A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

02/09/2013 08:32

Locadora que já teve maior rede da cidade anuncia fechamento e liquida DVDs

Paula Maciulevicius
Em 10 dias as prateleiras dos DVD’s vão dar lugar às tintas. Até lá, a promoção é de filmes originais a R$ 10. (Foto: Marcos Ermínio)Em 10 dias as prateleiras dos DVD’s vão dar lugar às tintas. Até lá, a promoção é de filmes originais a R$ 10. (Foto: Marcos Ermínio)

Das oito locadoras que a rede já teve em Campo Grande, a penúltima fecha as portas ainda este mês. A Hellio’s Vídeo, que leva o mesmo nome do dono, abriu em fevereiro de 1988, e hoje, 25 anos depois reluta para resistir no mercado.

Veja Mais
SPA um oásis na aridez da vida moderna. Você merece esse presente
Hotel para Pets tem quartos climatizados, piscina e recreação

Na fachada da loja da rua Ceará está o anúncio do fechamento e liquidação dos DVD’s. O preço por filmes originais é de R$ 10, incluindo o formato Blu-ray. Mais uma baixa na cidade que com certeza vai deixar saudades. O que já foi ‘império’ no segmento resiste com apenas uma loja. “Temos a da Marechal Rondon, ainda estamos relutando para não fechar. O movimento caiu significativamente”, fala o proprietário, Hélio Domingos Gomes, de 51 anos.

Ele atribui o fechamento à pirataria, dizendo o que é óbvio. “O DVD é um disco pequeno, em qualquer lugar você vê mais de mil a R$ 2, se compra cinco por R$ 10. O pessoal dos bairros não vai mais locar, quem tem dinheiro também só compra pirata”, explica. Depois da pirataria, o ranking que leva locadoras à falência é a programação de TV à cabo e downloads pela internet.

O lucro não é mais o mesmo de antigamente , a primeira locadora da rede a dizer adeus à cidade foi da avenida Costa e Silva, há cinco anos, seguida da Salgado Filho e por aí vai. Além da resistência de continuar com pelo menos uma locadora, Hélio fala que a luta é por manter o nome. “São 25 anos no mercado, a gente tem até a chácara Hellio’s Vídeo, o nome fica vinculado. Estamos abertos hoje por paixão, por gostar do segmento, pelos clientes antigos, isso faz a gente continuar”, resume.

O fechamento não é exclusividade da Hellio’s Video. No histórico de locadoras, nos últimos anos Campo Grande viveu várias baixas: MB Vídeo, Real Vídeo e outra que veio com toda pompa e hoje diminuiu em 1/3 o espaço, a Megamil.

“A gente viveu e ‘criou’ muitos clientes que depois vieram os filhos e netos. Mesmo fechando, não aumenta a clientela, como deveria. É um segmento que infelizmente está acabando e não sei o que vai ser dos que gostam de locar quando fecharem todas, mas é a vida”, finaliza Hélio.

Na rua Ceará, o ponto que comporta a locadora já tem destino. Em 10 dias as prateleiras dos DVD’s vão dar lugar às tintas. A loja ao lado, Casa das Cores, ocupará o espaço. O atendimento da locadora é das 13h30 às 21h, todos os dias.




Só um aviso pra galera que leu a reportagem e tá babando pensando que "tudo" está por R$ 10.00. Somente os títulos de mil, novecentos e guaraná com rolha estão com esse valor garantido, lançamentos e blu-ray a partir de R$ 30.00
 
Venancio Junior em 02/09/2013 16:32:17
O mundo vai evoluindo, e a tecnologia é a puxadora dessa evolução. Aconteceu isso com a antiga máquina de escrever, com as Tvs "tubão", com os vídeos cassetes, com os DVDs, com os celulares "tijolão", e os próprios computadores de mesa e telefones fixos estão com os dias contados, hoje já existem redes sociais. Quem não se adaptar a isso vai ficando para trás.
 
Jorge Souza em 02/09/2013 16:13:40
Já fiz parte dessa equipe de 1997 à 1998 como motoqueiro era muita locações não havia filmes piratas e net não era como hoje.
 
Alexandre Lindolfo em 02/09/2013 15:56:24
Era um máximo esperar os banners de lançamentos na porta das locadoras!
 
Patricia Ruiz em 02/09/2013 14:51:39
A tendência é esse tipo de comércio físico ser substituído pelo virtual (Netflix, AppleTV, Google TV, etc). Nestes, além de você poder locar o filme por tempo determinado, você pode também comprá-lo por um preço bem mais acessível. Em Pedro Juan Caballero se acha o aparelho da AppleTV por cerca de US$150 (preço de um bom aparelho de DVD, com a vantagem de rodar filmes em HD), locar um filme pelo sistema deles sai por menos de R$2 e, se tiver uma boa conexão e não tiver locadora tão perto de casa, o download é mais rápido do que ir até lá e voltar (fora que dá pra assistir o filme enquanto ele carrega). Difícil concorrer, lamento pelos comerciantes, mas a vida do consumidor foi bastante facilitada com isso.
 
Paulo Medeiros em 02/09/2013 10:46:41
Não acho de todo ruim, pois um formato está sendo substituído por outro. Só lamento porque as locadoras eram ainda o único lugar onde se podia encontrar filmes mais raros, fora do circuito das grandes produções. Sem as locadoras, se vc quiser ver um filme independente estrangeiro terá que pagar caro para comprar o DVD, ou baixar ilegalmente na internet. As TVs a cabo só se importam em blockbusters.
 
Ricardo Farias em 02/09/2013 10:01:26
Loquei muitos filmes nessa locadora, mas infelizmente hoje com a internet fica difícil locar.
 
Marcos Wild em 02/09/2013 09:52:13
Discordo do Sr. Helio, a 100% Vídeo continua lá na Afonso pena com um movimento grande praticamente durante toda a semana, eu acho que a grande jogada é o sistema de devolução 24 horas e as guloseimas que são vendidas dentro da locadora, voce fica preso a devolver filmes somente no horario de funcionamento, e olha que o preço da locação lá é um absurdo, este é outro ponto que começa a quebrar as locadoras, o valor do aluguel está alto demais.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 02/09/2013 09:06:33
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.