A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

12/03/2015 07:06

Inspirada na Itália, capela de tijolinho à vista é encanto para noivas

Paula Maciulevicius
Casamento realizado no final da tarde na capela do La Zucca. (Foto: HEAVEN photo&video)Casamento realizado no final da tarde na capela do La Zucca. (Foto: HEAVEN photo&video)

Em plena Avenida Três Barras, o portão lateral nos leva a uma construção com ares italianos. Por trás do muro da movimentada via, muito verde misturado ao rústico dão as boas vindas para quem, a partir dali, vai começar uma nova vida a dois.

Veja Mais
SPA um oásis na aridez da vida moderna. Você merece esse presente
Hotel para Pets tem quartos climatizados, piscina e recreação

De tijolinho à vista, a capela tem uma fachada encantadora, onde já se imagina a noiva esperando o tom da marcha para adentrar e dizer o "sim". Rústico, o espaço tem torres e vitrais, fontes, floreiras e corredores que te levam a uma viagem aos vilarejos italianos, de onde não se quer mais sair.

Aberto há seis meses, a construção levou o triplo do tempo. Graciosa, a estrutura tanto pode, como tem recebido eventos de aniversário, batizado e eventos corporativos, mas é tão romântico que parece ter sido erguido mesmo para ser palco dos votos e das alianças.

Em ferro fundido, grade da janela veio de casarão demolido na Avenida Paulista. (Foto: HEAVEN photo&video)Em ferro fundido, grade da janela veio de casarão demolido na Avenida Paulista. (Foto: HEAVEN photo&video)

Zucca, que dá nome ao salão, é apelido da dona, Maria Luiza Sperb Silva, de 58 anos. Ela é corretora de imóveis e o marido, "engenheiro com sangue de arquiteto", brinca. O projeto é deles mesmo, mas recebeu ao longo do tempo palpites e conselhos de vários amigos.

"A fachada dela é um amor. Eu sempre gostei do rústico italiano, de tijolinho à vista, com madeira e ferro. A gente começou a construir e foi indo para esse lado", conta Zucca.

Dia desses, ela ouviu de um italiano que despertado pela lembrança da terra natal, entrou pelo portão. "Ele disse: 'engraçado, eu passei pela fachada e parece que eu estou na Itália'", repete.

A capela é aberta para as laterais, tem espaços destinados ao cerimonial e aos músicos e um cantinho que remete a um confessionário. As fontes e floreiras decoraram por si só, mas também viram palco de criação dos profissionais da área.

O rústico se mantém no salão que comporta 350 convidados. (Foto: Marcus Moriyama)O rústico se mantém no salão que comporta 350 convidados. (Foto: Marcus Moriyama)

A dona calcula caberem 200 pessoas sentadas à espera do "sim". Mas o número pode ser aumentado se for colocada uma tenda no verde do gramado. A capela ainda vai receber um sino que pode ou não anunciar a chegada da noiva.

A janela por trás do altar é graciosa e tem história. De ferro fundido, foi um amigo de Zucca que passou pelo loja que vendia na Marques de Pombal e avisou, que ali tinha uma peça que era a cara do lugar e da dona.

"Era da casa de uma senhora que havia sido demolida na Avenida Paulista e o que a filha guardou a grade por anos e hoje estava â venda, não existe mais ferro fundido..." descreve Maria Luiza. Para por a grade ali, foram precisos três homens devido ao peso.

Para além da capela, os corredores - ora de tijolinho à vista, ora de pergolados e até gazebos - levam a um salão de 450m que pode receber muito bem até 350 convidados. Os lustres em ferro e lâmpadas delicadas que iluminam o espaço já receberam guirlandas e véus, um encanto à parte.

Com iluminação indireta, peças de ferro enferrujado, que remetem ao aço cortein, "brotam" das paredes. Num estágio de passar por forno e produtos, é possível 'picotar' o material e assim escrever detalhes como o nome do buffet: "La Zucca".

Pergolados e gazebos que se espalham pelo lugar são perfeitos cenários para fotos. (Foto: Marcus Moriyama)Pergolados e gazebos que se espalham pelo lugar são perfeitos cenários para fotos. (Foto: Marcus Moriyama)

No estilo de casas de fazenda, uma churrasqueira foi montada para os noivos que preferem carne assada. Também tem um viveiro no centro do espaço, embelezando com som o vilarejo.

Antes de ser capela, de ser salão, a área pertence à família do marido de Zucca. Ali, à época em que o aero rural era por aquelas bandas, o terreno era do sogro e funcionava como hangar.

Depois de tantos pedidos para aluguel e até um casamento realizado sem a estrutura que se tem hoje, Maria Luiza se convenceu de investir na área de eventos.

"Vem mais noivas mesmo, acho que elas procuram um lugar romântico e campestre, que eu acho que é a tendência", explica a dona.

A locação do espaço tem preço diferenciado de segunda a quinta e aos finais de semana, começando em R$ 4,5 mil e indo até R$ 13,4 mil. O salão não trabalha oferecendo buffet e o preço inclui o aluguel da área, equipe de limpeza e manutenção, seguranças e manobristas. O La Zucca, fica na Avenida Três Barras, 968.

As fotos de casamentos já realizados ali dão a noção do quanto encantador é se casar no campo, com ares italianos, estando dentro da cidade:

A construção inspirada na Itália à primeira vista, do portão, é assim. (Foto: Marcus Moriyama)A construção inspirada na Itália à primeira vista, do portão, é assim. (Foto: Marcus Moriyama)
Fachada da capela iluminada. (Foto: Marcus Moriyama)Fachada da capela iluminada. (Foto: Marcus Moriyama)
Além de gracioso, salão tem amplo espaço. (Foto: Marcus Moriyama)Além de gracioso, salão tem amplo espaço. (Foto: Marcus Moriyama)
No entardecer, fachada da capela fica ainda mais romântica. (Foto: HEAVEN photo&video)No entardecer, fachada da capela fica ainda mais romântica. (Foto: HEAVEN photo&video)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.