A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

19/10/2015 12:00

Kombi vende versão pantaneira de Havaianas que tem até grama no solado

Naiane Mesquita
Marcos teve a ideia de criar as Pantaneiras durante um sonho (Fotos: Fernando Antunes)Marcos teve a ideia de criar as Pantaneiras durante um sonho (Fotos: Fernando Antunes)

No cantinho ao lado do nome "Pantaneiras" há uma bandeirinha de Mato Grosso do Sul. O símbolo é uma homenagem, assim como todas as imagens utilizadas para decorar o chinelo de borracha. Do ipê rosa às araras que fazem a festa em vários cantos de Campo Grande, tudo vira inspiração para o produto.

Veja Mais
Oficina oferece de graça curso básico sobre veículos para mulheres
Escola para crianças de até 6 anos não vai fechar nem nas férias

Ipê rosa serve de inspiração para o produtoIpê rosa serve de inspiração para o produto
As Pantaneiras com grama sintética As Pantaneiras com grama sintética

Quem criou o chinelo foi o estudante de administração Marcos Cezar Salles, 31 anos, que teve a ideia após um sonho. “Eu era construtor, fazia casas para vender. Um dia eu sonhei com esse chinelo e como eu acredito muito na inspiração de Deus eu decidi investir. Ninguém apoiou de início”, ri o empresário.

O chinelo é feito com 98% de borracha e com produtos de outros Estados. “Tudo vem de fora, nada é de Campo Grande, o chinelo tem 98% de borracha e 2% de EVA, o que deixa ele mais resistente do que os que estão à venda no mercado”, explica.

Desenvolvendo os produtos há algum tempo, Marcos tinha pensado em lançar os chinelos apenas o ano que vem, mas uma feira de empreendedorismo na Unigran, o fez mudar de ideia.

“Meus professores pediram para eu lançar durante a feira e acabei adiantando o sonho. Vou começar a entregar as encomendas depois do dia 21 de outubro, que é quando eu farei o lançamento oficial. Agora também estou conseguindo parceiros, como a Tereré Shop, que vai ceder os produtos de tereré para o lançamento. É que meu slogan é assim: quem toma tereré, tem ela no pé”, indica.

Para ele, o que começou como uma loucura começou a dar os primeiros frutos. “Eu tive essa ideia, foi amadurecendo o sonho e agora ele está praticamente realizado. Tem três dias que eu criei o Facebook, tem mil pessoas já, gente de Brasília, Rio Grande do Sul, que estão fazendo os pedidos. Nem era a minha intenção o público de fora, foi uma coisa que aconteceu”, acredita.

Fabricando em casa 50 chinelos por dia, Marcos ainda customizou uma Kombi para comercializar as peças. Com decoração rústica e de madeira, uma herança da época de construtor, ele fez questão que o automóvel parecesse bem pantaneiro. “Vai ser itinerante, vou estacionar em alguns pontos, vender as Pantaneiras. Enquanto isso eu tomo um tereré”, brinca.

Quem não gostou da versão estampada, ainda há as opções com grama sintética e sem estampa, apenas com a bandeirinha charmosa do Estado. O preço das Pantaneiras é de R$ 20. Informações pelo perfil do Facebook 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.