A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

06/12/2013 06:49

Brechós têm vestidos sofisticados para salvar as festas de fim de ano

Anny Malagolini
(Foto: Marcos Ermínio)(Foto: Marcos Ermínio)

Dezembro normalmente é o mês que a agenda da mulherada é mais cheia, desde formaturas, confraternizações, à festas de Natal e Ano Novo. Para não repetir a roupa, os brechós de Campo Grande mostram que é possível se vestir bem com o que já foi usado. E mesmo as peças ainda com a etiqueta a cliente pode levar pagando pouco.

Veja Mais
Para quem só toma Sidra, sommelier apresenta espumante bom e barato
Loja reinaugura com liquidação de jeans por 39,90

A “Doka Brechó” tem um acervo incontável de roupas para festas, desde ocasiões mais simples, às noites de gala, do tipo "formatura de Medicina".

O vestido em paetê verde e dourado, veste o manequim 40, e custa R$ 130,00, o que poderia custar o dobro em uma loja convencional.

O coral foi eleito como uma das cores da próxima estação, e no brechó um modelo curto com detalhes em pedras no colo, custa R$ 100,00, também para o manequim 40, mas que aceita ajustes.

Para uma festa mais elegante, o vestido azul número 42, com detalhes, sai por R$ 79,00. O vermelho em seda, com um laço nas costas, custa R$ 70,00. 

E além de escolher a peça principal, ainda é possível levar um brinco, o par de sapatos e até a bolsa, se a clinete tiver sorte e paciência para garimpar.

Na “Brecharia”, um vestido branco com detalhes em pedraria, no tamanho P, está pronto para o Reveillon. O preço é bom, sai por R$ 116,00, com um detalhe, é assinado pela estilista Juliana Jabour.

Outro modelo que cai bem na virada do ano é um tomara-que-caia, com detalhes em dourado – para atrair riqueza, no manequim 38. Da marca “Shop 126” custa R$71,25.

As compras podem ser parceladas em comprar acima de R$100,00. O brechó fica na rua Vitório Zeola, no bairro Carandá Bosque e abre de segunda a sexta-feira, das 9 às 19 horas.

Já a Doka funciona de segunda a sábado, em horário comercial, na rua Abrão Julio Rahe, 405. As roupas podem ser divididas no cartão de crédito em até seis vezes e sem juros.

 

 

Vestido em seda por R$70,00 (Foto: Marcos Ermínio)Vestido em seda por R$70,00 (Foto: Marcos Ermínio)
Ainda com etiqueta, vestido custa R$100,00 (Foto: Marcos Ermínio)Ainda com etiqueta, vestido custa R$100,00 (Foto: Marcos Ermínio)
Vestido da grife Marcelo Quadros, mas simples, custa R$ 90,00 (Foto: Marcos Ermínio)Vestido da grife "Marcelo Quadros", mas simples, custa R$ 90,00 (Foto: Marcos Ermínio)
Vestido azul com renda custa R$ 70,00 na Doka (Foto: Marcos Ermínio)Vestido azul com renda custa R$ 70,00 na "Doka" (Foto: Marcos Ermínio)
Vestido da Juliana Jabour por R$116,00 (Foto: Marcos Erminio)Vestido da Juliana Jabour por R$116,00 (Foto: Marcos Erminio)



Adorei a matéria do brechó!!!
Tem que divulgar mesmo o trabalho dos pequenos comerciantes.
ótimo ideia Campo Grande News!!
 
Cassia bernuncio em 07/12/2013 08:59:29
no brechó da dona Ré vc encontra muita roupas de marca com um preço otimo e a qualidade melhor ainda e só ter vontade de procurar vai achar peças não somente para festas mas para seu dia a dia
 
celia pedroso em 06/12/2013 18:16:35
Local onde vende vestidos de festa é na Dona Rê na Av. Julio de Castilho, ao lado da antiga Microlins. O local é simples, mas a qualidade é fantástica, basta ter paciência. As roupas de festa são do Rio de Janeiro.
 
Bruna Silva em 06/12/2013 17:37:56
Bela matéria. Parabéns para o Campo Grande News.
Tem que divulgar o trabalho dos pequenos comerciantes também.
Só não sei se as "madames" terão coragem de comprar roupas dos brechós.
Elas tem medo de estar no brechó, e passar uma amiga.
Ai meu Deus, mas que vergonha!, a Esmeralda me viu no brechó.
Mas isto é perfeitamente normal, além de ser muito econômico.
Em São Paulo existem brechós e lojas de aluguel, que compram fraques, vestidos longos, ternos, bolsas, cintos e calçados, de pessoas famosas que faleceram.
Para a família do falecido, é até um alívio poder vender seus pertencentes.
As peças são passadas por uma triagem, e um trato legal, depois vão para as vitrines.
Tem muita gente participando de festa chique, e dançando em baile de gala, com artigos de pessoas falecidas.
 
VALDIR VILLA NOVA em 06/12/2013 14:46:13
Rua Vitório Zeola, no bairro Carandá Bosque... Mas qual é o número?
Obrigada!
 
TÂNIA SOUZA em 06/12/2013 14:23:17
vestidos lindos ! tem manequim pequeno ?!
 
Carla Daniela em 06/12/2013 13:43:09
Acredito que a Solange ira ficar linda........um beijo
 
luiz lima em 06/12/2013 10:02:24
Ótima idéia!
Pena que só tem manequim pequeno e médio.
Será que consigo garimpar tamanho plus?
 
solange farrel em 06/12/2013 09:24:54
ótima idéia
 
angelica miranda em 06/12/2013 08:19:42
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.