A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

25/06/2012 17:12

Arranca-rabo, surpresas e lições de quem se atreveu a organizar uma festa aberta

Ângela Kempfer
A fila foi algo desagradável. (Fotos: Rodrigo Pazinato)A fila foi algo desagradável. (Fotos: Rodrigo Pazinato)

Nunca pensei que realizar uma festa pequena daria tanto trabalho e descobri da pior maneira possível: errando. Há 3 meses, o Lado B resolveu estrear no mundo dos eventos em Campo Grande, mas com a singela pretensão de realizar uma festa junina com algumas barraquinhas na rua.

Veja Mais
Na véspera de São João, solteiras investem em simpatia no "Casório do Ano"
O álbum de fotografias do "Casório do Ano"

As semanas que seguiram foram de boas surpresas, apoios vindos de todas as partes, adesão dos amigos jornalistas e muito envolvimento da equipe que entrou na chuva para se molhar. Mas foi só chegar o dia da festa para descobrir o desagradável.

Como o Lado B é meio reportagem, meio artigo, um pouco manual e tudo ao mesmo tempo, a liberdade de não ter rótulos me faz colocar no papel e dividir com os leitores, ainda com a linguagem leiga, o que aprendi com o “Casório do Ano”, evento realizado no dia 23 de junho em parceria com a Tapiocaria Pernambucana.

Se você também pensa em armar um evento, preste atenção para não errar, se é que isso é possível.

Primeira lição: acompanhe tudo bem de perto, não fique um minuto ausente ou compartilhe as informações com o máximo de pessoas da equipe. Guardei para mim e os outros é que pagaram o pato, trabalhando duas vezes.

Desenhe como quer a festa, quais os locais para cada peça do esquema. Ou então aguente o desprazer de chegar e ver uma barraca montada atrás de um poste, por exemplo.

Segundo ensinamento: não dê mole. Apesar de todo planejamento da festa, o que é indispensável, sempre tem um engraçadinho que chega pronto, com uma barraquinha no carro, querendo se estabelecer e colocar algo à venda. Se abrir para um, outros 10 surgirão do nada.

Para se impor, fale alto, melhor um arranca-rabo antes, que as decepções depois. No meu caso, consegui barrar alguns, mas antes tive pena de outros e me arrependi.

Terceiro ensinamento: não confie nos horários estabelecidos para montagens. O palco, que deveria chegar pela manhã, surgiu apenas 2 horas antes do horário do evento marcado para às 17h. O som só começou a ser montado meia hora antes. Isso, depois de centenas de ligações feitas aos responsáveis.

Quarta lição: faça uma lista de itens indispensáveis à festa, mas não perca o papel (eu consegui fazer isso). Mesmo que outras pessoas tenham o documento, o organizador precisa ter uma cópia para conferir com a equipe a todo momento e cobrar. O resultado foi deixar em casa 6 latões de lixo que deveriam ser distribuídos pelo local do evento.

Quinto mandamento: venda fichas. Não entendia porque em todo evento tem a tal venda de fichas (risos). Só percebi que a experiência serve para ser aplicada quando começaram as filas para comprar comida.

Para amenizar, tive de distribuir de graça frangos assados para quem estava na espera. Difícil foi convencer alguém que o donativo era verdadeiro, para compensar. As pessoas olhavam desconfiadas, pensavam ser pegadinha, até algum corajoso se atrever e aceitar o dito cujo.

Oitava lição: não queira ser espontânea. Coloque no papel tudo que precisa ser dito durante a festa, senão vai esquecer de repetir os nomes dos patrocinadores, de fazer todos os agradecimentos e pode deixar um dos donos da festa sem sapatos.

Pernambucano, o paizão do "Casório do Ano", melhor parceiro que o Lado B poderia conseguir, ia ganhar um par de alpargatas, vindo direto de Alagoas. A noiva/apresentadora esqueceu de anunciar e o homem ficou sem presente.

Nono ensinamento: Tente descobrir se a comunidade estará envolvida em algum evento no mesmo dia do seu. No sábado, além do Casório a mesma regiāo tinha feira livre e arraial da escola do bairro. Muita gente se confundiu e só percebeu depois de alguns minutos como penetra na festa do colégio.

Décima lição: contrate alguém ou convoque a Prefeitura para fazer a limpeza assim que a festa terminar. Caso contrário, de noiva você passará a gari, com sacos enormes de lixo varrendo a rua, depois de mais de 12 horas de trabalho na preparação da festa, você e todos os companheiros da organização.

Depois de remoer cada erro, ficar horas sofrendo, fiquei melhor ao ver tanta gente desconhecida se divertindo, rindo com as simpatias para São João, com a aliança do bolo de Santo Antônio e com a bagunça da quadrilha. Por incrível que pareça, a festa foi um sucesso, acreditem. O que fica é um manual para fazer melhor em 2013.

Mas a verdade é que muito mais deu certo, do que errado, como a graça da nossa vendedora de beijos.Mas a verdade é que muito mais deu certo, do que errado, como a graça da nossa vendedora de beijos.



CHEGUEI AS 22:00 NA FESTA, ESTAVA MUITO ANIMADA, GOSTEI ...SÓ FIQUEI TRISTE POR DEMAIS POR NÃO TER MAIS QUENTÃO, POIS ISSO É ESSENCIAL NESSAS FESTAS, MAS ENFIM PARABÉNS PELO PRIMEIRO ANO DA FESTA, ESPERO Q TENHA OUTRAS, E É ERRANDO QUE SE APRENDE.
 
