A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

18/02/2016 06:45

Dos sapatos ao vestido de noiva, brechó tem peças de grife por até R$ 190,00

Adriano Fernandes
Na Arthur Jorge, empresária criou brechó de roupas de grife que custam no máximo R$ 190,00. (Foto: Fernando Antunes)Na Arthur Jorge, empresária criou brechó de roupas de grife que custam no máximo R$ 190,00. (Foto: Fernando Antunes)

Dos sapatos ao vestido de noiva, um brechó na Rua Arthur Jorge se propõe a provar que é possível sim encontrar peças bacanas com preço melhor ainda. De fachada simples, mas delicada, a ideia de inaugurar o negócio foi de uma protética que decidiu começar do zero, vendendo marcas de luxo custando bem abaixo da média.

Veja Mais
Referência em Medicina, cursinho abre inscrições para bolsas de até 100%
Buffet que virou grife tem clima de campo em plena Chácara Cachoeira

Fernando deixou a profissão de protética, depois de 16 anos para se dedicar a vida comerciante em brechó. (Foto: Fernando Antunes)Fernando deixou a profissão de protética, depois de 16 anos para se dedicar a vida comerciante em brechó. (Foto: Fernando Antunes)

A hoje empresaria Fernanda Rezende Nemir, conta que investir no negócio foi a saída depois de deixar a profissão, a qual ela se dedicou por 16 anos de sua vida.

“Depois de todo esse tempo trabalhando com próteses dentárias, eu desenvolvi uma alergia causada justamente pelos produtos que eu manuseava como protética”, ela recorda.

Só depois de dois anos pesquisando um tratamento, que foi constatado o diagnóstico que pôs fim a antiga carreira. Como ficar sem trabalhar não era uma opção, ela decidiu se dedicar a outra paixão: a moda.

No endereço que já era seu e um dia foi até joalheria, ela decidiu investir no “Bendito brechó, Bendita costura”. Como ela não tinha experiência alguma na área empresarial, Fernanda conta que buscou especialização nos cursos do Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Mato Grosso do Sul).

Dos brechós que ela conheceu em suas viagens para o exterior e São Paulo, ela conta que tirou a inspiração para criar o próprio.

O vestido de noiva Gleide Flores custa R$ 1,000,00. (Foto: Fernando Antunes)O vestido de noiva Gleide Flores custa R$ 1,000,00. (Foto: Fernando Antunes)
Os sapatos Arezzo ou Schultz custam R$ 40,00. (Foto: Fernando Antunes)Os sapatos Arezzo ou Schultz custam R$ 40,00. (Foto: Fernando Antunes)

“Eu deixei meu consultório em Agosto do ano passado e parei para pensar no que eu poderia investir. Como o endereço já era meu e tinha acabado de ser dispensado pelo antigo locatário, eu decidi abrir nele um outro comércio”, comenta.

A paixão pela metrópole paulistana é tanta que serviu até de referência na decoração do brechó. Mas na sala Oscar Freire, que leva o nome de uma das ruas com o comércio mais caro de São Paulo, o diferente é justamente o preço baixo.

Fernanda garante que dentre todas as peças originais que tem disponível na loja, desde os cintos e os sapatos Arezzo ou até os vestidos Armani, o valor das peças não passam de R$ 190,00. A não ser pelo vestido de noiva, a venda por apenas R$ 1,000,00 na sala que leva o nome da Rua Augusta.

A carteira com cores que remetem ao estilo Frida Kahlo de se vestir, custa R$ 89,00. (Foto: Fernando Antunes)A carteira com cores que remetem ao estilo Frida Kahlo de se vestir, custa R$ 89,00. (Foto: Fernando Antunes)
Os shorts femininos Nike custam em média R$ 25,00. (Foto: Fernando Antunes)Os shorts femininos Nike custam em média R$ 25,00. (Foto: Fernando Antunes)

O segredo do preço baixo ela explica que é um misto de bom gosto com oportunidade. Os fornecedores do brechó são desde os lojistas de algumas marcas de Campo Grande, que oferecem as peças de alguma coleção que saiu de vitrine ou até roupas de luxo, usadas. 

“É claro que eu tomo todo cuidado na hora de selecionar e também faço questão de que sejam apenas roupas de marca. Não aceito roupas que sejam replicas de originais ou que tenham algum defeito. Já cheguei a comprar até 300 peças de uma cliente só. Muitas delas, nem sequer tinham sido usadas”, ela diz.

Dentre as marcas que ela vende no “Bendito brechó, Bendita costura” tem de grifes nacionais até internacionais. Os vestidos de festa Animale e Divina Pele, por exemplo, custam em média R$ 80,00.

Calças femininas das grifes Le Lis Blanc, M.Officer ou camisetas da Hering, também são facilmente encontradas por R$ 35,00. Shorts ou saias de marcas como Nike, Bobstore, Farm e Tommy Hilfiger também tem preços que variam de R$ 25,00 até R$ 35,00.

As opções de sapatos também chamam a atenção pelo preço baixo. Na coleção que tem opções de marcas como Arezzo e Schutz, os valores não excedem R$ 40,00.

O “Bendito brechó, Bendita costura” fica na Rua Arthur Jorge, 1486. O atendimento é de terça até sexta-feira, das 09h30 até 12h e das 14h até 18h. O local aceita cartões.

Curta a página do Lado B no Facebook. 

 

O “Bendito brechó, Bendita costura” fica na Rua Arthur Jorge, 1486. (Foto: Fernando Antunes)O “Bendito brechó, Bendita costura” fica na Rua Arthur Jorge, 1486. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.