A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

07/09/2016 07:10

Depois que Clara nasceu, família se uniu e criou marca de roupas infantis

Naiane Mesquita
Mariana, Marily, Roberta e a pequena Clara (Foto: Fernando Antunes)Mariana, Marily, Roberta e a pequena Clara (Foto: Fernando Antunes)

Clara é toda delicada. Com apenas um aninho de idade, ela se intimida ao encontrar estranhos, mas abre um sorrisão ao ver a tia e madrinha Mariana Monge. Foi esse jeitinho encantador que inspirou toda a família a criar uma marca de roupa infantil que levasse não só o nome da garotinha, mas a forma como ela vê o mundo, leve e sem frescura.

Veja Mais
Oficina oferece de graça curso básico sobre veículos para mulheres
Escola para crianças de até 6 anos não vai fechar nem nas férias

O desejo de ter um negócio próprio vem de tempos na família, que já fez artesanato e ainda produz biscoitinhos doces para a venda. Mas, só quando a mãe de Clara, Roberta Lopes, 34 anos, precisou retornar da licença maternidade é que a história ficou mais séria. “Era muito difícil ter que deixar minha filha. Ela tinha quatro meses e eu queria ficar o tempo todo com ela. Então comecei a ver formas de fazer isso. Primeiro achei um curso de bonecas de pano, mas era o dia todo, não tinha como fazer”, conta Roberta.

Garota propaganda é boneca de pano.Garota propaganda é boneca de pano.

O jeito foi mandar a mãe, Marily Lopes, 54 anos, para a oficina de bonecas de pano. Como a matriarca aprendeu desde cedo os ofícios da costura e sempre trabalhou com confecção de roupas femininas, Roberta achou que ela se daria bem no curso. “Eu adorei, comecei a fazer várias, sob encomenda, durante o Natal, o aniversário da Clara de um ano foi todo com bonecas de pano. Um sucesso”, explica Marily.

Apesar dos pedidos, as duas ainda não tinham certeza se esse era o caminho que queriam seguir, até que decidiram enviar uma boneca de presente para Mariana, que morava no Rio de Janeiro e ativaram toda a sua criatividade. “Morei dois anos fora, um ano e meio em Belo Horizonte, Minas Gerais e seis meses no Rio de Janeiro. No Rio, eu não consegui me adaptar. Sentia muita falta de casa. Como nós tínhamos a Clara, eu sempre procurava roupas para ela em BH e depois no Rio. Lá eu encontrei coisas muito diferentes, vestidos mais simples, leves, soltinhos e isso me inspirou”, acredita Mariana, 30 anos.

Como o clima carioca é no estilo Rio 40º graus, as três acharam que o estilo combinaria perfeitamente com o calor tropical de Campo Grande. Decidiram comprar alguns tecidos lá mesmo e iniciar a confecção. “Usamos viscose, de uma qualidade ótima, do Rio de Janeiro. As estampas são bem coloridas. Inclusive estamos conversando com fornecedores para manter esse padrão. Serão vários modelos, de frente única, alça e nos tamanhos de 1 a 3 anos, por enquanto”, frisa Marily.

Os vestidos são leves e estampados (Foto: Fernando Antunes)Os vestidos são leves e estampados (Foto: Fernando Antunes)

Mariana é formada em Jornalismo, trabalha há anos na área, mas viu na Srta. Clara uma forma de ficar mais próxima da família, um desejo compartilhado pela irmã e a mãe. “Para mim tem sido um sonho ter minhas filhas juntinhas e ainda com a minha neta. Ela sempre fica por aqui, no quarto da costura, adora brincar. Tem sido algo que eu nunca imaginei que aconteceria”, acredita Marily.

Por enquanto, Roberta, que é administradora, ainda concilia os dois empregos. E quando dá, todo mundo ajuda no ofício. “Eu corto, minha irmã fecha e minha mãe faz o acabamento. Ela está nos ensinando a costurar. É algo que está passando de mãe para filha e quem sabe neta”, diz Mariana.

De garota propaganda ainda tem a mascote, Srta. Clara, uma boneca de pano que sai em quase todas as fotos. “Eu ganhei da minha mãe quando morava no Rio, de certa forma foi uma das minhas inspirações. Continuamos com as bonecas e ainda estamos pensando em como unir as duas coisas na marca”, aponta Mariana.

O preço das peças varia de R$ 100,00 a R$ 120,00. Informações sobre a marca pelo perfil no Facebook ou no Instagram. O telefone de contato é (67) 99922-7535. 

Mariana e Roberta encontraram nas roupas uma parceira ainda maior (Foto: Fernando Antunes)Mariana e Roberta encontraram nas roupas uma parceira ainda maior (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.