A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

19/07/2016 06:10

Festão de 40 anos teve invenção estranha e look de estilista da Ivete Sangalo

Paula Maciulevicius
De Cleópatra, Iara Diniz completou 40 anos mostrando que crise não chega a high society. (Foto: Marcos Volkopf)De Cleópatra, Iara Diniz completou 40 anos mostrando que crise não chega a high society. (Foto: Marcos Volkopf)

No último sábado teve até congestionamento de carros em frente ao salão de festas Loft Garden, na Rua 7 de Setembro. Quem passou pelo trecho queria ver o que eram as projeções feitas pelo video-mapping na estrutura do prédio. O aniversário de 40 anos da empresária Iara Diniz reuniu a "high society" campo-grandense e mostrou que não tem crise por ali.

Veja Mais
SPA um oásis na aridez da vida moderna. Você merece esse presente
Hotel para Pets tem quartos climatizados, piscina e recreação

Planejada em 40 dias, seriam gastos mais de R$ 200 mil, segundo o cerimonial, na festa que teve ostentação e ideias que Campo Grande nunca viu. "Uma festa dessas não se faz com 200 mil nunca. Custaria bem mais, mas temos muitos parceiros, sou publicitária, com muitos fornecedores que ajudaram. Reduzimos muito os custos, inclusive com agência, porque temos a agência", explica Iara. 

Empresária, publicitária e sempre a frente de eventos, Iara diz que se animou a fazer o aniversário quando viu o empenho de sua equipe para a festa. A ideia mesmo já vinha desde os 30 e poucos anos. "Esse começo de ano eu dei uma desanimada, as coisas não estão muito fáceis e fazer uma festa, como sou detalhista, não consigo senão estiver presente. Apesar de delegar, eu acompanho tudo", conta.

A festa teve luxo desde a entrega dos convites, até a projeção do vídeo-mapping e uma mesa viva, que contou com homens oferecendo doces, para ser um "resgate aos tempos de reino no Egito". Com o tema "Cinema", os convidados foram avisados no final de maio, pelo "save the date", que deveriam providenciar figurino inspirado em personagens da telona e todo mundo apareceu fantasiado.

A aniversariante estava de Cleópatra, com vestido e acessórios assinados pela estilista Michelly X, a mesma que atende Ivete Sangalo, Fernanda Lima e Cláudia Raia e que, inclusive, veio a Campo Grande para montar o look completo em Iara no dia da festa. 

Amigo de Iara, arquiteto Scalise foi o responsável pela cenografia da festa. Entrada dos convidados era assim: triunfal, com direito a cornetas. (Foto: Marcos Volkopf)Amigo de Iara, arquiteto Scalise foi o responsável pela cenografia da festa. Entrada dos convidados era assim: triunfal, com direito a cornetas. (Foto: Marcos Volkopf)
Video-mapping projetado na parte externa do Loft Garden. (Foto: Marcos Volkopf)Video-mapping projetado na parte externa do Loft Garden. (Foto: Marcos Volkopf)
Ora cenas de filme, ora homenagens para a aniversariante. (Foto: Marcos Volkopf)Ora cenas de filme, ora homenagens para a aniversariante. (Foto: Marcos Volkopf)

Um dos organizadores, o cerimonialista Antônio Osmanio, foi quem deu a ideia de trazer a projeção por video-mapping, inspirado na Disney. "Nunca tinha acontecido isso aqui, em uma festa assim. Veio uma empresa do Rio de Janeiro só para fazer isso e o vídeo foi produzido pela agência da Iara, que depois de recortado, foi projetado", descreve Antônio. O vídeo tinha cenas de filmes adaptados para a aniversariante. Cenas de filme também foram projetadas no mobiliário, dentro da festa.

A fachada já ostentava o que portas adentro os convidados encontrariam. Quem chegava era recebido por cornetas e, dependendo do personagem, com a música tema deles. A aniversariante, ao lado do marido, Rafael Tonetto, se encontrava num trono.

O ponto diferente, um pouco estranho até, foi a mesa viva, criação do arquiteto Luis Pedro Scalise, responsável pela cenografia da festa. Homens ficaram como estátuas vivas, com apenas os braços e a cabeça para fora da mesa, servindo os doces, como se fossem os suportes das bandejas.

