A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017

27/10/2014 06:52

Brechó na Avenida Hiroshima tem sapatos de marca por R$ 50 e jeans por R$ 20

Aline Araújo
Thailla realiza o sonho de ter o próprio negócio. (Foto: Marcelo Calazans)Thailla realiza o sonho de ter o próprio negócio. (Foto: Marcelo Calazans)

O ambiente é bem clean. No fundo, um tecido azul com estampa étnica dá o toque especial. As araras e as prateleiras são bem organizadas, para ficar fácil encontrar o que a gente procura. Assim é o “Aleda Brechó e Bazar”, inaugurado há uma semana em Campo Grande, na avenida Hiroshima.

Veja Mais
Espaço de eventos inaugura com curso de gastronomia para crianças
Escola se destaca com educação baseada no carinho com os alunos

Depois de consumir muita roupa em brechós da cidade, Thailla Torres, de 21 anos, decidiu ganhar dinheiro ajudando outras pessoas a encontrarem peças bacanas, por um preço menor. “É uma maneira das pessoas renovarem o guarda-roupas gastando pouco. Mas apesar das coisas já terem mudado ainda existe muito preconceito”, comenta.

Para quebrar essa barreira o “Aleda”, que significa alegrar, vai no caminho inverso aos dos locais de venda de usados, como os que funcionam nas redondezas da antiga rodoviária de Campo Grande. Segue o caminho de outros concorrentes, como o Brecharia e o Doka Brechó Vintage, que são mais elaborados, com um conceito cultural e para fazer da troca das peças que estão abandonadas um estilo de vida mais sustentável.

Sapatos por R$ 30,00 e R$ 50,00.Sapatos por R$ 30,00 e R$ 50,00.
No lugar, tudo é muito bem organizado.No lugar, tudo é muito bem organizado.

No brechó, é possível encontrar roupas e acessórios diferentes dos encontrados em lojas tradicionais, além de artigos que de primeira mão sairiam muito mais caros. Por ali dá para comprar até sapato da marca Shutz por R$ 50,00, por exemplo.

Mas não tem essa regra de só ter roupa de marca. A proprietária quer reunir peças para agradar todo mundo, desde vestidos de festa e ternos masculinos, a calças jeans por R$ 20,00.

Na lista de acessórios, há brincos usados, mas que parecem novinhos, além de lenços, bolsas e cintos. Tudo é higienizado antes de ir para as araras

Estudante de Jornalismo, Thailla sempre gostou de moda e sempre quis empreender. A oportunidade surgiu agora e ela resolveu embarcar. Arrumou a loja toda com carinho, cuidou de cada detalhe para atender bem as clientes. “A gente tá começando do zero e abrimos meio no susto. Estou encarando como um aprendizado”, comentou, encantada com o novo empreendimento.

Outra diferença, em relação às lojas de rua convencionais, é que o brechó ficará aberto até às 20 horas, na Rua Hiroshima, número 1578, Carandá Bosque III.

Acessórios com cara de novo também são vendidos. (Foto: Divulgação)Acessórios com cara de novo também são vendidos. (Foto: Divulgação)
Tênis e sapatilhas à venda no brechó. (Foto: divulgação)Tênis e sapatilhas à venda no brechó. (Foto: divulgação)
Macacão por R$ 45,00, tamanho G. (Foto: Divulgação)Macacão por R$ 45,00, tamanho G. (Foto: Divulgação)
Vestido por R$ 45,00, tamanho M, carteira por R$ 20,00 e sapato por R$ 20,00. (Foto: Divulgação)Vestido por R$ 45,00, tamanho M, carteira por R$ 20,00 e sapato por R$ 20,00. (Foto: Divulgação)



Parabéns Thailla e sucesso pra vc!!!
 
Vania em 03/11/2014 07:46:36
imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.