A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

26/11/2011 12:06

Visitantes apostam em tranquilidade do Parque das Nações para usar internet

Paula Vitorino

Quem foi até o local nesta manhã já fez planos para as novas possibilidades de uso que a internet agrega ao Parque

Com o boné do lançamento da internet, irmãos aproveitam para mostrar habilidade com os equipamentos. Com o boné do lançamento da internet, irmãos aproveitam para mostrar habilidade com os equipamentos.

Quem foi visitar o Parque das Nações Indígenas neste sábado (26), logo pela manhã, já fez planos para as novas “utilizações” que o local passa a oferecer com a internet sem fio e aposta na tranqüilidade que o Parque oferece para poder utilizar os equipamentos eletrônicos com segurança.

“Vamos poder sentar em um dos bancos e ler um livro pela internet ou fazer um trabalho, uma pesquisa. E tudo aproveitando a paisagem e a interatividade ao mesmo tempo, com tranquilidade”, programa o professor José de Oliveira, de 57 anos.

A rede de internet sem fio no Parque foi inaugurada oficialmente nesta manhã pelo governador André Puccinelli, que também aproveitou para testar a conexão e ressaltar os benefícios da interatividade.

“A internet nos dias de hoje é imprescindível e em um lugar agradável como este vai ser perfeito. A pessoa vai poder contemplar o lazer e trabalhar, não vai saber se está trabalhando ou passeando”, frisa.

A internet do Parque tem 54MB de velocidade, sendo que a conexão nas residências é geralmente de apenas 1MB. No entanto, essa velocidade é dividida entre os usuários que estiverem conectados no local, ou seja, quanto mais usuários, mais lenta ficará a conexão.

Mas o superintendente de gestão da informação do Estado, Daniel Abuchaim, garante que a velocidade é suficiente para navegar na internet tranquilamente e até fazer downloads.

No primeiro acesso, o usuário fará seu cadastro ao abrir o navegador, informando seus dados pessoais. Para as próximas conexões ele só terá de informar seu CPF e a senha de navegação que vai receber após o cadastro. O cadastro é necessário como medida de segurança para identificar o usuário no caso de acessos indevidos.

Casal aprova iniciativa. Placas indicando o sinal wi-fi foram espalhadas pelo Parque. Casal aprova iniciativa. Placas indicando o sinal wi-fi foram espalhadas pelo Parque.

Segurança - Mas o professor José diz que o uso dos computadores portáteis no Parque merece cuidado em algumas situações. “Dependendo do horário ou do dia, a pessoa precisa tomar cuidado. Principalmente de domingo á tarde é bem cheio aqui, e nem todas as pessoas vem só para o bem”, diz.

A visitante pela primeira vez do Parque e natural do Rio de Janeiro, Luciana Monteiro, de 38 anos, gostou do local, mas também se preocupa com o fator de segurança e ressaltou que “se fosse no Rio a pessoa não ia poder levar o computador porque ia voltar sem”.

No entanto, o comandante do Pelotão da Polícia Militar do Parque, tenente Cláudio Muzili, garante que a população pode ir tranquilamente com seus equipamentos eletrônicos para utilizar no local.

“Nossos policiais estão aqui justamente para garantir a segurança seja para a pratica de esportes ou no uso da internet”, destaca.

O posto foi instalado no local no início deste ano e, segundo o tenente, nenhuma ocorrência foi registrada desde então. O vandalismo também foi reduzido no Parque, com as rondas da Polícia.

São 32 policiais para a segurança do local e região. Duas motocicletas são responsáveis por fazer a ronda dentro do Parque e garantir a segurança. O atendimento é feito todos os dias, durante o funcionamento do Parque, das 6h às 22h.

Os visitantes do Parque ainda podem acionar os policiais do pelotão pelo telefone da base ou pelos funcionais utilizados pelos policiais - 3327-1424 / 9914-2865 / 9987-9883.

Ainda segundo o tenente, estão sendo convocados policiais militares aposentados para atuar na segurança das seis entradas do Parque. Uma entrada de acesso exclusiva para as viaturas também será construída, na Rua Antônio Maria Coelho.

Atrativo - Durante um passeio com os filhos, a administradora Mônica Cristina, de 33 anos, acredita que a internet será um atrativo a mais para levar os adolescentes à um passeio no Parque.

“Minha filha adolescente, por exemplo, já não acha interessante vir ao Parque só para caminhar, mas agora com internet já vai ser um atrativo a mais pra conseguir trazer ela também”, diz.

Os irmãos João, de 5 anos, Daniel, de 10 anos, e André, de 8 anos, já aproveitaram esta manhã para testar a internet e mostrar toda a habilidade com os equipamentos.

"Esse que estou usando é um iphone. A internet está boa, igual da minha casa", diz Daniel.

O visitante Cristiano Benedito Maciel, de 32 anos, também aposta na novidade para atrair novos freqüentadores. “A pessoa vai poder trazer seu notebook e fazer um trabalho aqui, por exemplo”, diz.

