A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

27/05/2014 06:37

Miniwedding, casamento para no máximo 30 convidados pode ser feito fora do País

Elverson Cardozo
Paris é um dos destinos mais procurados. (Foto: Reprodução/Internet)Paris é um dos destinos mais procurados. (Foto: Reprodução/Internet)

Miniwedding. Já ouviu falar? É uma festa de casamento mais intimista, organizada para poucas pessoas, mas, nem por isso, menos elegante. Tendência na Europa, a novidade que no Brasil existe há pouco tempo, chegou à Capital há cerca de dois anos e é a nova aposta do mercado e, claro, dos casais que buscam algo diferente.

Veja Mais
Última oportunidade pra preparar a casa pro fim de ano
Salão das loiras em Campo Grande faz pacote de festa por R$ 150,00

Em Campo Grande, um dos profissionais que oferece esse tipo de serviço é o cerimonialista Antônio Osmanio, de 44 anos. “O miniwedding é um casamento para, no máximo, 20 ou 30 pessoas. Você só convida familiares e amigos mais próximos”, explica.

O número reduzido reflete no bolso. Costuma, segundo ele, sair mais barato que uma festa comum. É, também, mais proveitosa e interessante. Osmanio organiza miniwedding em outros países.

Mesmo sem falar os nomes dos clientes, sob justificativa da "privacidade", ele garante que já fez eventos em Paris, Itália, Suíça e, agora, esta trabalhando em uma cerimônia, do mesmo estilo, para um cruzeiro.

A festa de um casamento como esse ocorre, geralmente, em hotéis, que contam com uma estrutura própria para a ocasião.

São os convidados quem pagam os custos de viagem, hospedagem e alimentação durante o período em que estiverem no local, por isso, para os noivos, tudo sai mais barato. O casal gasta menos com decoração, buffet e sonorização, por exemplo.

É vantajoso, ressalta, porque ninguém fica no prejuízo. O miniwedding realizado fora, longe de casa, acaba sendo, para o convidado e também para os noivos, o pretexto perfeito para aquela tão sonhada viagem.

Zurique, na Suíça, também atrai noivos. (Foto: Zürich Tourism/Divulgação)Zurique, na Suíça, também atrai noivos. (Foto: Zürich Tourism/Divulgação)

As empresas que organizam costumam incluir nos pacotes, além da cerimônia, passeios, dia de compra, visitas a pontos turísticos e a apresentações culturais. Para compensar o valor, a programação dura quase uma semana. “Não é só o casamento, mas uma grande viagem, talvez a dos sonhos”, resume.

Quanto custa – O valor depende, na verdade, do destino escolhido. Em Paris ou na Suíça, por exemplo, um miniwedding custaria, em uma conta rápida do cerimonialista, R$ 60 mil aos pombinhos e, a cada convidado, uma média de R$ 6 mil para 3 ou 4 dias de viagem.

Mas a mesma coisa pode ser feita no Brasil, e por um valor bem mais em conta. A diferença chega a 50%. Só que a paisagem, claro, é completamente diferente. “Aqui normalmente são nas praias, em Porto de Galinhas, Pernambuco, Natal, Fortaleza e até em Gramado, no Sul, conta.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.