A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

07/11/2013 06:45

Preço do tereré vai às alturas e campo-grandenses pedem “socorro” no Facebook

Ângela Kempfer
Vendedor pesa erva no Mercadão Municipal de Campo Grande. (Foto: Cleber Gellio)Vendedor pesa erva no Mercadão Municipal de Campo Grande. (Foto: Cleber Gellio)

Até para Polícia terereseiro de verdade apela, mesmo que na base da brincadeira, quando o assunto é o preço da erva mate. De um ano para cá, eles dizem que a mania regional dobrou de preço. E foi só um postar o “pedido de socorro” no Facebook, para a legião de apaixonados engrossarem a chiadeira.

Veja Mais
Oficina oferece de graça curso básico sobre veículos para mulheres
Escola para crianças de até 6 anos não vai fechar nem nas férias

“O povo de Campo Grande está sofrendo um assalto. Há 1 ano, no Mercadão, a erva de tereré sem sabor custava R$ 5,00 e com sabor R$ 7,00 o quilo. Hoje, elas custam R$ 11,00 e R$ 13,00 respectivamente, preço tabelado. E pelo que falam, a tendência é subir mais e mais... Vereadores? Deputados? Quem poderá nos ajudar?”, reclama o bombeiro Thiago Kalunga. Segundo ele,“neste mês, só erva sem sabor lá no quartel”.

A resposta foi imediata, inclusive, com supostos motivos para a inflação do tereré. “Galera, pode parecer mentira, mas a culpa é da Coca Cola. A maior parte da erva consumida em MS vem do interior do PR e SC. A Coca Company comprou a maioria dos ervais para exportação do mate produzido pela empresa. A lei da oferta e da procura, bem capitalista, mostrando sua face no tereré (cultura) nosso de cada dia.”, diz Alan Brito.

Os desesperados apelam até para o fato da bebida ser considerada Patrimônio estadual, afinal "tereré é cultura". O que não falta é piadinha do tipo: “Vai ficar mais caro que maconha” ou “No Réveillon não irá ter estouro de champanhe aqui em casa e sim uma rodada de tereré”

Nas ruas, a reclamação continua. O vidraceiro Vamilton Couto Pires, de 49 anos, conta que percebeu que o preço subiu muito na ultima vez em que teve de comprar a erva. Acostumado a levar 5 quilos, teve de se contentar com 3, por R$ 39,00. “Já cheguei a pagar R$ 6,00 o quilo. Sempre comprei de dois em dois meses, mas vou diminuir muito”, lamenta.

Na rede Tereré Shop, Léo Wenoli diz que nos últimos tempos a erva não dobrou e sim quadruplicou de preço. Na opinião dele, a situação parece irreversível a curto prazo, pelo desinteresse dos produtores. “Estão acabando as lavouras de mate, trocando por plantações de soja. Enquanto isso, a demanda só aumenta, até para a exportação”, avalia.

Mesmo assim, o sócio da loja especializada em tereré comenta que o valor “assustou”, mas que os clientes continuam fiéis.

De R$ 8,00, Cleide Silva, 40 anos, passou a pagar R$ 12,00 no quilo. São R$ 4,00 de diferença que pesam no bolso e o jeito vai ser se virar com 1 quilo por semana, no lugar de 2. “Só não dá para acabar porque a gente recebe visita, tem de estar com o tereré pronto”, comenta.




Vocês estão reclamando sem motivo. Aqui em rondônia o povo está louco porque a erva ta 18 reais da boa, quando tem. Geralmente só tem erva ruim, e vc ainda paga 14 reais no pacote de 300g
 
Gustavo Angelo em 17/02/2014 18:29:36
Por mim pode custar um milhão de reais o pacote, eita negocinho ruim esse tal de tereré!
 
João Dias em 07/11/2013 18:58:21
Terere e uma tradiçao em nosso estado, se o governo estadual incluir na cesta basica, sao menos de 17% de impostos e o q acontece no RS, SC e Pr, e de pensar.
 
Joao Rospide em 07/11/2013 17:06:26
Também acho que deveria existir maior fiscalização em cima da qualidade do produto, pois tem muita erva batizada com folha de pororoca, bambu, de coqueiro, e outras que sabe-se lá o que é
 
Suzi da Costa em 07/11/2013 17:05:04
Isso me lembra aquela canção antiga sobre o Tereré.

Dig don Dig don, Tereré cabeça dig don.
 
Marcelo Gomes em 07/11/2013 15:21:23
É UM ABSURDO TUDO TÁ AUMENTANDO O PREÇO.

DIG DON DIG DON, KALUNGA DIG DON!
 
Cezar Maia em 07/11/2013 15:10:09
Sr. Nilton Penzo, sobrenome , já foi nome de colônia, acaso não é produtor , ou é ???? , onze reais pra uns tem um valor e pra outros tem outro, quer que desenhe ????.
 
arnaldo saracho em 07/11/2013 14:28:49
Consorciada com outra atividade, não seria uma boa opção para a AGRICULTURA FAMILIAR,??????????
 
Suzi da Costa em 07/11/2013 14:25:58
Quanta relevância a sociedade essa matéria! Vocês fazem tudo por causa do facebook agora?
 