"Uma coisa é decoração, outra é cenografia. Ela tem uma história", diferencia Scalise. A mesa foi sugestão dele, de trazer atores que entrariam no contexto de Cleópatra. "Na época do reino do Egito, as pessoas participavam de banquetes e os serviçais eram uma peça importante. Eles serviam as comidas passando as bandejas", contextualiza o arquiteto.

Mesa viva de doces. (Foto: Marcos Volkopf)Mesa viva de doces. (Foto: Marcos Volkopf)
Ator ficava estátua e só se mexia para oferecer doces. (Foto: Marcos Volkopf)Ator ficava estátua e só se mexia para oferecer doces. (Foto: Marcos Volkopf)
Eles se mantiveram assim a festa toda como 'enfeites' na mesa. (Foto: Marcos Volkopf)Eles se mantiveram assim a festa toda como 'enfeites' na mesa. (Foto: Marcos Volkopf)

Em cima disso, Scalise conta que recriou a mesa viva "resgatando serviçais do reino antigo". "Colocamos dois atores dentro das mesas como se as pernas estivessem dentro das conchas e com eles em forma de estátua. Quando a pessoa chegava, ele fazia o movimento oferecendo comida", descreve.

Eram dois atores contratados só para isso, pintados de ouro e imóveis diante de 3,5 mil bombons. Para isso, teve até ensaio antes. "Como eles ficariam em posições complicadas durante a noite toda, fizemos um treinamento para que fosse tudo bem executado". Os doces, ao final da festa, foram entregues por "vassalas", a equipe do cerimonial estava vestida assim para compor o visual junto à Cleópatra.

Como todo mundo ia de colorido, Scalise abusou do preto e dourado na cenografia, justamente para não ofuscar nenhum dos convidados. 

"Pela primeira vez foi feito um bar duplex em Campo Grande, com dois andares. Foram coisas surreais e à frente dele, coloquei uma peça do século XVII, que eu trouxe da Índia que servia especiarias, para que os convidados pegassem as frutas que queriam nos drinques", conta Scalise.

Personagens das salas de cinema também compunham a festa, como os lanterninhas. E eunucos andavam junto de Cleópatra, inclusive abanando a aniversariante. Entre as performances da noite, o grupo Funk-Se apresentou "Perfume de Mulher, "Cisne Negro", entre outras.

Iara tinha trono e até eunucos para carregá-la pela festa. (Foto: Marcos Volkopf)Iara tinha trono e até eunucos para carregá-la pela festa. (Foto: Marcos Volkopf)

Para os 300 convidados, Iara aprontou outra surpresa: a calçada da fama. Plotado em toda festa, estrelas traziam o nome de cada um. "Cada pessoa teve o nome marmorizado", detalha o cerimonialista Antonio.

O buffet trazia no cardápio várias opções de risotos, sushi, além do finger food e entre as bebidas: uísque e champanhe. "E bebidas de verdade mesmo, o público era esse: de uísque e champanhe", explica o cerimonialista. Nas contas de Antônio, só com bebidas foram investidos pelo menos R$ 17 mil.

"O que demorou mais na organização foi a roupa, era uma malha medieval, muito diferente e pesada, 7 quilos", conta Antônio. A festa movimento a cidade, entre familiares e amigos, a aniversariante juntou todos os colunistas sociais e políticos. "Era a alta sociedade mesmo", enfatiza o cerimonialista. 

Na festa, Iara afirma que parte do investimento que fez foi como um teste. Os 35 quilos de cada um dos projetores do vídeo-mapping por exemplo, foram apenas para ela anunciar que a agência que mantém em Campo Grande também vai oferecer o serviço. 

A comemoração foi das 22h até 5h da manhã. "E o que brilhou do começo ao fim foram as pessoas, os convidados", resume a aniversariante. 

Curta o Lado B no Facebook.

Calçada da fama foi plotada com nome dos convidados. (Foto: Marcos Volkopf)Calçada da fama foi plotada com nome dos convidados. (Foto: Marcos Volkopf)
Bar era duplex e tinha 40m de cumprimento. (Foto: Marcos Volkopf)Bar era duplex e tinha 40m de cumprimento. (Foto: Marcos Volkopf)
Nos parabéns. (Foto: Marcos Volkopf)Nos parabéns. (Foto: Marcos Volkopf)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.