A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

30/04/2015 06:12

Em casamento na Irlanda, avô leva tataraneta de Bernardo Baís ao altar

Paula Maciulevicius
Lila Carla e o avô, Bernardo Baís. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Lila Carla e o avô, Bernardo Baís. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Imagem do jornal onde a reportagem do casamento cita Campo Grande e a Morada dos Baís.Imagem do jornal onde a reportagem do casamento cita Campo Grande e a Morada dos Baís.

Numa cerimônia carregada de emoção, a tataraneta de Bernardo Franco Baís se casou na Irlanda no último dia 15 de abril. Levada pelo avô, Bernardo Baís Neto, de 85 anos, ao altar, o casamento de Lila Carla Baís virou matéria em jornal irlandês, que cita Campo Grande e a Morada dos Baís.

Veja Mais
De super-herói a câmera analógica, presentes para nerds estão em alta
Oficina oferece de graça curso básico sobre veículos para mulheres

Lila Carla é jornalista, tem 36 anos, de família campo-grandense, foi para a Irlanda aperfeiçoar o inglês em 2006. A ideia de ficar apenas seis meses se estendeu e já são quase 10 anos no País. Moradora do Condado de Wicklow, no litoral sudeste, a 50 quilômetros de Dublin, ela não imaginava, quando começou a planejar o casamento, que receberia um "beijo" vindo do Brasil. Os avós, Lila de 87 e Bernardo de 85 anos, foram pela primeira vez para a casa da neta, com todos os problemas de saúde e as 14h de voo.

"Não esperava que meus avós viessem, quando eles comunicaram que fariam a viagem, três meses antes da data marcada, eu fiquei extremamente feliz", descreve.

Avô quem levou neta até o altar. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Avô quem levou neta até o altar. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
A notícia de que o avô iria ao casamento, aoos 85 anos, chegou como surpresa. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)A notícia de que o avô iria ao casamento, aoos 85 anos, chegou como surpresa. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Cerimônia foi realizada em hotel, na Irlanda. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Cerimônia foi realizada em hotel, na Irlanda. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)

O voo saindo de São Paulo até Dublin, com conexão em Amsterdam dura mais de 14h. O casal Baís já havia viajado antes para o exterior, mas décadas atrás, quando eram bem mais novos.

Na Irlanda, a noiva explica que ser por um país muito conservador e católico, a cerimônia civil é feita num local escolhido pelo cerimonial regional, no caso o Royal Hotel. Lila Carla é divorciada, mas levando em conta a história de vida e a união com Tony, a Igreja Católica reconheceu e aprovou o casamento, na condição de que, num futuro próximo, eles se casem também na igreja.

A cerimônia onde Lila disse "sim" para o irlandês Tony Burke, foi intimista e charmosa. De dia, como todos os casamentos irlandeses, a decoração vitoriana ressaltou as belezas do hotel, a Mansão Vitoriana, onde a recepção dos noivos aos convidados foi realizada.

O casamento seguiu todo 'protocolo', o único detalhe à parte foi a entrada com o avô. "Ao invés de entrar com meu pai, perguntei se ele se importava de eu entrar com meu avô. Contei a ele um dia antes, ele ficou muito feliz em homenageá-lo e meu avô se sentiu muito honrado com o pedido. Não teve um convidado que não chorasse durante a cerimônia. Foi muito especial para todos os presentes mesmo", descreve Lila.

Na sessão de fotos já na Mansão Vitoriana. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Na sessão de fotos já na Mansão Vitoriana. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Detalhes do vestido e buquê. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Detalhes do vestido e buquê. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
(Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)(Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)

Ao som de harpa e flauta, ao vivo, representando a típica música irlandesa, Lila entrou com o avô até o altar, onde estava o padre John Moses, junto com a autoridade regional "Mrs." Mary Conroy para realizar o casamento.

Como se vê nos filmes, as quatro madrinhas escolhidas por Lila estavam de vestidos iguais, junto delas, duas daminhas também entraram. Diferente do que se vê nos casamentos aqui, os homens e as mulheres, padrinhos e madrinhas, entram separados. Eles, já estão à espera delas no altar.

"Lucas, meu filho, foi o responsável por levar as alianças. E as nossas promessas, um ao outro, foram bem pessoais também", explica Lila.

O filho Lucas tem 6 anos, nascido na Irlanda, pouco fala português, mas desfrutou dos 15 dias junto aos avós campo-grandenses. O menino conheceu Tony, o noivo, aos 2 anos de idade. "E ele ficou muito feliz em se vestir exatamente como o Tony para a cerimônia", comenta Lila.

O noivo, Anthony Francis Burke, tem 38 anos e é engenheiro de computação. Ele e Lila se conheceram através de um colega de trabalho em 2009, mas só ficaram juntos quase dois anos depois, entre o final de 2010 e o começo de 2011.

Lila e o marido, Tony. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Lila e o marido, Tony. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Hotel onde a recepção foi dada aos convidados. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Hotel onde a recepção foi dada aos convidados. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Detalhes da mesa dentro do estilo vitoriano. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Detalhes da mesa dentro do estilo vitoriano. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Coquetel, drinks e jantar antecederam à festa. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Coquetel, drinks e jantar antecederam à festa. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Lila e as madrinhas. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Lila e as madrinhas. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Na escadaria do hotel. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Na escadaria do hotel. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Com as damas e pajens. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Com as damas e pajens. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)
Casal Lila e Tony. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)Casal Lila e Tony. (Foto: SET2 Photography By Priscila Soares)

Como é de praxe na Irlanda, são as noivas que correm atrás de tudo praticamente sozinhas. "Aqui é normal a gente se descabelar para fazer tudo sim. Parte da decoração foi providenciada pelo cerimonial da Mansão, mas tiveram muitos outros detalhes que eu escolhi e pedi para serem feitos na festa, como objetos em lojas de antiguidades aqui, pois achei que dariam um toque especial no dia do casamento", explica Lila.

A cerimônia começou às 14h e a recepção com drinks, às 16h. O jantar seguiu com quatro pratos individuais que começaram a ser servidos às 17h30 para então a festa começar às 20h. Como a Mansão funciona como hotel, toda a família e boa parte dos amigos ficaram hospedados no local. No dia seguinte, o noivo fazia aniversário e a comemoração continuou no café da manhã.

Em cada mesa de convidado, um cartão explicava o porquê de não haver lembrancinhas na festa. "Ao invés disso, fizemos doações a duas instituições de caridades e os cartões são para informar os convidados", relatou a noiva.

O casamento foi perfeito. Faltando apenas o irmão de Lila. "Mas foi tudo do jeito que havíamos planejado todos esses anos. E a melhor parte foi que eu fiz tudo sozinha, sem precisar da ajuda de ninguém, o que me trouxe satisfação maior ainda", completa.

Sobre a presença mais que especial dos avós, Lila diz que a gente só entende o real valor da família e das pessoas, quando nos encontramos longe de tudo e todos. "Eu não poderia ter recebido um presente de casamento mais especial do que a presença dos meus avós aqui comigo. Eu sei do esforço físico que a viagem representou a eles, e sou muito grata pela atitude deles".




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.