Heraldo Marks em 07/03/2013 19:14:47
Na minha opiniao, todo o nome colocado na criança, teria validade só enquanto durasse a incapacidade, ou seja, quando ele fosse votar, ou, na maioridade, quando ele conscientemente, escolheria o nome definitivo. É claro que o assunto necessita de discussao e de lei para tanto.
 
walmir dos santos em 07/03/2013 17:44:07
Escreveram errado o "uóchinton", na verdade, como dizia o seu "Creysson" a escrita correta é o, x, t, o, ou seja, "oxto" kkkkkk
 
gilson pereira em 07/03/2013 17:02:31
Nome complicado de falar é o meu..kkkkk
 
Kédima Guimarães em 07/03/2013 16:40:43
Comento varias vezes com a minha mãe sobre a escolha do meu nome, na época ela até podia achar chique, mas eu acho uma droga as invenções geradas por eles. Achava extremamente desagradável ficar ditando o nome, já que era impossível uma pessoa entender meu nome de primeira, piorava ainda mais quando o sobrenome possuia as mesmas particularidades seguido de um SILVA. (sim senhor, direito a risada no gran finale)
Confesso que sofria bastante, mas hoje devido a experiência quando começo a ditar a localização dos caracteres "especiais" já aviso que a culpa é dos sem noção dos meus pais, e em muitas vezes já entrego a identidade para eles copiarem.
A ÚNICA coisa boa que acontece com o nome diferenciado é o fato de ser exclusivo em listas de chamada, cadastros entre outros.
 
Maurycio G. Silva em 07/03/2013 15:16:25
Bem, eu trabalhei em uma empresa de planos de saúde, e mexia com a parte de inclusão de beneficiários. Acreditem se quiserem, nos três anos que lá trabalhei, vi nomes como She-Ha, He-man, Rambo (sic), Zinedine Zidane, Mc Artur, e muitos outros!
 
Meriele Oliveira em 07/03/2013 14:43:04
Um coisa é o cidadão inventar um nome tipo Keyvisson, Iarlei, Swellen, Uóchinton...

Agora, Washington é um nome supernormal inclusive presente na vida de todas as pessoas desde o ensino fundamental e médio nas aulas de História, Geografia, Sociologia, entre outras.
 
Washington Andrade em 07/03/2013 14:38:41
Concordo com a Anna, as pessoas acham "chique" o que é "brega". Discordo totalmente desses nomes enfeitados. Só serve p/ complicar a vida das crianças, terem que ficar soletrando letra por letra, aff, ridículo mesmo!
 
Leticia Estigarribia em 07/03/2013 11:18:29
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk uóchinton! ótema!
 
Leticia Estigarribia em 07/03/2013 11:00:21
Muitos esquecem que os filhos vão ser alfabetizados um dia, imaginem uma criança com 4 anos aprender a escrever: STHEPHANNY? KHAROLLYNNYE? Pois é já vi essas e outras pérolas assim, temos nomes tão lindos aqui no Brasil, Fernanda, Eduarda, Carolina, Gabriela, Monica, encher de Ls, Ys, Ns e Hs só complica a vida da criança principalmente na hora da alfabetização.
 
Anna Gonçalves em 07/03/2013 10:56:35
Srº Ricardo Rodrigues, concordo em número, generoe grau.. agora quanto ao último citado na sua relação, quase morri de tanto rir kkkkkkkkkkkkkkkkkk como que é? uóchinton! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Perai tem Ainda Paty, Waleska, Dayane Gabrielly,Cyntia Crystina.. Anny.. Crysleine. e por ai afora,. mas gostei boa matéria. mas me amarei mesmo foi no UÓCHINTON
 
Gilson Giordano em 07/03/2013 10:49:32
ninguem merece mesmo ter nomes dos avós, tenho uns amigos que os pais homenagiaram seus avós e eles tem o nome de batismo assim: BERTOLDO e JUVELINO... ninguem merece.
 
ANDERSON MARQUES em 07/03/2013 10:19:44
pobre gosta de por nome difícil, não sabe nem pronunciar e falar o português correto e ainda coloca nomes como Jhony, john,manson.... deveria ser proibido kkkk.
 
roberto gomes em 07/03/2013 10:12:12
Concordo com o Ricardo. A maioria das vezes não sabem nem a pronúncia correta.
 
Rafael Lima em 07/03/2013 09:52:51
Hahahahahhahaa, gente, simplifica as coisas... Eu ja sofro pra soletrar o sobrenome, isso porque tem só 4 letras, mas o povo sempre erra... daí ainda tem os tais "dois eles" e "n" no final... Imagine as Danyelles, Mycaellys, Maryellys da vida... É dureza! Vamos assumir nossa brasilidade, papais e mamães!
 
Suellen Kemp em 07/03/2013 09:52:00
Pobre adora nome dificil, como p. exemplo: Wesley, Camylly Victória, uóchinton (sic!), etc...
 
ricardo rodrigues em 07/03/2013 09:11:45
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.