A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

25/01/2013 10:00

Associação ajuda novos empreendedores virtuais a vingar ideias na internet

Elverson Cardozo
Página da Startup de Mato Grosso do Sul. (Foto: Reprodução/Internet)Página da Startup de Mato Grosso do Sul. (Foto: Reprodução/Internet)

Em seus momentos de ócio criativo, você já teve alguma ideia empreendedora mirabolante que podia ser posta em prática, na internet, mas deixou o plano para trás por não saber como começar?

Veja Mais
Namoro Fake, o site que "aluga namoradas", foi criado em Campo Grande
Oficina oferece de graça curso básico sobre veículos para mulheres

O medo de entrar numa fria e de perder o que investiu são os principais obstáculos na hora de começar um negócio. Por outro lado, planejar e ter consciência dos riscos são as orientações mais comuns dadas por especialistas. A “regra” também vale para quem quer se aventurar na internet.

A dica do Lado B para quem sempre está pensando no sucesso e em como lucrar na rede, é associar-se à Startup em Mato Grosso do Sul. Trata-se de uma associação sem fins-lucrativos que apóia e defende os interesses de empreendedores digitais e o fomento de novos negócios, considerados inovadores.

A entidade, fundada em 2011, atua de forma conjunta com empresas de tecnologia e aproxima profissionais por meio de palestras, indicações, workshops ou outros encontros do gênero.

Presente em 6 municípios do Estado, a associação possui cerca de 250 membros cadastrados. Um deles é o empresário Flávio Estevam, que encontrou o sucesso depois que seu site, o Namoro Fake, “bombou” na web.

Outro exemplo é Infosan, uma plataforma para monitoramento de dados ambientais e de energia pela web. O responsável pelo site é de Campo Grande. Em março, o projeto será apresentando na Alemanha.

Circuito Empreendedor na Unaes. (Foto: Nathalia Paes/Badalados.com.br)Circuito Empreendedor na Unaes. (Foto: Nathalia Paes/Badalados.com.br)

Sucesso entre os médicos e enfermeiros e com cerca de 3 mil cooperados cadastrados em São Paulo, o Pega Plantão, portal voltado a troca de plantões entre profissionais da área da saúde, também foi desenvolvido aqui. O responsável é associado da Startup em MS.

O presidente da entidade no Estado é um administrador. No cargo desde agosto de 2011, Guilherme Junqueira, de 24 anos, conta que fundou a associação com dois amigos, depois de verificar que no Estado não havia uma entidade específica para esse tipo de empreendedor.

No início, a maioria, segundo Guilherme, busca ajuda em organizações como o Sesc e o Senac, mas as instituições, na visão dele, trata todos como “empreendedores comuns” e na internet o negócio é diferente.

Os associados da Startup não precisam ser, necessariamente, formados na área de TI (Tecnologia da Informação). Basta ter idéias criativas, o que muitos profissionais gabaritados, com diploma na mão, não têm.

Na associação, disse, há administradores, turismólogos, empresários e vários outros profissionais. Não é, na avaliação dele, a formação que define um grande empreendedor.

Sendo cadastrado e pagando uma taxa mensal de R$ 30,00, o conveniado passa a receber orientações da associação que atende os iniciantes, intermediários e avançados.

Preidente da Startup em MS, Guilherme Junqueira. (Foto: João Garrigó) Preidente da Startup em MS, Guilherme Junqueira. (Foto: João Garrigó)

É comum alguém ter uma boa idéia, mas não saber como executar, para que lado ir ou não ter capital para investir. O papel da associação, que representa MS a nível nacional, além da orientação, é ajudar a encontrar investidores, a visualizar a melhor forma de implantar o negócio, a compor a “network”, a rede de contatos profissionais do empreendedor.

Mas não adianta ir com muita sede ao pote. Para quem pretende entrar na “onda” dos startups é bom entender como funciona o negócio. Starup não é só o nome das associações espalhadas pelo Brasil. É o conceito.

O que é Startup? - No site do Governo Federal, que apóia a iniciativa e, inclusive, anunciou – em 2012 - um plano voltado ao setor, a explicação é simples.

O conceito tem origem nos EUA. Startup significa “empresas de pequeno porte, recém-criadas ou ainda em fase de constituição, com atividades ligadas à pesquisa e desenvolvimento, cujos custos de manutenção sejam baixos e ofereçam a possibilidade de rápida e consistente geração de lucros”.

Na base tecnológica, as startups são mais comuns. Há negócios inovadores, diferenciados que, assim como o Namoro Fake, criado em Campo Grande, cresceram em curto espaço de tempo.

Apple, Flickr e até a gigante Google são exemplos de sucesso mundial. O Buscapé, o Peixe Urbano e outros sites de compra coletiva seguem a mesma linha.

Os empreendedores geralmente são jovens, com perfil arrojado. A média é 25 anos. As startups são consideradas empreendimentos de alto risco. “Temos gente faturando 0 e gente faturando 15 mil por mês”, revelou o presidente da instituição em Mato Grosso do Sul, Guilherme.

Mas, calma. Sua idéia pode parecer brilhante. Para você. Não para quem vai usufruir do serviço. Acontece.

Serviço – A Startup MS fica na rua Dom Aquino, 542, sala 2. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail coordenação@startupms.com ou no site http://www.startupms.com.br/




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.