Angelica Rodrigues em 07/11/2013 12:19:52
Eu morava em Campo Grande até março desse ano, hoje moro em Brasília me da uma saudade da roda de tereré quando eu chegava do trabalho, aqui em Brasília o preço da erva esta mais caro, você encontra na feira do Guará por R$ 15,00 a sem sabor e R$ 18,00, com sabor o quilo. Um grande abraço ao povo de Campo Grande.
 
gil rubens em 07/11/2013 12:14:59
Atacadao tem erva MORDOMIA 500g a R$3.15 o pacote.
 
Joao Rospide em 07/11/2013 10:15:18
Atacadao Erva MORDOMIA , erva de primeira preço de R$3.15, pacote 500g, lugar mais barato.
 
Chico Motta em 07/11/2013 10:13:08
Aqui em Bataguassu a erva ta saindo R$14,00 sem sabor e R$ 15,50 com sabor...
O jeito vai ser eu plantar umas mudas de mate aqui no quintal de casa e começar a produzir a minha erva......
 
Marcio de Cassio em 07/11/2013 09:25:07
No Atacadão do aeroporto vc encontra pacote de 1 kg de erva por 6 reais...comprei semana passada.
 
Aline Vilela em 07/11/2013 09:11:55
como o brasileiro ganha mal mesmo.......reclamando de ter q pagar 11,00 .....
 
nilton penzo em 07/11/2013 09:11:54
É um absurdo mesmo o preço da erva de tereré
sem falar q não e só a erva q teve um aumento abusivo no valor,
Voçês já perceberão o preço da carne e do peixe aqui no nosso estado?
Isso pq somos um dos maiores produtores de gado do país e a carne esta com neste valor absurdo.
Sem falar q para comprar um peixe de boa qualidade vc leva aquele susto quando o vendedor fala o valor.
será q é culpada inflação?
 
luciene de souza guimaraes em 07/11/2013 08:59:18
E olha que o Tereré virou algo nacional... Aqui no Acre em Rio Branco aonde estou morando tem uma conveniencia de Tereré. Uma loja na rua principal com umas mesas feitas daqueles rolos de carretel, com bancos em volta. N final da tarde, maior galera vai pra lá cada um com sua garrafa de água e de-lhe roda de tereré.... Ervas só Curupi, nada por quilo, mas muita variedade de bombas e cuias e garrafas térmicas, muito chic, nada de garrafa descartavel com gelo. E se a agua acabar, na conveniencia só se vende agua mineral (nada de cerveja). MAs,,,, como nada pode ser perfeito, me contaram q tem gente q poe açucar pra tomar....
 
Denise Jovê em 07/11/2013 08:58:42
isso e uma cultura aqui no estado , e nós nao deixamos de apreciar todos os dias
e subiu mesmo o preço,assusto toda vez que vou ao supermercado ..
estamos ate diminuindo a roda de tereré aqui em casa era ate quatro vezes
hoje tomamos duas vezes ao dia rsss.......
 
viviane oliveira em 07/11/2013 08:43:56
Eu sempre achei que Ponta Porã era chamada de princesinha dos ervais porque era uma grande produtora de erva, é outra erva? Como assim vem do Paraná e Santa Catarina? Eles nem sabe o que é tereré, se fosse no RS beleza, tem o chimarrão, mas tereré catarinense? Como não tem ninguem no estado que planta? Esse mundo tá virado mesmo...
 
maximiliano nahas em 07/11/2013 08:29:13
Tem um novo produto no mercado, a erva mate Ouropy , vendida pela Agua Cristal. Alem de ter varios sabores novos ( maracuja, uva,...) eles entregam sem custo na sua residencia. Pelo que pude perceber o preço é mais acessível. Aqui em casa a novidade foi aprovada. Só espero que o preço não mude.
 
Adriana Galvão em 07/11/2013 08:27:40
ainda bem que nao tomo isso kkkkkkkkkkkkkkk
 
adriane reis em 07/11/2013 08:27:15
Infelizmente o preço do tereré esta um absurdo, em casa consumimos dois quilos de erva por mes, no mes passado paguei R$ 11,00 o quilo no mercadao sem sabor, ainda nao comprei este mes. São vinte e dois reais por mes, no ano sao R$ 264,00. ja da pra comprar uma bicicleta, conjuntos de panelas, jogos para PC, Xbox ou PS3 originais, etc.
 
Joao Ximenes em 07/11/2013 08:26:09
Bora boicotar a coca cola, pois tem outros refrigerantes muito bons por aí, se eles não abaixarem o preço da erva nossa de cada dia.
 
Ruddy Campos em 07/11/2013 08:14:22
Falta algum agricultor investir no cultivo da erva no MS, porque é que temos que trazer do Sul.
 
Natalia Carvalho em 07/11/2013 08:01:56
Na banca da Gleice, no mercadão, a erva é de ótima qualidade, com preço bom e se vc pedir, sempre ganha um "chorinho". Realmente com esse calor, não dá pra receber visitas sem a tradicional/cultural roda de tereré. Fica a dica.
 
Adriana Gomes em 07/11/2013 07:57:11
Cocacola mandando no preço do tereré ... pega que é ladrão!
 
Andrey Xavier em 07/11/2013 06:58:32
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.