A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

20/01/2012 18:00

Aluna de escola pública, Aline conta como entrar na UFMS aos 15

Marta Ferreira e Aline dos Santos

Depois de tirar nota boa no Enem, uma ano antes de concluir o ensino médio, ela foi à Justiça para assegurar certificado e se matricular no curso de Zootecnia da UFMS.

A estudante Aline Gabriela Barbosa Pérez, de 15 anos, faz aniversário em fevereiro, mas ganhou presente antecipado nesta sexta-feira: é a mais nova caloura da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Após a Justiça determinar, em decisão liminar de quarta-feira, a expedição do certificado de conclusão do ensino médio para ela, mesmo faltando um anos para concluir essa etapa do estudo, ela conseguiu no fim da manhã fazer a matrícula.

Possivelmente a mais nova de sua turma, ela conta que fez prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e se inscreveu no Sisu (Sistema Unificado de Seleção) para “treinar”, assim como muitos estudantes que sempre fizeram vestibular como aprendizado, os chamados treineiros. Contudo, foi surpreendida pelo resultado. Aline, vinda da escola pública, ficou em 18º lugar no curso de Zootecnia.

Acompanhada pelo pai Claudio Roberto Ceres, 41 anos, e pela prima Débora Lanza Lima a estudante foi hoje (20) fazer a matrícula na UFMS, e nas mãos levava a liminar concedida pela Justiça autorizando a matrícula.

Aline aguarda concretização de matrícula na UFMS, um ano antes de concluir o ensino médio. (Foto: Simão Nogueira)Aline aguarda concretização de matrícula na UFMS, um ano antes de concluir o ensino médio. (Foto: Simão Nogueira)

O pai, todo orgulhoso contou que a filha sempre foi a 1º na classe. A família é de Campo Grande, mas moraram no interior do rio de janeiro, ainda quando Aline era criança.

Geniozinho-Ao entrar no pré-escolar, a diretoria da escola fez uma avaliação com a aluna e ela foi direto para 1º série. Os pais foram aconselhados a levar a menina a capital, para que ela fizesse um teste de QI.

O pai relata que a adolescente nunca foi de passar horas estudando. “Não estava estudando para Enem”, revela a estudante, para o despeito dos que passam o dia todo sobre os livros e cadernos e no computador e não conseguiram passar no novo vestibular, o Sisu.

O histórico escolar dela explica isso. Sempre com notas boas, entre 9.5 e 10, a estudante diz que a nota mais baixa que já tirou foi 4, justamente em Educação Física. “Quase morri quando vi a nota”.

O 4 no boletim foi, pode-se dizer, um “deslize” para quem foi apontada como acima da média dos estudantes pelos próprios professores. Aluna da escola Maria Constança de Barros Machado, Aline faz parte do Núcleo de Altas Habilidades da Secretaria de Educação, formado por estudantes super dotados e era ali que ela dedicava maior tempo aos seus estudos, além de pesquisar na internet, uma de suas atividades favoritas.

Estava nos planos dela fazer um cursinho preparatório para o Enem este ano mas a nota boa veio antes. Um ano antes do previsto, ela fez os pontos necessários para entrar no curso pretendido, que teve cada uma das 50 vagas disputada por 19 estudantes.

Vida social, sim-Para quem, com essa informação, enxerga em Aline uma nerd que só fica enfiada nos livros e na internet pesquisando, ela revela que não é bem assim. Unhas vermelhas, olhos maquiados e relógio com estampa de onça no punho, a estudante revela que mantém um site de baladas, com informações de festas do estado.

Um outro paradoxo é o fato de ter, sempre, estudado em estabelecimentos públicos, primeiro na rede municipal de Campo Grande, nas escolas Licurgo de Oliveira e José Benfica, e agora na escola estadual Maria Constança de Barros Machado.

Lá ela foi encaminhada ao Núcleo de Altas Habilidades, formado por estudantes super dotados. Ela conta que, além do estudo propriamente dito, o local oferece oficinas de artes, espanhol, teatro.

O interesse da adolescente é ambicioso: neurociência, uma das áreas promissoras da pesquisa científica.

Na universidade, Aline irá estudar 5 anos, e em horário integral. Ela já tem uma nova meta: depois de concluir Zootecnia, quer fazer um segundo curso e completar 24 anos de idade formada em Medicina Veterinária.




Parabens Aline que Deus te abençoe em sua nova jornada, quero saber qual foi sua nota em cada materia.
 
Elizabeth ayres em 23/01/2013 13:35:37
Aline parabens que Deus te abençoe em sua nova jornada ,eu tbm quero entrar na justissa pq tirei uma nota muito boa e na seleção do sizu fiquei em segundo lugar na primeira chamada ,mais ainda nao terminei o ensino medio ,mais ja tenho 32 anos
 
Elizabeth ayres em 23/01/2013 13:29:38
O cara pode escolher presidente da república com 16 anos e não pode tirar um certificado de ensino médio. Só nesse país...
 
Ricardo Miranda em 29/06/2012 05:05:00
Parabéns Aline!

