A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

23/12/2014 11:40

Banda de rock que migrou para eletrônico tem clipe super acessado

Paula Maciulevicius
Formado por Ryan Alcova e Thiago Souto, o duo Brazo tem outra particularidade, é autenticamente sul-mato-grossense. (Foto: Divulgação)Formado por Ryan Alcova e Thiago Souto, o duo Brazo tem outra particularidade, é autenticamente sul-mato-grossense. (Foto: Divulgação)

Nascida como banda de rock em 2012, o Brazo agora começa uma nova fase dentro do projeto de música eletrônica. O videoclipe do single "24/7", feito em parceria com DJ e produtor musical Ricci, já tem 50 mil visualizações na web em menos de um mês. 

Veja Mais
Festival das Artes é novo espaço da cultura e começa com mais de 10 shows
Humberto Gessinger, Ludmilla e Whindersson Nunes chegam no fim de semana

Lançado oficialmente na semana passada na Capital, o clipe marcou a transição dos palcos com voz, guitarra e bateria para as baladas e mixers. Formado por Ryan Alcova e Thiago Souto, o duo Brazo tem outra particularidade, é autenticamente sul-mato-grossense. A transição dos estilos foi uma evolução natural do que o Brazo vinha desenvolvendo desde 2012. “Depois, foi só unir à veia roqueira, graves fortes e melódicos com a batida do house music”, explicou Thiago Souto.

O videoclipe conta a história de um cara que decidiu sair pra balada sem hora pra voltar, apenas com a intenção de se divertir. Recheado de cenas marcantes e ousadas, ele retrata de maneira fiel o que acontece nas baladas pelo mundo a fora, com muita loucura, insanidade, mas principalmente, muita diversão.

Filmado entre abril e junho deste ano em Campo Grande, Guarujá e na capital paulista, foram usados três cenários: uma balada, um pier e uma festa.  “O videoclipe já foi compartilhado por diversos blogs de renome, como o Houseando e o EDMVines, que são especializados em música eletrônica, o que contribuiu para aumentar a visibilidade do nosso som. E com direito a compartilhamentos e comentários de várias partes do mundo”, destaca Ryan Alcova.

A ideia do Brazo é de conquistar o público que consome a cena eletrônica, mas que anda meio apagado na Capital, cenário bem diferente de anos atrás, nos tempos em que o D-Edge, Garage e Neo, formavam um público cativo e bem antenado com o que rolava de melhor no mundo.

Com uma proposta inovadora, a exemplo do que já vem acontecendo nas grandes metrópoles mundiais, o duo quer investir na tendência de dois deejays dividindo o mesmo mixer e ainda aproveitar o crescimento da música eletrônica e a facilidade de acesso proporcionada pela web.

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.