A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

21/06/2016 07:00

Com produtos a partir de R$ 1,30, sacaria já é sucesso há 23 anos

Informe Publicitário
Paulo começou com 26 na venda de panos de chão e de prato. (Foto: Fernando Antunes)Paulo começou com 26 na venda de panos de chão e de prato. (Foto: Fernando Antunes)

O negócio que começou com uma portinha, hoje está quatro vezes maior na Rua 26 de Agosto, em Campo Grande. Cresceu como poucos e ganhou o interior do Estado, graças à dedicação do filho que aprendeu com a mãe a oferecer tudo o que a dona de casa precisa.

Na Sacaria Beira Rio, Paulo Roberto Davalo vende de tudo um pouco, da flanela por R$ 1,30, até as redes nordestinas, por R$ 290. É uma infinidade de encher os olhos, para quem busca algo pronto, ou quer ganhar dinheiro produzindo artesanato. A clientela é antiga e vem de todos os bairros de Campo Grande, com loja sempre cheia, de segunda a sábado.

O homem que começou a vida comercializando açúcar, de repente descobriu que o lucro era maior vendendo a embalagem, não o produto. “Vi que ganhava mais com o saco, do que com o açúcar. Daí montei a loja. Mesmo assim, por muito tempo, vendi panos de chão de porta em porta”, conta.

Toalhas de mesa com barrado de chita, super rústicas e lindas. (Foto: Fernando Antunes)Toalhas de mesa com barrado de chita, super rústicas e lindas. (Foto: Fernando Antunes)
O negócio que começou com uma portinha, hoje está quatro vezes maior na Rua 26 de Agosto. (Foto Divulgação)O negócio que começou com uma portinha, hoje está quatro vezes maior na Rua 26 de Agosto. (Foto Divulgação)

Agora, o filho de dona Izabel tem lojas até em Aquidauana e Ponta Porã, além de 2 pontos na Capital, inclusive, no Mercadão Municipal.

Paulo mantém uma lista de fornecedores pelo Brasil que garantem a reposição de itens de qualidade e preço baixo. E assim, já são 23 anos entre as pilhas de panos, toalhas de mesa, de rosto, aventais, tapetes e muita coisa que hoje em dia é complicado de achar por aí.

Na Sacaria, as prateleiras exibem, por exemplo, coadores de pano de todos os tamanhos, para empresas ou família. Também há conjuntos completos de banheiro ou para cozinha, do famoso puxa-saco que guarda sacolinhas plásticas, até o forro para botijão de gás. Tem avental, toquinha para cabelo, saco para lavar roupas delicadas na máquina e algumas raridades, como uma coleção de toalhas para piquenique e até toalha para um carteado com os amigos.

São mais de 200 tipos de peças, lisas, com bordados, básicas, ou super artesanais. De algodão, renda, com textura felpuda... A organização do espaço permite visualizar muito bem tudo que a Sacaria Beira Rio oferece. Só de pano de chão, há 8 tipos, do xadrez ao alvejado, de tamanho normal ao big de 65X90, com valores entre R$ 2,00 e R$ 4,95.

E quem chega pensando que são apenas produtos populares à venda, se encanta com peças incríveis e de preço bem menor que os cobrados em lojas de decoração da cidade.

As passadeiras de trançado rústico, vindas de Minas Gerais, custam, no máximo R$ 49,90, enquanto não saem por menos de R$ 100,00 em lojas granfinas. Há lençol de malha, de fio penteado, do solteiro ao tamanho king. “E a gente também faz desconto, aqui pode pechinchar”, avisa Paulo.

E para ninguém sair com a sacola vazia, com R$ 10,00 dá para fazer a festa. A loja sempre tem promoções. Agora, por exemplo, o pano de prato sai por R$ 1,85, o de chão custa a partir de R$ 2,00 e a toalha de rosto de todas as cores sai por R$ 2,95.

Para o conforto dos clientes, Paulo ampliou ainda mais as instalações e abriu estacionamento próprio. E para quem não mora em Campo Grande, encomendas podem ser feitas pelo telefone 3321 5379 ou e-mail, disponível no site da loja. As peças são entregues pelos Correios ou transportadora. 

A Sacaria Beira Rio funciona de segunda a sexta, de 7h40 às 18h e aos sábados de 8h às 13h30.

Os 2 pontos em Campo Grande ficam na Rua 26 de Agosto, 229 e banca 124 do Mercadão Municipal.

Loja tem 200 tipos de produtos à venda. (Foto: Fernando Antunes)Loja tem 200 tipos de produtos à venda. (Foto: Fernando Antunes)
Paulo diz que aprendeu tudo com a mãe, dona Izabel. (Foto: Fernando Antunes)Paulo diz que aprendeu tudo com a mãe, dona Izabel. (Foto: Fernando Antunes)
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.