A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

06/05/2014 07:00

Banda faz campanha para provar que bares sertanejos são minoria em Campo Grande

Anny Malagolini
Banda completou 11 anos de estrada (Foto: Divulgação)Banda completou 11 anos de estrada (Foto: Divulgação)

Campo Grande tem fama de ser a cidade do sertanejo e até pode ser, quando o assunto é gosto individual. Mas em relação aos bares, a maioria é de rock. Pelo menos é o que pretendem provar os músicos da banda "Whisky de Segunda".

Veja Mais
Tem de ter coragem para encarar um "The Voice" no Centro de Campo Grande
Quem conhece diz que só preocupação com filho pode manter BBB longe de “tretas”

Para mudar a visão de que aqui só se consome sertanejo, o vocalista Robson Rodrigues Pereira teve a ideia, junto com o guitarrista Jefferson Pasa, de criar a "Marcha do Blues", para abrir a discussão e mostrar que Campo Grande não é terra só de Luan Santana e Michel Teló. “Isso é um passado que não existe mais”, justifica Robson.

Eles já criaram evento no Facebook com a intenção de reunir não só músicos, mas também apreciadores de estilos que não incluem o sertanejo, para uma movimentação no domingo, durante o show de Erasmo Carlos, também com o objetivo de divulgar os 11 anos da banda, longevidade que por si só já fala sobre a resistência do ritmo que toncam, o blues.

Segundo Robson, grande parte do público da banda não é do Mato Grosso do Sul. Ele reclama da rotineira surpresa de pessoas sobre a cena forte do blues em uma cidade de “sertanejo”, mesmo que Campo Grande só tenha 3 casas de sertanejo e uma infinidade de lugares que tocam rock, blues e música eletrônica.

A banda também é responsável pela realização do “MS Blues Festival”, que a cada edição traz importantes artistas do estilo, inclusive, do exterior.

Lotados - Proprietário de um dos bares mais novos da cidade, o “Blues Bar”, Ivan Torres, de 36 anos, diz que agora acredita quando falam que Campo Grande está se tornando a Capital brasileira do blues. “Artistas de fora se surpreendem com a cena, que é movimentada, mas ainda é desconhecida”, comenta.

O bar foi aberto há pouco mais de três meses e o dono afirma se surpreender com o sucesso nas noites de quarta-feira a sábado. Quem passa pela Via Parque, em um desses dias, percebe o movimento. É tanta gente, que os clientes costumam ficar na rua, já que o espaço do bar não é grande.

“Tem público para esse som, só falta espaço para eles”, defende. Para Ivan, que é fã de blues, a cena sempre existiu e há bandas que comprovam isso. “O cenário está acontecendo ainda mais. Duas bandas novas nasceram no bar”, conta.

Para entrar no bar não é cobrado nada, mas nas paredes, cartazes sugerem o repasse voluntário: “Se o som é bom eu dou cincão”.

Guitarras - O rock também aparece forte e uma das principais casas que apresentam o estilo existe há dois anos, o “Hangar”. Um dos sócios, Thiago Coutinho, conta que abrir um negócio contra a corrente do sertanejo assustou, mas "em poucos meses a resposta do público foi boa".

Além de bandas da cidade, a casa é a que mais apresenta shows de artistas nacionais. “O começo foi difícil, mas agora conseguimos trazer a média de um show nacional todos os meses”, comemora.

Veja a lista com alguns bares que não tocam sertanejo em Campo Grande:

Blues Bar – Avenida Nelly Martins, S/N (Via Parque).
Bar Fly - Rua Pajuçara, 201.
Rockers - Avenida Manoel da Costa Lima, 34.
21 bar - Rua Vicente de Paulo, 160.
Lendas Pub - Avenida Mato Grosso, 2.090.
Hangar – Rua Trindade, 413.
Confraria do Choro – Avenida Madrid, 1.100.
Barbaquá - Rua Rio Grande do Sul, 382.
Rota Acústica - Rua Desembargador Leão Neto do Carmo (Em frente a Uniderp agrárias)
Trem Mineiro – Rua Cel. Afrânio Fialho, 344.
Move - Rua Doutor Temistócles, 94.
Cabaret - Avenida Mato Grosso, 1.801.
Black Bar - Rua Albert Sabim, 222.
Daza - Rua Marechal Rondon, 2.181.
Non Stop – Rua Pimenta Bueno, 127.
Birô Brasileiro – Rua Barão do Rio Branco, 173.
Rosoma – Avenida das Bandeiras, 2.479.

Amigos e músicos participaram do primeiro encontro da campanha (Foto: Divulgação)Amigos e músicos participaram do primeiro encontro da campanha (Foto: Divulgação)



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.