A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/10/2012 08:35

Vontade de ser cabeleireiro tem 3 candidatos por vaga

Ângela Kempfer
Alunas em treinamento no SenacAlunas em treinamento no Senac

São 42 vagas preenchidas e mais 150 pessoas na lista de espera para aproxima turma do curso de cabeleireiros do Senac.

Veja Mais
Aos 56 anos, Márcia é parceira do filho do tênis de LED ao Pokémon Go
Papai é a estrela, mas Mamãe Noel pode fazer toda diferença no Natal

Rosilane Barbosa do Nascimento, 37 anos, é fisioterapeuta, também fez curso de decoradora, mas agora resolveu deixar de lado as profissões para apostar no cabelo da mulherada.

Aluna no novo ofício há 2 meses, Rosilane garante que em pouco tempo já aprendeu a cortar, tingir e fazer penteados. As cobaias são os amigos e parentes, com “resultado aprovado por todos”, diz.

“Quis fazer o curso a principio porque queria saber mexer no meu cabelo, queria entender ele”, agora deve mais uma tentativa profissional, explica Rosilane.

Para fazer o curso é preciso ser maior de 18 anos e ter condição de pagar R$ 350,00 durante os 10 meses de aulas.

Mas quem assina a capacitação assegura que o “aluno sai do curso pronto para abrir seu próprio negócio”, diz a professora Fran Godoy.

A experiência como instrutora do Senac,mostra que hoje em Campo Grande “quem se interessa pelo curso tem de 20 a 40 anos, a maioria é mulher e os homens que aparecem, são quase sempre gays”, conta.

De 12 a 18 de novembro no Anhembi, em São Paulo, o campeonato nacional de cabeleireiro terá pela primeira vez uma candidata de Campo Grande e é justamente uma aluna do SENAC. Carina Nogueira, de apenas 18 anos, é a candidata.

“Eu mexia no meu cabelo desde os 15 anos, e então surgiu a vontade de me especializar”, conta a moça que também começou a perceber a habilidade arrumando o próprio visual “Queria fazer meu cabelo. Hoje, esses dreads que uso fui eu quem fiz, sozinha.”

Carina Nogueira, de apenas 18 anos, é a candidata de MS em concurso nacional.Carina Nogueira, de apenas 18 anos, é a candidata de MS em concurso nacional.

A Procura - Há 15 anos lutando para manter a equipe, Maristela Leite Silva não tem dúvidas sobre a necessidade de profissionais do cabelo no mercado de Campo Grande. “Quanto mais, melhor”.

Dona do Renascer Centro de Beleza, hoje foi dia de entrevistar mais uma candidata á vaga de cabeleireira. O salão tem 4 profissionais só nessa área, mas precisa de mais um.

O maior problema, na opinião dela, é a rotatividade. “Hoje o profissional troca de salão com muita facilidade, por um reajuste qualquer”, justifica.

A procura tão grande, fez os salários subirem, o que é um chamariz para a nova geração. “Tem cabeleireiro hoje que ganha mais que quem tem curso superior. Há salários de 8 mil”, garante.

Mas para chegar a esse patamar, não basta só técnica, adverte a empresária. “O bom cabeleireiro tem de saber se relacionar com as pessoas, ser simpático e criar. Claro que além de tudo isso, também acredito no dom”, comenta. Maristela

E já começou a divulgação para os interessados nesse desafio. A primeira turma de 2013 no Senac será aberta em janeiro e a segunda em junho. O custo total é de R$ 3 mi, com 550 horas de aulas. Outras informações pelo site do Senac.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.