Mas a técnica Ana Maria Mesquita, de 36 anos, ressalta que é preciso cuidado para não deixar a tecnologia tomar todo o espaço do lazer no Parque.

“A internet a gente já usa em casa, aí tem que ter cautela para o adolescente não vir aqui e querer ficar só na internet, nem vai aproveitar o local”, diz.

O Parque das Nações tem uma área de cerca de 116 hectares, com a conexão da internet por todo o local. São cinco antenas espalhadas pelo espaço para garantir conexão.

O projeto de internet sem fio também deve levar o serviço em 2012 para os parques do Sóter, Belmar Fidalgo, Ayrton Sena, Jacques da Luz, Horto Florestal, além da Praça do Rádio Clube e da região do Jardim Aeroporto.




O mais curioso é que a pessoas(como eu) que ficam concentradam,vão se distrair visitando sites fazendo pesquisa,e quando voltar ao mundo natural ja levaram seu computador,smartphone,tablet ou ate o celular,a bolsa, e tudo de valor que for encontrado.Tbm vou aguardar as noticias.
 
Rosanna de Sousa em 28/11/2011 10:44:55
E para nós trabalhadores o que temos de novidade e melhorias???
 
Luci Mara em 28/11/2011 09:44:32
Não se escravize pelo computador ou celular , piquenique e fofocas fazem bem ao ser humano, e o parque é o local adequado.Não sou contra a internet, mas daqui a 35 anos será o MUNDO DOS MUDOS: Pensem nisso e usem a linguagem para que ela não desapareça do nosso planeta.
 
Célia Campos em 28/11/2011 09:15:47
Sinto vergonha alheia ao ler alguns comentários. A novidade é boa, mas a parte ruim fica por conta da maldita inclusão digital que culmina na postagem de fotos ridículas em redes sociais ou até em um simples comentário com erros grosseiros de ortografia.
Vou desligar meu note buque e colocá-lo na caretinha (!?) , pois a intermet (WTF!) está muito lenta e vou i num ciber (Deus meu.)
Suicidar-me-ei
 
Arthur Nobre em 28/11/2011 01:01:27
Se a segurança estiver garantida, nada mal. Do contrário, nossos equipamentos eletrônicos serão apenas um chamariz para a bandidagem. É pagar para ver. Não sou da turma "do contra", mas, vou aguardar o noticiário dos próximos dias. A sugestão seria a identificação digital dos usuários do parque logo na entrada. Quem não deve... não teme.
 
elias vieira em 27/11/2011 12:17:12
Parabéns para essa iniciativa do governo. Chama-se inclusão digital. Pensem nas pessoas que não tem internet em casa, vai ser muito bom para todos. Porque não contemplar a natureza e ainda poder navegar.
É muito bom pra nossa cidade.
Parabéns.
 
Monica Lopes em 27/11/2011 11:31:52
Intermete de graça no parque das noções indígenas é só pra rico que piada
Leva seus computadores modernos acessar a intermete de graça.
Deveriam começa pelos bairros lá sim muitos jovens precisam ter intermete grátis
Não no parque das nações indígenas qual pobre da periferia de campo grande vai pega seu computador coloca na caretinha do seu carro ou até mesmo seu note buque leva lá pro parque das nações indígenas pra cessar a intermete é melhor i pega um ciber. do que pega um ônibus com note buque e ser roubado rsrsrsrsrsrsrsrs.
 
Reginaldo coelho em 27/11/2011 10:52:09
Dulci... como é o século XIX? podemos viajar pra lá na sua máquina do tempo?
 
Luciano Bandeira em 26/11/2011 10:38:32
Alpha a internet e muito boa, mas o comentario da Dulci é pertinente, pois interagir com a natureza é essencial ao ser humano, e num local com tantos atrativos como o parque das nacoes devemos dar um tempo na tecnologia pois nossa mente e como um computador e tem seus limites, vai dar uma pescada, fazer uma caminhada senão voce pira!!!!!
 
ronaldo cesar em 26/11/2011 05:19:03
Ótima iniciativa. E outra, ninguém precisa levar o computador para o parque para acessar a rede, um smartphone ou tablet é o suficiente e não chama tanta atenção quanto um computador.

Quem não quiser não precisa usar o recurso, mas é ótimo que ele esteja disponível.
 
Murilo Ferreira Borges Delmondes em 26/11/2011 03:44:27
menina Dulci.... por acaso as pessoas nao leem livros, jornais e revistas no parque?
por que nao podem fazer o mesmo numa plataforma digital??

voce precisa atualizar seus padroes ou ficara presa no seculo passado....
no passado houve quem condenasse os automoveis, assustavam os cavalos das charretes, um perigo!!
.
acorda para o seculo XXI !!
 
Alpha em 26/11/2011 01:31:19
Hoje temos a inclusão digital, internet para todos, mais no Parque será q a atividade não seria contemplar a natureza, exercícios físicos, passeios com interação da família, é a inversão de valores !!!!!!!!!
 
Dulci Pedro em 26/11/2011 01:06:06
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.