Estou na mesma situação que voçê passou,

Por gentileza, gostaria de umas dicas de como vc. fez para conseguir

Merecida vaga. Sucesso!

meu e-mail: josenildooliver96@gmail.com
 
josenildo oliveira da silva em 05/03/2012 04:52:05
Meus parabéns Aline, fiquei admirado pelo seu jeito, tão simples e dedicada de ser, tenho também 15 anos de idade não sou muito, mas te admiro e te desejo muitas felicidades e tudo de bom para você, que Deus te de muita força e saúde para que você possa vencer na sua batalha e que possa vencer os obstáculos que com certeza viram. Boa sorte para você linda, mais uma vez meus parabéns VOCÊ MERECE.
 
João Paulo Quentino Diniz em 30/01/2012 12:20:38
A inveja é um dos atributos mais cruel do ser humano. Pior que quem se acha requerendo algum direito igualitário escreve DESCRIMINAÇÃO em vez de escrever DISCRIMINAÇÃO. Que direito tem alguém assim de reinvindicar igualdades?
 
Ezio Jose em 24/01/2012 11:16:56
Quer dizer que se tem um aluno que esta fazendo ensino medio so para ver como esta no vestibular, e passa (sua vaga esta garantida, mesmo não concluindo o ensino medio), vou mandar meu filho fazer vestibular também, so assim termina a faculdade logo.
 
Aparecida da Silva em 24/01/2012 11:16:27
Totalmente errada!!!Se ela estava fazendo somente para treinar ela tinha que terminar os estudos primeiro e depois entrar em uma Universidade!!!
A LEI é pra todos e é bem clara!!!!
Isso é um PALHAÇADA,com as pessoas que terminam seu Ensino Médio primeiro,e depois fazem Vestibular!!!Ela tomou o lugar de alguém que fez tudo certinho!!!
Podemos chamar isso de descriminação!!!!
 
Camilla Soares em 23/01/2012 08:59:11
Se a moda pega!!!!.Todos os alunos menores de 18 anos que não tiverem concluido o ensino médio e conseguirem tirar 50 pontos no ENEM , poderão entrar na justiça para receberm o certificado de conclusão do ensino médio.A Aline está de parabéns,mas eu não concordo com a decisão do juiz,pois isto vai abrir vários precedentes e aí ,para que vão servir as leis se tudo pode através de liminar.
 
Olivia pereira em 21/01/2012 12:20:30
A Aline já que deseja Medicina Veterinária, deveria ter inscrito já para Medicina Veterinária.
Será que ela passaria?
 
Jose Carlos de Almeida em 21/01/2012 07:01:36
Na minha opinião quem diz que o MP está errado é por que não conseguiu a vaga e esta como no dito popular com ''Dor nos cotovelos'', Ela me parece muito inteligente e se ela passou ela tem todo o direito de cursar sua faculdade!Infelizmente tem muitas pessoas nesse país que querem ver as pessoas pelas costas, que me parecem que não conseguiram notas suficientes e querem que os outros não consigam!
 
Lucas Melo em 21/01/2012 01:01:02
É de dar pena esta decisão, de tão carente de fundamentação legal. Não se pode beneficiar uns em detrimentos de todos.Treineiro não concorre a vaga. A lei é clara:é requsito de validade a conclusão do ensino médio para o ingresso no curso superior. Seguindo essa lógica jurídica, se um adolescente de 15 anos fazer uma prova da OAB como tneiro. e passar ja é ADV sem precisar fazer o C. de direito.
 
Paulo Candido em 20/01/2012 09:58:46
esta garota, deveria colocar o telefone como fez a paraguaia Riquelme na Copa do mundo. Assim se a inscrição dela for caçada, tem a vaga de musa do Ministerio Publico.
 
Gilberto DIAS em 20/01/2012 08:52:14
O correto era o enem fazer o teste de com escolhas de multiplas escolha.
Sairia a nota do Enem, ai separaria o joio do trigo.
Os treineiros e os foram reprovados na prova pelo nota de corte cairiam fora.
Finalmente teria um exame POR ESCRITO, de matemática, português, fisíca, quimíca, etc.
Os aprovados com certeza estariam aptos a iniciar uma vida acadêmica numa universidade.
 
José Carlos de Almeida em 20/01/2012 07:08:00
Parabéns à estudante Aline e as seus pais pela filha que tem.Que bom se todo jovem fosse dedicado e com ideais como esta moça.Infelizmente a maioria esmagadora dos jovens de hoje só pensam em coisas fúteis e banais, são alienados e sem ideais.Alguns tem toda a estrutura oferecida pelos pais e mesmo assim não querem nada com nada, investindo suas energias na erotização.Quando acordam já é tarde.
 
Edgar Calixto Paz em 20/01/2012 06:51:51
Parabéns Aline!adolescentes assim como vc é que nos faz crer que os adolescentes desta geração ainda tem jeito.Admiro muito o esforço de pessoas que se superam,principalamente daquelas que estudaram ou estudam em escola pública mesmo nosso ensino ainda sendo muito deficitário.Eu acredito na força de vontade do ser humano de ir lá e buscar seus resultados através do esforço e do trabalho.
 
Maria de Fátima Oliveira em 20/01/2012 06:27:02
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.