A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

09/06/2016 06:20

Jovens redescobrem a costura e aprendem a ter gosto por fazer a própria roupa

Naiane Mesquita
Carol decidiu aprender a costurar (Foto: Alcides Neto)Carol decidiu aprender a costurar (Foto: Alcides Neto)

A carioca Carol Capellani, 30 anos, sempre gostou de costurar, mas a máquina não era protagonista em casa há muito tempo. No máximo, ela arrematava uns pontos nos panos que decoravam a casa, nada muito arrojado. Foi então que a artista plástica decidiu fazer um curso de corte e costura. Em quatro meses, desfilava orgulhosa os próprios modelos de macacão.

Veja Mais
Estilistas criam coleção especial para quem tem algum tipo de deficiência física
Referência em Medicina, cursinho abre inscrições para bolsas de até 100%

Alunas aprendem a modelar as roupas (Foto: Márcio Massad)Alunas aprendem a modelar as roupas (Foto: Márcio Massad)

“Eu gostava de costurar, mas eram coisas para casa, uma bolsinha de pano, não tinha noção nenhuma de como criar uma roupa do zero. O curso ensina isso, como criar qualquer peça”, afirma Carol.

Quem pensa pela primeira vez na ideia pode achar coisa de vovó, mas a técnica abre novos horizontes para quem deseja literalmente usar a sua própria roupa.

“Convenci duas amigas a irem e elas realmente não sabiam de nada, não tinha experiência nenhuma, nunca tinham lido com uma máquina, nada. Agora estamos organizando nossa própria confecção, pensando em marca e tudo mais”, celebra.

Carol é apenas uma das alunas do estilista e professor Márcio Massad, que mantém o curso voltado para quem realmente deseja confeccionar o que usa. “É no estilo faça você mesmo as suas peças, desde a modelagem, do corte e da costura. O curso dura quatro meses e já atendi pessoas de diferentes perfis, de 12 anos até os mais velhos, não tem um limite”, explica.

Márcio foi professor do curso de moda em Campo Grande e percebeu ao longo do tempo que os alunos tinham algumas dificuldades para aprender a costurar. Foi então que “mastigou” o básico, criou uma apostila e agora direciona as aulas para leigos.

“Não sei falar que costurar é difícil porque eu faço isso desde os 9 anos, mas desenvolvi essa metodologia com base no que eu via de dificuldade nos alunos. Normalmente, os cursos são mais complexos, aqui eu dou nome aos bois, as linhas e aos traços”, diz, bem humorado.

Jovens redescobrem a costura e aprendem a ter gosto por fazer a própria roupa

Para fazer, é necessário que as alunas tenham máquina de costura. Alguns materiais são fornecidos, outros fica a cargo de quem produz. O custo do curso é de R$ 230,00 ao mês, uma aula por semana, as terças e sábados. O máximo é de 10 alunos por turma. 

“Quem preferir ainda pode continuar com as extensões do curso, tem alunas que estão há um ano fazendo curso comigo, mas porque tem outros objetivos também, querem aprender mais, depende de cada caso”, indica.

Carol está nesse ritmo. Ao lado das amigas, Monique Zuanazzi e Juana Alvim, ela pretende montar uma pequena confecção. “Ainda estamos criando as peças. Uma parte já foi vendida. Nos apaixonamos pela costura”, confessa.




Pessoal o contato para informações sobre o curso é 67 99256-9889
 
marcio massad em 09/06/2016 15:02:40
Olá pessoal aqui é Marcio Massad meu contato é 67 99256-9889, quem estiver com interesse em maiores informações pode me mandar watts nesse numero ok.
desde já grato pela atenção de todos !
 
marcio massad em 09/06/2016 14:53:41
Gostaria de saber o telefone de contato para informações sobre o curso. Obrigada.
 
Liv em 09/06/2016 14:12:40
Por gentileza, poderia fornecer endereço e telefone pois tenho interesse no curso.
 
Eliani em 09/06/2016 10:44:25
Gostaria que me informassem o telefone de contato do curso de costura
 
Cyn em 09/06/2016 08:20:12
gostaria de saber o local e telefone do curso, que quiser pode mandar no meu email
dulci_matos@yahoo.com.br
 
dulcineia matos em 09/06/2016 07:20:17
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.