ELENICE OLIVEIRA DOS SANTOS em 27/06/2012 01:07:22
"Muita gente se confundiu e só percebeu depois de alguns minutos como penetra na festa do colégio." Ri alto... rs
Realmente é com os erros que mais Aprendemos... Não tenho dúvidas que foi uma festa muito divertida ^^)
 
Gilcelli Rodrigues em 26/06/2012 12:05:35
Apesar de tudo o que ainda pode ser melhorado, acredite, a festa foi um sucesso!! Infelizmente não pude ir mais cedo (como pretendia), e perdi boa parte da algazarra..rs...mas mesmo indo perto do final eu amei! Parabéns! As filas eram grandes mas nao vi cara feia. Tenho certeza que com as oportunidades de melhorias implantadas e eu chegando mais cedo...2013 será ainda mais divertido!!Parabens!!
 
Simone Carvalho em 26/06/2012 11:46:00
Estive um bom tempo durante a festa e, realmente, haviam filas longas. Mas acredito que quem saiu de casa naquele dia frio tinha mais coisa com o que se preocupar, como conhecer novas pessoas, dançar, divertir-se, rir, celebrar a noite de São João. A festa foi linda, rolava ali uma energia maravilhosa. Tudo foi feito com carinho suficiente para nos reconduzir ao mesmo festejo ano que vem!
 
Guilherme Cavalcante em 26/06/2012 10:26:16
não esteve por lá, mas só de ler seu comentario aqui mo lado B pude sentir que foi uma festa alegre,em paz onde as pessoas se sentaram felizes ainda mais que foi feia na rua e nada de ruim venho acontecer nesta festa vc Idealizadoa sinta-se vitóriosa e prapare-se para novas festas pois ideias já lhe foram dadas.Mais uma vez PARABÉNS,aguardo lançamento de novos eventos.
 
CONCEIÇÃO APARECIDA COSTANZO em 26/06/2012 05:23:48
Cara Angela

A festa em questão era da escola de minha filha. Eu mesmo estive na festa da escola e depois desci a rua até o arraiá de vcs. Garanto que estava muito divertido. Parabéns. Amei seu buquê de pimetinhas! Mas olha pensa no lado bom. A escola deve ter faturado alguns trocos a mais com os penetras kkkkkkkkkk
 
Rosana Siqueira em 26/06/2012 01:33:07
Fique tranquila Ângela, erros ocorrem em qualquer evento, e ainda mais neste, que foi o primeiro. O importante é que a festa foi um sucesso!
 
Michele Cerzósimo em 25/06/2012 10:37:40
A festa foi excelente e o mérito maior é seu, Angela. Parabéns para você e para toda a turma que ajudou na montagem... e "demontagem".
 
Mucio Marinho em 25/06/2012 10:14:05
Amei o clima da festa! Mesmo ficando horas na fila para conseguir comer alguma coisa eu gostei muito... As pessoas que foram até lá estavam com o coração aberto e eu acredito que tenham se divertido bastante. Que venha o arraiá de 2013 que estarei lá novamente.
 
Andreia Garcia Leite em 25/06/2012 09:29:57
A festa estava maravilhosa...muita gente bonita e bem educada...na rua...imprecionante...fui com minha familia e amei! Parabens aos organizadores tudo perfeito!
 
Estela vasques em 25/06/2012 08:05:11
O pior meu amigo (a) ano que vem já sabe vc entrou para o calendário festivo de nossa cidade não nos desaponte! e espero que vc siga a risca sua lista de erros e acerte! que aumente os patrociníos e não esqueça dos sapatos um grande abraço à todos que se envolveram nesse casório!
 
sandra lima em 25/06/2012 07:57:29
Foi uma grande festa.. tenho que dizer a verdade e falar que fui um dos desavisados que parou na festa da escola a duas quadras.. as filas estavam muito grande mas muito divertidas por até amizade eu fiz na fila.. sem falar que eu não acreditei na historia do frango.. de pois até acreditei mas não queria sair da fila de pois de tanto tempo.. kkkkkk.. Parabéns ao Lado B foi um festa muito divertida
 
Paulo Massuda em 25/06/2012 07:15:06
Parabéns, Ângela, Pernambuco e equipe! Vida longa a vocês e às suas boas ideias.
 
Fabio Pellegrini em 25/06/2012 07:07:26
A festa estava ótima, podem repetir, mas preparem-se para receber muito mais gente! Senti falta de mais mesas e cadeiras, muitas mais.
 
Adriana Pompeu em 25/06/2012 06:58:55
.....tive outro compromisso de ultima hora e não pude ir, adoro o "Pernambuco", de ler vc contando.....acredito que perdi mesmo uma grande festa......continue,
te dou outras dicas, que tal a festa da pamonha, do bijú, da broa, da paçoca de carne seca, etc.....
PARABÉNS, que DEUS te ilumine sempre,
sou leitor de carteirinha do Lado B.
grande e forte abraço
 
Luis Mendes em 25/06/2012 06:18:36
kkkkkkkkkkkkkk desculpe-me , nao pude deixar de dar esta grande gargalhada. Para de consolar te falo: Primeira vez e assim mesmo, na proxima voce melhora !! Forca ai... kkk
 
day moura em 25/06/2012 05:41:49
olha eu gostei muito foi da historia, pq voce contando esta narrando uma historia muito engraçada, e acabou tudo dando certo rsrsrsr. deveria chamar "contos do lado B" valeu.
 
ALESSANDRA CARLIN em 25/06/2012 05:38:02
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.