A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

18/04/2016 06:15

Com cerimônia romântica, Paula teve casamento dos sonhos preparado pelo marido

Thailla Torres
Ele pensou e repensou em cada detalhe, para que  momento do sim pudesse ser incrível. (Foto: Lusival Junior)Ele pensou e repensou em cada detalhe, para que momento do sim pudesse ser incrível. (Foto: Lusival Junior)

Já eram 10 anos juntos. Então, Paula e Rogério decidiram reforçar a união com o tão sonhado casamento. E para que o grande momento pudesse ser incrível, foi ele quem tomou conta de tudo e organizou uma cerimônia sem deixar nada a desejar para qualquer noiva.

Veja Mais
Referência em Medicina, cursinho abre inscrições para bolsas de até 100%
Buffet que virou grife tem clima de campo em plena Chácara Cachoeira

Sem falsa modéstia, Rogério garante que conseguiu realizar todos os desejos de Paula. Foram 10 meses entre o pedido de casamento e o grande dia. Do convite, ao local. fotografia, e a trilha sonora, Rogério Brasiliense, de 36 anos, comandou todos os momentos de preparação.

Eles se conheceram há 20 anos, quando Rogério morava em Macapá. Paula, hoje também com 36 anos, era filha de militar e na época mudou-se para a mesma cidade. Estudaram juntos, tinham afinidades e interesses em comum pelos estudos, ficaram amigos e logo depois veio a paquera.

Mas no ano seguinte, Rogério foi para outra cidade para se dedicar aos estudos, o que fez com que ficassem 10 anos sem saber um do outro.

Em uma cerimônia encantadora, o casal disse sim na presença de amigos e familiares. (Foto: Lusival Junior) Em uma cerimônia encantadora, o casal disse sim na presença de amigos e familiares. (Foto: Lusival Junior)
O filho Leonardo, de 8 anos, não conteve a emoção. (Foto: Lusival Junior) O filho Leonardo, de 8 anos, não conteve a emoção. (Foto: Lusival Junior)

Passados os anos, Paula encontrou o perfil de Rogério no Orkut. Em menos de um mês, ele estava de volta, começaram a namorar e há 10 anos o amor é a rotina mais intensa na vida do casal, agora vivendo em Campo Grande.

Após um ano de relacionamento, ela engravidou e sempre dizia do sonho de se casar. “Antigamente ela cobrava e falava de casamento, eu brincava dizendo que quando a gente completasse dez anos juntos, a gente casaria. Mas com o passar do tempo, ela parou de falar do assunto”, explica o marido.

Mas antes que o casamento fosse esquecido, quem nunca deixou o sonho acabar foi Rogério. Ele se empenhou em fazer com até o pedido fosse único e incrível para os dois. Sem que ela desconfiasse, organizou uma viagem para Nova York. “Ele planejou e disse que iria somente nós dois. Mas eu estava pensando em uma coisa mais simples, mas ele comprou a viagem, preparou a surpresa e me pediu em casamento”, lembra Paula.

No dia da cerimônia, a emoção e a felicidade tomou conta. (Foto: Lusival Junior) No dia da cerimônia, a emoção e a felicidade tomou conta. (Foto: Lusival Junior)

Como em 2015 eles completariam 10 anos de relação, havia um significado muito maior para que a cerimônia fosse realizada até o fim do ano. Por isso, diferente de outras festas, o casal teve um tempo curto para organizar todo o evento e a partir daí começaram os preparativos.

“Isso também criou a necessidade de companheirismo para que tudo se resolvesse, para preparar tudo e fazer uma coisa bacana. Afinal, esperamos por tanto tempo este momento que queríamos algo marcante e especial” explica Rogério.

No decorrer do processo, é claro, eles encontraram muito mais noivas a frente, do que noivos. “Ele participou ativamente de tudo, desde o começo. Quando íamos às feiras de casamento, percebíamos que a presença maior era de noivas”, conta a esposa.

Mas lá estava ele, em cada canto, organizando e escolhendo com Paula cada necessidade para tornar o dia especial. “A gente nem sabia que existia essas feiras aqui em Campo Grande, então uma vez que ficamos na condição de noivos, comecei a descobrir onde fornecedores se reuniam. Porque para um evento como esse, acho que é muito importante a participação dos dois”, esclarece Rogério.

A decoração delicada, deixou o ambiente aconchegante para selar a união do casal. (Foto: Lusival Junior)A decoração delicada, deixou o ambiente aconchegante para selar a união do casal. (Foto: Lusival Junior)
O convite feito por Rogério mostra a trajetória do casal, até chegar no grande dia. (Foto: Paula Fernanda) O convite feito por Rogério mostra a trajetória do casal, até chegar no grande dia. (Foto: Paula Fernanda)

Quando decidiram fazer os convites, nenhuma gráfica conseguiu chegar perto dos sonhos que o casal havia proposto. E foi o noivo que produziu o próprio convite, relatando brevemente a história de amor dos dois. “O convite tem um pouquinho da nossa história, com quadros de momentos diferentes que refletiram o que passamos juntos até chegar ao nosso momento de renovação”, diz ele.

Mas seguindo a tradição, o vestido de noiva foi a surpresa que Rogério não pode participar. A mãe de Paula costurou para filha. “Minha mãe fez meu vestido de primeira comunhão, 15 anos e formatura. Então, não tive dúvidas que seria ela que ia fazer o vestido de noiva. E aí ela aceitou o desafio, ficou lindo, e no fim, ela ficou muito feliz em fazer e eu também”.

E no dia 6 de dezembro de 2015 chegou o grande dia. Durante a manhã nublada, e com previsão de chuva, a tensão tomou conta. Mas até o tempo conspirou a favor deles. Em um fim de tarde, a cerimônia foi encantadora. “Queríamos algo familiar, que pudéssemos receber os amigos e nossos familiares”, conta Paula.

Entre os convidados, o filho emocionado foi o presente especial dos noivos naquele dia.

Emocionada, Paula entra com a mãe na cerimônia. (Foto: Lusival Junior)Emocionada, Paula entra com a mãe na cerimônia. (Foto: Lusival Junior)
E o tão esperado sim veio trasbordado de felicidade. (Foto: Lusival Junior) E o tão esperado sim veio trasbordado de felicidade. (Foto: Lusival Junior)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.