A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

23/04/2012 10:22

A viagem pelo mundo começou com um carrinho de cachorro-quente

Ângela Kempfer
Gogliardo em 79, ao lado do carrinho comprado com os amigos.Gogliardo em 79, ao lado do carrinho comprado com os amigos.

Hoje ele é um arquiteto “de nome” em Campo Grande. Nunca foi pobre, mas as aventuras pelo mundo só aconteceram graças ao desprendimento, que muitas vezes falta até para quem tem muito dinheiro ou sobra aos mais corajosos e "quebrados". As experiências em grandes metrópoles e lugarejos pelo mundo fizeram de Gogliardo Maragno um homem diferente. Como o Lado B quer sempre inspirar pessoas, achei a história boa de contar.

Veja Mais
Uber multado, reajuste de ônibus e cidade sob chuva bateram recordes nas redes
Do Corinthians ao canteiro de obra, zagueiro que virou servente tem nova chance

A caminhada continental começou com um carrinho de cachorro-quente, em Londrina, no Paraná. O nome: Jocaligo, as sílabas iniciais dos nomes dos sócios, José, "Cavalo" (Mário), Lizandro e Gogliardo.

Os quatro amigos resolveram montar a pequeníssima empresa ambulante para conseguir dinheiro em um ano, logo depois do grupo estrear na primeira viagem da trupe masculina, pelo litoral brasileiro.

Recém aprovado no vestibular de Arquitetura e com a CNH fresquinha em mãos, ele e os outros 3 foram de carro até Jericoacoara (CE). “Passamos por Porto Seguro quando não existia nada por lá”, conta. Era 1979.

Para o ano seguinte, os planos ficaram maiores, conhecer a Argentina e o Chile, também em um Corcel II.

Gogliardo, Mário, Lizandro e Zé seguiram por onde havia estrada e assim os quatro continuaram por diferentes roteiros até a última viagem anual do grupo, em 81.

A faculdade acabou, um concluiu Ciências da Computação, outro virou engenheiro, outro advogado e os amigos passaram a morar em estados diferentes, mas até hoje é possível ver a amizade forte em mensagens trocadas via Facebook.

Gogliardo, que estudava em Curitiba, se mudou para Campo Grande, mas continua um viajante.

Em 94, recém-casado, partiu para uma bolsa de estudos em Tóquio. Em 2009, passou por Pequim.

Os quatro e a neve.Os quatro e a neve.

Durante dois anos morou na Espanha e quando estava prestes a retornar, resolveu fazer a viagem que tornou-se a mais significativa até o momento.

“Terminei o doutorado em 2010 e ainda tinha um tempo na Espanha antes de fazer a defesa. Pensei um pouco e decidi fazer o Caminho de Santiago. Em uma semana planejei tudo e parti”, lembra.

Em 28 dias, andou 740 quilômetros por “incrível paisagem” em uma “experiência de desapego”.

A velocidade passou a ser a do seu passo, longe do ritmo do trabalho, dos carros e aviões. A carga virou a da necessidade. “Andava com 3 meias na mochila e pensava que só precisava de duas. Me livrei da outra”, diz.

A gentileza ao longo do percurso é lição para vida toda. Ele terminou a viagem cumprimentando e agradecendo mais. “Lembro que um dia estava morrendo de fome e ao entrar em um lugarejo uma senhora veio e me ofereceu panquecas. Em outra vez, tive um problema no pé e na hora fui parar em um alojamento com médico voluntário”.

A consciência de que os planos só dependem das próprias pernas veio durante o Caminho de Santiago, mas isso, Gogliardo e os amigos já deviam saber desde o carrinho de cachorro-quente. “Viajar é para qualquer um”, resume.

Mas apesar de tantas idas, as vindas sempre foram especiais para o arquiteto. “Adoro viajar, mas é como um elástico. Todo mundo diz que Campo Grande não tem nada de muito especial, mas é minha casa. Quando fico muito tempo fora, dá saudade até daquele buraco da rua”, brinca.

Pai de duas meninas, dia desses teve de enfrentar a primeira mudança da mais velha, que foi estudar fora. Meio contrariado, acabou ouvindo da esposa a pergunta certeira. “Você não fez igual?”

O Caminho de Santiago.O Caminho de Santiago.
A família mochileira.A família mochileira.



Grande professor, que admirei no antigo CESUP.
Não conhecia sua história Gogliardo.
Pode ter certeza que não só eu, mas as pessoas que tiveram oportunidade de conhecê-lo te admiram mais ainda, depois dessa reportagem.
Parabéns!
 
Breno Mourão em 24/04/2012 08:07:10
Mestre Goga, meu orientador na conclusão de curso e sempre inspirador e professor. Parabéns pela maravilhosa e iluminada historia de vida que ainda tem muitas páginas a serem escritas. Felicidades e muitas boas sortes !!
 
Gustavo Shiota em 24/04/2012 06:06:49
esse é o cara/
pra ele o mundo não tem porteiras.
Parabéns meu amigo, mas se não conheçer Rondonia, nao vai poder falar que conheçe o Mundo. (rsrsrs)
sabe que espero voce e sua família aqui , né cara.
abraços.
marcio martins
 
marcio martins em 23/04/2012 12:38:02
Fui testemunha do empenho do JOCALIGO aqui em Londrina. Eu era um freguês habitual na saída do colégio. Cachorro quente feito sempre com muito carinho e higiene. A Qualidade do JOCALIGO era insuperável e o resultado vocês leram na reportagem do jornal.
 
Ricardo Prochet em 23/04/2012 12:35:12
Sou um admirador do meu querido colega e parente Gogliardo.
Homem simples resolvendo questões complicadíssimas de nossa profissão, e por conta de sua simplicidade conquistou todos que o conheceu.
Creio firmimente que sua passagem por nossa cidade e por esse mundo já deixou suas pegadas que será seguida por muitos.
Gosto muitíssimo dele e de todos que o rodea.
 
Celso Costa em 23/04/2012 07:16:30
Linda matéria Angela! Eu conheço o Gogliardo e ele tb me inspirou a fazer o Caminho de Santiago, isso sem dizer que é um arquiteto muito criativo. Parabéns pela bela matéria!
 
Márcia Chiad em 23/04/2012 02:35:33
GRANDES CONQUISTAS. VIAJAR É CONHECIMENTO E CRESCIMENTO QUE SO COMPROVAMOS VOLTANDO PARA CASA COMO VOCE ESCREVEU
 
HELENA CISOTTO SARTORI em 23/04/2012 01:41:47
Grande Gogliardo !!!
Professor, colega, amigo, a vida nos traça caminhos e destes a gente não escolhe; ele surge como vento e transforma as nossas vidas, caminhar, caminhar e refletir a vida, parabéns.
 
Arq. Henrique Miranda em 23/04/2012 01:40:17
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.