A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

16/04/2015 06:34

Tesoura tecnológica faz “corte tricô” e promete eliminar pontas duplas do cabelo

Elverson Cardozo
Formato da tesoura lembra chapinha. (Foto: Alcides Neto)Formato da tesoura lembra chapinha. (Foto: Alcides Neto)

Uma tesoura tecnológica, elétrica, tem sido a nova aposta de alguns cabeleiros para eliminar pontas duplas e devolver maciez e movimento natural aos cabelos no chamado “corte tricô”. Pelo menos é essa a promessa do equipamento, que já pode ser encontrado em alguns salões da Capital.

Veja Mais
Estilistas criam coleção especial para quem tem algum tipo de deficiência física
Referência em Medicina, cursinho abre inscrições para bolsas de até 100%

O cabeleiro Jorge Kehl, 46, aderiu à máquina há pouco tempo e já faz campanha anunciando o serviço como “a mais alta sensação do momento”. Por aqui, a tesoura, afirma, é tratada como novidade, mas a verdade é que, nos Estados Unidos, ela já é utilizada há pelo menos três anos e, no Brasil, há cerca de 1, “em São Paulo, nos principais salões”, segundo o Kehl.

Cabelo precisa ser liso para procedimento dar certo. (Foto: Alcides Neto)Cabelo precisa ser liso para procedimento dar certo. (Foto: Alcides Neto)
Equipamento funciona como uma prancha. (Foto: Alcides Neto)Equipamento funciona como uma prancha. (Foto: Alcides Neto)

Atento à concorrência, Jorge não revela a marca do equipamento, mas diz que se trata de uma invenção de um cabeleireiro norte-americano. “Tem tipo uma roldana de lâminas elétricas que gira dentro dela”, comenta.

O formato não lembra em nada uma tesoura. Parece mais uma chapinha. Mas é assim mesmo. A diferença é que, no lugar das pranchas estão as lâminas, que “comem” as pontas de 3 e 5 milímetros.

A utilização também é muito parecida. Para eliminar os fios indesejados, o cabelo precisa ser deslizado de alto a baixo, como se estivesse sendo alisado mesmo. “É mecha por mecha. É bem delicado. Não é só passar nas pontas do cabelo e tchau”, esclarece.

E só funciona em cabelo liso. “Normalmente tem que ser alisado para salientar as pontas. Em um crespo não faz efeito, mas dá para escovar antes”, diz.

O trabalho demora, no mínimo, uma hora e é chamado de “corte tricô” por conta do próprio equipamento. “Ela tricoteia o cabelo. Parece uma máquina de tricô, com os dentes externos”, explica.

Vale dizer, ainda, que, apesar do nome, a tesoura não é utilizada para o corte propriamente dito. Isso é feito com o acessório convencional. A elétrica serve apenas para finalização. No salão do cabeleiro, o serviço, que inclui uma escova, sai a R$ 180,00.

A mesma novidade é oferecida no Karyne Studio Hair, salão que fica ao lado do Hotel Grand Park.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.