A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

23/07/2012 15:27

Ser “patrimônio” da cidade para o engraxate significa algumas regalias

Ângela Kempfer
Assis, o engraxate mais antigo do Centro de Campo Grande. (Fotos: Minamar Júnior)Assis, o engraxate mais antigo do Centro de Campo Grande. (Fotos: Minamar Júnior)

Guardados em um espaço sob a cadeira, o engraxate Assis Antunes guarda os presentes que ganha dos amigos. “Já tive mais de 70 cintos, por exemplo. São coisas que dão e que vou guardando”, conta o senhor de 74 anos, em uma manhã normal de serviço na rua Cândido Mariano, no Centro de Campo Grande.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

A própria cadeira de ferro para atender a clientela foi presente do vizinho, dono da lotérica. Quando a casa de apostas ficava em outro ponto da Cândido Mariano, seo Assis trabalhava com uma enorme estrutura de madeira. A lotérica mudou de endereço e o engraxate foi junto.

“Aquela cadeira estava caindo aos pedaços, então resolvi ajudar e dei essa de presente”, lembra o comerciante Osvaldo Gregório Júnior. “Todo mundo aqui sabe que ele (Assis) é um patrimônio de Campo Grande.

Dos clientes fiéis, também ganha roupas para ele e para a esposa. “Me dão de tudo, nem preciso comprar roupa ou presente para a patroa”.

Mas quem ganha, também compartilha. Ao abrir o pequeno armário sob a cadeira, retira um cinto preto e um vermelho e oferece. “Leva um, se não for para você, para seus meninos”, recomenda.

Como um dos últimos engraxates de Campo Grande, o mais antigo na profissão, o senhor bem arrumadinho só perde o sorriso quando olha para o fotógrafo de tênis. “Essa rapaziada agora só anda assim, com pano nos pés. Não dá para entender”, reclama.

Por R$ 5,00, ele engraxa e ainda conta histórias. “Adoro mentir”, brinca.

Seo Assim mostra cera azul, aberta para cliente especial, uma vez em 3 anos. (Fotos: Minamar Júnior)Seo Assim mostra cera azul, aberta para cliente especial, uma vez em 3 anos. (Fotos: Minamar Júnior)

Depois de 34 anos como capataz de fazenda no Pantanal, ele resolveu morar na cidade e a única função que encontrou foi a de engraxate. “mas nunca andei com caixinha nas costas não. Sempre fui de freguesia chique”, garante.

Quando a lida era no campo, a vida dura só não era mais pesada por conta do bom humor do capataz. “Era uma época que matava por um pedaço de terra. Eu, graças a Deus, nunca matei índio, só mosquito”, fala com simplicidade.

Lá se vão quase 40 anos desde que saiu do Pantanal e veio para Campo Grande com 8 filhos e a esposa.

Chegou no tempo de vai e vem agitado de personalidades no Centro da cidade. “Atendi muito político e ainda atendo juiz”.

Hoje ele diz que até pensa em parar, mas gosta de jogar conversa fora nas manhãs do Centro e a aposentadoria miúda também não deixa.

Na mesma quadra, um rapaz bem mais jovem também oferece os serviços, uma concorrência que parece não intimidar seo Assis. “Chegou para trabalhar cedinho, ele não. Meus clientes são como eu. Tem dia que antes mesmo do almoço já fui para casa e ele fica aí, engraxando o que aparece”.

Pelo respeito ao serviço, ele diz fazer sacrifícios. “Há 3 anos, o deputado Akira Otsubo veio aqui e ficou de boca aberta quando disse que ia encerar o sapato azul dele. Abri a cera só para isso e nunca mais usei”, conta, mostrando a cera seca dentro da lata.




Parabéns a todos que fazem essa História de vida.Que tem um olhar carinhoso para com nossos habitantes.São histórias de vida, da simplicidade que é a nossa cidade.
 
NOELINA MARQES DIAS em 24/07/2012 09:59:07
Ai esta Sr. assis, a muitos anos contando historias e mantendo seu sustento.
 
Amauri Gasparetto em 24/07/2012 03:17:34
Nossa, que ótimo ver o senhor Assis nesta reportagem! O conheço há 9 anos, desde quando eu era vendedora de carnês do baú da felicidade, na lotérica. Conheci meu marido lá e já no início do namoro "seu" Assis dizia que iríamos nos casar, e casamos mesmo.Ele é assim, sempre alegre, com um sorriso no rosto, ótima pessoa. Que Deus o abençoe sempre.
 
Michele Cerzósimo em 23/07/2012 10:58:36
Nossa sociedade têm que ter bom exemplos como este. Os pais de hoje, tem que dar "chinela Havaianas e Conga para os Filhos" ao inves disso disso estão dando outros valores. São os exemplos estamos esperimentando a cada dia, em nossas cidades......crimes, mortes, bebedeiras, drogas etc... Parabéns seus Assis pelo seus 74 de vida. Pena que pessoas iguais o Senhor estão se tornando raras...
 
elvys lins em 23/07/2012 09:34:19
Parabens ao Seo Assis, meu cliente fiel, como ele há muitos que vivem de engraxar e consertar calçados, uma profissão quase extinta mas de muita honra pra os que exercem.
 
RUI "UNIVERSO DO SAPATEIRO" em 23/07/2012 03:39:32
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.