A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

08/02/2014 15:09

Preço é padrão, mas Havan tem “tudo”, parcela em 10 vezes e dá prazo de 40 dias

Elverson Cardozo
Inauguração da loja, neste sábado, atraiu muita gente. (Foto: Marcos Ermínio)Inauguração da loja, neste sábado, atraiu muita gente. (Foto: Marcos Ermínio)

A inauguração da Havan, na manhã deste sábado (8), em Campo Grande, atraiu centenas de consumidores. A maioria queria conhecer a loja que se autointitula a maior do Brasil no segmento de departamento. Embora a diferença no preço dos produtos não seja “estrondosa”, se comparado às outras empresas do ramo, o parcelamento, no cartão próprio da rede, pode chegar a 10 vezes, com prazo de 40 dias para começar a pagar.

Veja Mais
Fundador inaugura loja e anuncia 2ª Havan ainda maior na Capital
Após obra atrasar, Havan abre as portas dia 8 de fevereiro na Capital

Fora essa facilidade, que deve atrair muita gente, a principal vantagem, na avaliação de alguns clientes, é a comodidade. No espaço, que oferece 500 vagas de estacionamento de graça, é possível encontrar “tudo”, da decoração às peças íntimas.

É um “mix” de mais de 100 mil itens de produtos nacionais e importados nos setores de moda, artigos de cama/mesa/banho, eletrodomésticos/eletroeletrônicos, tapetes/cortinas, decoração, brinquedos/ferramentas, bazar e camping.

O valor das mercadorias, segundo o fundador e presidente nacional, Luciano Hang, é “padrão”. Tudo o que é vendido em Campo Grande, disse, segue a tabela da matriz, que fica no município de Brusque, Santa Catarina, e das outras 59 lojas espalhadas pelo país, nos Estados do Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e São Paulo.

Ele afirma que a Havan “trabalha com qualidade e preço baixo” e, por esse motivo, atrai um público diversificado, mas os clientes, especialmente aqueles que não conheciam a rede, observaram que os valores, apesar do marketing, não foge do que é estabelecido pela concorrência.

Logo que abriu, consumidores começaram a comprar. (Foto: Marcos Ermínio)Logo que abriu, consumidores começaram a comprar. (Foto: Marcos Ermínio)

Nada "estrondoso" - Na avaliação da dona de casa Ilzi Rosa da Silva, de 45 anos, a diferença, no caixa, não é nada “estrondosa”. “As pessoas são muito afoitas, mas o preço é equivalente aos das outras lojas. Tem que levar em consideração que é valor de inauguração e esperar para ver se vão manter”, disse.

Moradora da Vila Alba, ela atravessou a cidade para conhecer o novo empreendimento, mas não pretendia gastar muito, no máximo R$ 100,00, com blusinhas simples e roupas de banho. Ilzi considerou o setor de moda e artigos de cama/mesa/banho o mais completo, mas não gostou da seção de eletrodomésticos/eletroeletrônicos. “Achei fraco. Não tem variedade”, reclamou.

Existem opções, claro, mas os produtos são, em sua maioria, os mesmos comercializados por outras empresas, como os supermercados, que mantém um setor desses em funcionamento. Ainda assim, é possível encontrar marcas conhecidas.

Entre os secadores, por exemplo, tem modelos de R$ 29,00 a R$ 149,00. Um fogão cooktop, elétrico, de duas bocas, sai por R$ 319,00, enquanto um de 4, com o mesmo sistema, custa R$ 459,00. A fritadeira que dispensa óleo, descongela e assa, está sendo vendida a R$ 599,00. Em outras redes, chega a custar R$ 100,00 a menos. Por isso, a pesquisa, na hora da compra, é indispensável.

Syrley Aparecida Dantas, de 34 anos, pretendia levar uma dessas, apesar do preço ser igual ou mais barato em outros locais, mas, em compensação, a dona de casa iria economizar no liquidificador de R$ 54,00. “Por aí é R$ 80,00”, afirmou.

Impressionado com os itens de decoração, o técnico em eletricidade Gilson Jorge, de 48 anos, estava apenas comparando os valores. Ele pretende montar um escritório e quer deixar o espaço bem arrumado, gastando, no máximo, R$ 3 mil em tudo.

Havan oferece um “mix” de mais de 100 mil itens de produtos nacionais e importados. (Foto: Marcos Ermínio)Havan oferece um “mix” de mais de 100 mil itens de produtos nacionais e importados. (Foto: Marcos Ermínio)

Na última loja que fez orçamento, as 3 peças que se interessou custariam R$ 700,00. Pelo mesmo valor, na Havan, ele acredita que poderia comprar mais e levar, pelo menos, outro item. O setor de utilidades domésticas também está sendo bem visitado, assim como de cama/mesa/banho, onde é possível encontrar toalhas de banho, simples, por R$ 10,00, fronhas a R$ 5,00 e lençóis a menos de R$ 20,00.

Na seção destinas às roupas, muito movimento. A personal Elke Vargas, 36, que já conhecia a rede de Florianópolis, disse que a empresa, em Campo Grande, não deixou nada a desejar. “Está bem completa”, afirmou, ao comentar que as peças atraem todos os públicos, porque tem de fitness ao social. “Abrange, também, todas as classes sociais”, observou.

Tem camisas estampadas por R$ 15,00, 19,00 e 29,00 e calça masculina por 59,00. As melhores, com tecido mais resistente, saem por R$ 79,00 e R$ 89,00. Na seção feminina, blusinhas a partir de R$ 14,99, short jeans de R$ 59,00 e calça sarja por R$ 79,00. As coleções lembram as roupas das outras lojas de departamento, como a Riachuello e a Pernambucanas.

Serviço – A Havan de Campo Grande fica na Avenida Ernesto Geisel, ao lado do Shopping Norte Sul Plaza. Para saber mais, clique aqui. Informações sobre o cartão de parcelamento podem ser obtidas neste link

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.